WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Dicas para implantação de jardim vertical

A facilidade de implantação do jardim vertical faz com que ele se torne uma solução econômica e adaptável a qualquer espaço

Dicas para implantação de jardim vertical

“A facilidade de implantação do jardim vertical faz com que ele se torne uma solução econômica e adaptável a qualquer espaço e às variações de iluminação comuns em áreas internas. Além disso, o jardim fixo verticalmente nas paredes embeleza e climatiza o ambiente”, destaca Eduardo Elias Silva dos Santos, especialista em paisagismo e professor do Curso CPT a Distância e Online Jardins Verticais - Implantação e Manutenção.

Escolha das plantas


A escolha das plantas depende do projeto. São mais de 200 espécies vegetais perfeitas para compor os mais variados jardins verticais. Algumas delas exigem manejo mais trabalhoso, outras são mais fáceis de cuidar. Quando o jardim vertical apresenta problemas é porque foram escolhidas espécies de plantas inadequadas à área de implantação, principalmente as que requerem boa luminosidade. As mais adequadas a projetos de jardins verticais são as bromélias, a orquídeas, a renda portuguesa e a samambaia.

Condições ambientais


Antes de fixar definitivamente o jardim vertical, é de fundamental importância identificar as condições ambientais da área de implantação. São inúmeros os impactos externos, que podem prejudicar o bom desenvolvimento das espécies de plantas escolhidas. Frio extremo, calor excessivo, vento forte, baixa umidade relativa do ar e baixa insolação podem inviabilizar o projeto. Daí a necessidade de escolher a espécie vegetal que melhor se adeque à área.

Luminosidade 


Contratar um especialista em jardinagem e paisagismo é a melhor opção para quem busca o mais belo jardim vertical. Esse profissional tem conhecimentos essenciais sobre a luminosidade ideal de cada espécie de planta. Algumas são de pleno sol, outras de meia sombra, cada planta apresenta exigências próprias da espécie e, por isso, estas devem ser seguidas criteriosamente. Em alguns casos, as plantas podem receber luz artificial sem maiores problemas.

Irrigação 


É importante que a água seja de qualidade, sem alterações no pH nem impurezas que possam prejudicar o pleno desenvolvimento das plantas do jardim vertical. Projetos menores exigem baixa pressão de água, com sistema de bombeamento manual. Já em projetos maiores, a instalação de uma bomba pressurizadora torna-se necessária para suprir toda a área com eficiência. O sistema de irrigação é determinante para o êxito do jardim vertical.

Substrato 


Outro fator de suma relevância refere-se ao substrato onde as espécies vegetais serão plantadas. O plantio em terra comum está totalmente descartado, já que o solo sofre compactação após inúmeras regas. Com isso, as plantas não se desenvolvem, pois suas raízes atrofiam por escassez de água e falta de porosidade. Para evitar que isso aconteça, basta usar substrato com turfa importada. Além de apresentar maior durabilidade, ele permite a adubação lenta das plantas, propícia ao equilíbrio nutricional das várias espécies vegetais.

Quer saber mais sobre o curso? Dê play no vídeo abaixo:

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Jardinagem e Paisagismo.

Leia o artigo "Você já ouviu falar em String Garden?"

Fonte: verticalgarden.com.br

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!