WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Dica: Aprenda a controlar a mancha de dendrophoma no morangueiro

Aprenda a controlar essa doença que atinge as folhas mais velhas do morangueiro

Morango

Os professores do Curso a Distância CPT Produção de Morango, Francisco Passos, Juarez Betti, Maria Aparecida e Regina Célia, contextualizam que a cultura do morango sofreu grandes mudanças a partir da década de 70, com o desenvolvimento de cultivares mais produtivas. Com cultivares importadas mais resistentes e com o desenvolvimento de cultivares insensíveis ao fotoperíodo, a cultura vem se tornando cada vez mais atrativa e com amplo leque de opções de cultivo.

Porém, mesmo com o uso de cultivares mais resistentes, é possível que elas sofram com algumas doenças que podem prejudicar severamente a sua produção e, em um caso mais grave, levar à morte da planta.

Uma doença muito comum nos morangueiros é a mancha de dendrophoma.

O que é a mancha de dendrophoma?

A mancha de dendrofoma é também conhecida como "Crestamento das Folhas". Esta doença é considerada de importância secundária para a cultura do morangueiro. É causada pelo fungo Dendrophoma obscurans (Ell. et Ev.) H.W. Anderson, e ocorre no final do ciclo, principalmente em folhas velhas e quando as temperaturas são mais elevadas. São manchas arredondadas que podem atingir 5 a 25 mm de diâmetro, com o centro marrom ou castanho circundado por uma zona purpúrea.

Como controlá-la?

Para controlar a mancha, é recomendado evitar a irrigação por aspersão. Uma das opções é retirar as folhas que foram atacadas, pulverizando a planta com produtos que sejam à base de cobre, como é o caso da calda bordalesa.

Essa calda é uma mistura de sulfato de cobre e de cal virgem, que pode ser adquirida de forma líquida e em pó solúvel em lojas especializadas ou pode ser preparada, dissolvendo cristais de sulfato de cobre em um saco de tecido mergulhado em um recipiente de plástico com 50l de água, por algumas horas.

Em outro recipiente com volume igual, deve-se mexer a mistura e acrescentar água e cal. Por fim, junta-se tudo em um terceiro recipiente, com capacidade para 100l, até que a mistura se torne homogênea e de reação neutra.



Conheça os Cursos a Distância CPT da Área Fruticultura:

Produção de Morango
Produção de Morango Orgânico
Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas

Fontes: Embrapa – sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br
Hélcio Costa para Revista Globo Rural – revistagloborural.globo.com
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!