WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Bezerro recém-nascido: quando e como curar o umbigo?

A cura do umbigo do bezerro recém-nascido deve ser feita logo após a mamada do colostro. Deve-se cortá-lo dois a três dedos abaixo de sua inserção. Se pequeno, não é necessário cortar

Bezerro recém-nascido: quando e como curar o umbigo?   Artigos CPT

A cura do umbigo do bezerro recém-nascido deve ser feita logo após a mamada do colostro. Isso é feito porque, logo após o nascimento, a cria fica com uma porção do umbigo não cicatrizada exposta, onde podem surgir bicheiras ou infecções. “A maneira correta de tratar o umbigo é cortá-lo, dois a três dedos abaixo de sua inserção, não sendo necessário cortar, se ele tem um tamanho menor”, alerta Alexandre Lúcio Bizinoto, professor do Curso CPT Cria de Bezerros de Corte.

A seguir, faz-se desinfecção da porção restante, com tintura de iodo ou com uma solução de álcool iodado a 70%. Deve ser usado para a aplicação um vidro ou vasilha plástica de boca larga, dentro do qual o umbigo é inteiramente mergulhado por pelo menos dois minutos, procurando molhar na solução toda a sua superfície.

A desinfecção será repetida uma vez ao dia, durante os primeiros três dias de vida do animal, até que o umbigo esteja cicatrizado, livre de possíveis infecções ou do ataque de moscas. Na primeira semana, deve-se revisar os animais que tiveram umbigo tratado, verificando se a cicatrização se completou, e fazendo nova cura, caso seja necessário.

A solução de iodo pode ser substituída por produto comercial cicatrizante de boa qualidade, aplicado conforme instruções do rótulo ou a critério do médico veterinário. Em diversas propriedades, tem sido utilizada a aplicação de Ivermectin, em bezerros recém-nascidos, para prevenção das miíases, juntamente com a cura. Essa prática, entretanto, estudada na Embrapa Gado de Corte (Bianchin et al. - 1991), não conferiu vantagem adicional ao uso do iodo. Outra possibilidade é a eliminação da cura com iodo, substituída pela aplicação de Ivermectin, que é também prática adotada em diversas fazendas.

Vale destacar que infecções no umbigo e a presença de bicheiras demandam tratamento veterinário, e ainda causam um atraso no desenvolvimento do animal, reduzindo sensivelmente o peso à desmama. Podem até mesmo levar o animal à morte, dependendo da gravidade do ataque.

Saiba mais sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Por que a vaca lambe o bezerro após o parto?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira. 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!