WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Diluição de fármacos - como fazer?

A diluição de fármacos se faz necessária quando a balança da farmácia não possui precisão suficiente para realizar a pesagem de pequenas quantidades de matérias-primas

Diluição de fármacos - como fazer?   Dicas Cursos CPT

 

Muitas vezes, a manipulação de um medicamento é feita envolvendo quantidades muito pequenas de determinadas substâncias. Nesses casos, o procedimento de pesagem dessas matérias-primas requererá um cuidado especial, como no caso de drogas que são prescritas na concentração de mcg (micrograma) ou até mg (miligrama). A diluição de fármacos se faz necessária quando a balança da farmácia não possui precisão suficiente para realizar a pesagem dessas pequenas quantidades (precisão desejada). A diluição pode ser realizada no próprio estabelecimento farmacêutico, ou a matéria-prima pode ser adquirida do fornecedor, já diluída.

Segundo Adriane Franco, professora do Curso a Distância CPT Capacitação de Manipulador de Medicamentos, em Livros+DVDs e Cursos Online, “Principalmente quando a diluição é realizada na farmácia, deve-se ter o cuidado de rotular, especificando, claramente, o fator de diluição empregado”. Então, explicando mais tecnicamente, podemos dizer que os objetivos de se realizar a diluição de um ativo (matéria-prima) são por:

- Motivos farmacotécnicos (facilitar a pesagem);
- Motivos de segurança (dose terapêutica é próxima à dose tóxica).

Como exemplo de matérias-primas que necessitam de diluição, temos: T4 (hormônio), o diazepam, vitamina B12, digoxina, entre outras, cuja dose usual é abaixo de 10 mg.

Mas, afinal o que é a diluição?


A diluição refere-se a um processo que consiste em adicionar, ao princípio ativo, um excipiente inerte que pode ser, por exemplo, a lactose, o amido ou talco, em uma proporção de pode ser 1:10, 1:100 ou 1:1000. Dizer que um princípio ativo foi diluído na proporção 1:10 quer dizer que foram pesados 1 g do ativo (matéria-prima), e, para diluir essa quantidade, pesou-se 9 g de excipiente. Assim, a soma do ativo + excipiente é igual a 10.

No caso da diluição 1:100 são: 1 g de ativo + 99 g de excipiente, e a soma dos dois é igual a 100.
No caso de 1:1000: 1 g de ativo + 999 g de excipiente, e a soma dos dois é igual a 1000.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Treinamento Profissional.
Por Silvana Teixeira.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Adenides Mendes de Freitas

18 de jun. de 2019

Gostei muito da matéria, esclareceu minhas duvidas. Estou trabalhando na farmácia de manipulação faz 2 meses e estou amando.

Resposta do Portal Cursos CPT

19 de jun. de 2019

Olá Adenides Mendes de Freitas.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes em saber que gostou das nossas dicas, e que elas contribuíram para o seu conhecimento.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Nanci Gomes

8 de mai. de 2017

Eu fiz o curso tecnico quando ele surgiu há 12anos e muita coisa mudou então quero me atualizar na área pois já tenho 44/anos e sem se atualizar fica difícil competir com jovens mesmo com 22/anos de farmácia

Resposta do Portal Cursos CPT

8 de mai. de 2017

Olá Nanci,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O CPT possui o Curso a Distância Capacitação de Atendente de Farmácia e Drogaria: Anatomia Humana e Farmacologia que poderá ser de grande ajuda, para mais informações nossas consultoras entrarão em contato.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!