WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Escolha da madeira para o cultivo de shiitake

A madeira é escolhida para o cultivo em função de suas características físicas e químicas e também fatores econômicos e ambientais

O maior comprimento das toras permite melhor condição de cultivo e de utilização da área de produção.

O maior comprimento das toras permite melhor condição de cultivo e de utilização da área de produção.

Atualmente, procura-se encontrar meios que diminuam os custos de produção, e que aumenta a margem do lucro. Assim, o eucalipto, uma madeira de custo acessível e encontrada em quase todas as regiões do Brasil, está sendo muito utilizada pelos produtores de shiitake. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados na escolha e preparação das toras, devido à grande variabilidade de materiais genéticos de eucalipto disponíveis, alguns deles inadequados ao cultivo do shiitake.

Deve-se ter uma atenção especial com madeiras resinosas e aromáticas como é o caso de E. Citriodora e Pinus spp., pois alteram o sabor do cogumelo devido às suas características químicas.

Outro fator a ser levado em consideração é o tamanho da madeira a ser utilizada no processo produtivo. Embora não haja um padrão para o comprimento da tora, normalmente, utilizam-se toras de aproximadamente um metro (de 80 a 120 cm) para facilitar o seu manuseio. Existe uma tendência de utilização de toras de 2 a 2,20 m, em função de algumas vantagens que ela apresenta:

- menor número de pontas por metro de tora, diminuindo proporcionalmente à área a probabilidade de ataques de pragas e colonização por microrganismos oportunistas e competidores, além de menor perda proporcional de umidade da tora, também em função da área;

- menor custo, pois é necessário menor número de cortes e quantidade de sementes (nas pontas das toras são feitos de 4 a 6 furos a 5 cm da extremidade);

- maior produtividade, pois a utilização otimiza a relação área em produção x área total;

O maior comprimento das toras permite melhor condição de cultivo e de utilização da área de produção.

Com relação ao diâmetro, tudo indica íntima relação com as características da produção. As toras com diâmetro menor (5 a 8 cm) têm a vantagem de produzir rapidamente, mas sua vida útil é menor e possuem a tendência de produzir cogumelos com chapéu (píleo) pequeno e pé (estipe) fino. Já as toras com diâmetro superior a 15 cm possuem uma vida útil maior, casca grossa, cerne de maior volume e demoram mais para produzir, o que aumenta a chance de contaminações.

Recomenda-se, portanto, um meio termo entre essas duas possibilidades descritas, o que resultaria em algo em torno de 10 a 12 cm de diâmetro.

 

 

Aprimore seus conhecimentos.

- Conheça o Curso CPT Cogumelo Shiitake.

- Conheça os Cursos CPT da área Cogumelo Comestíveis.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Jorge luis Fernandes

9 de set. de 2020

Além do eucalipto tem outras variedades de madeira que se possa inocular com shitake?

Resposta do Portal Cursos CPT

17 de set. de 2020

Olá, Jorge 

Como vai?

Agradecemos sua visita a nosso site!

O eucalipto é uma madeira de custo acessível e encontrada em quase todas as regiões do Brasil, está sendo muito utilizada pelos produtores de shiitake

 O ideal seria você procurar produtos em sua região para que os mesmos possam orientá-lo de forma mais eficiente.

Atenciosamente,

Erika

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!