As espécies de capim brachiaria

Da área de pastagens cultivadas no Brasil, 80 a 90% são constituídos por capins do gênero Brachiaria

Espécies de capim brachiaria

A brachiaria foi introduzida no Brasil como forrageira e inclui grande número de espécies com as mais variadas características, originárias de regiões tropicais, principalmente da África.

1- Braquiária decumbens

No Brasil, encontramos duas variedades da braquiária: a IPEAN, com folhas densamente pilosas, e a Basilisk, com folhas pouco pilosas.

Nome científico: Brachiaria decumbens

Características: são forrageiras de crescimentos prostrado, perene de formação rápida, proporciona alta produção de massa verde. É bastante palatável. Suporta pisoteio pesado e dá bom ganho de peso aos animais. Alcança 70 cm de altura e tem capacidade de se alastrar e cobrir todo o terreno.

Clima: adapta-se a regiões com regime de chuva acima de 1.200 mm anuais, pois tem baixa resistência à seca. É encontrada no norte, centro-oeste e sudeste.

Solo: adapta-se bem a diversos tipos de solo, não sendo exigente em fertilidade, mas responde bem à adubação.

Época de semeadura: período de chuvas.

Plantio: mecanizado ou a lanço.

Produtividade: 11 t de feno/ha/ano em quatro cortes.

Proteína bruta: em média 7,5%.

Observações: forrageira bastante utilizada em áreas de cerrado, onde é plantada junto com arroz, formando, assim, extensas áreas de pastagens, tanto em Goiás quanto em Mato Grosso. Por sua capacidade de cobrir o terreno e impedir erosão, a B. decumbens tem sido utilizada para pastagem em áreas em declive. Por essa mesma capacidade e agressividade, é difícil sua consorciação com leguminosas. Apesar de constituir uma pastagem muito boa, a B. decumbens tem a desvantagem de ser pouco resistente ao ataque de cigarrinhas, e de proporcionar condições ao surgimento de intoxicações no rebanho (fotossensibilização).

2- Brachiaria brizantha – Braquiarão ou Brizantão

Nome científico: Brachiaria brizantha Satrf.

Características: gramínea perene que cresce em forma de touceiras, podendo atingir até 2 m de altura. Suas folhas são largas, pilosas, de coloração verde-escura. Espécie muito produtiva e robusta.

Clima: gramínea largamente distribuída pelo brasil, com boa resistência à seca, desenvolvendo-se bem desde o nível do mar até uma altitude maior que 2.000 m.

Solo: dentre as braquiárias, é a mais exigente, desenvolvendo-se bem em solo relativamente ácidos de média a alta fertilidade. Não tolera solo encharcado.

Época de semeadura: setembro a dezembro.

Plantio: mecanizado ou a lanço.

Produtividade: 8-10 t MS/ha/ano.

Proteína bruta: 10,7%.

Observações: o cultivar marandu é um capim que está sendo largamente difundido pelo Brasil. Tolerante à cigarrinha da pastagem, pode ser consorciado com leguminosas e produz boa quantidade de massa verde. É indicado para vedação e fornecimento na seca. Não provoca problemas de fotossensibilização.

3- Brachiaria ruziziensis

Espécie semelhante à decumbens, mas de porte maior. Exige solos de média a alta fertilidade.

4- Brachiaria humidicola – Humidícola ou quicuio da Amazônia

Espécie de pouca exigência em fertilidade do solo (tolera solos ácidos), apresentando produtividades inferiores às braquiárias citadas anteriormente. Desenvolve-se bem em solos encharcados.

5- Brachiaria mutica – capim-pangola, capim fino ou capim bengo

É pouco suscetível ao encharcamento do solo, o que tem permitido sua utilização em várzeas.

6- Brachiaria radicans – Tanner – Grass ou Braquiária do brejo

Exige solos de média fertilidade e é indicada para regiões de várzea. Por conta dos problemas, chegaram a determinar até mesmo a proibição de seu uso pelo Ministério da Agricultura, na década de setenta.

7- Brachiaria mutica x radicans

Cruzamento da Brachiaria mutica com a Brachiaria radicans e que originou o capim pangola, com elevado potencial de uso em solos encharcados. Sua propagação é feita por mudas.

 

Aprimore seus conhecimentos.

- Conheça o Curso CPT Formação de Pastagens.

- Conheça os Cursos CPT da área Pastagens e Alimentação Animal.

 

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Murillo diMattos

27 de nov de 2018

Uma pena a matéria não ter imagens... de resto, direto e bem explicado.

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de nov de 2018

Olá Murilo,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

José Irineu de souza

21 de jun de 2018

Obrigado pelas informações, as enriqueceram meus conhecimentos. Gostaria gostaria de receber também o curso de formação de pastagens.

Resposta do Portal Cursos CPT

21 de jun de 2018

Bom dia José,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado.

Cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

José Irineu de Souza

20 de jun de 2018

Achei interessante esse curso muito útil, se possível gostaria de receber informações sobrebrachiaria MAVUNO: , capim massai e vê a ipypora.

Resposta do Portal Cursos CPT

20 de jun de 2018

Bom dia José,

Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim explicativo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Jonas Luiz Andrade

11 de abr de 2018

Qual a melhor braquiária para plantar em terreno ladeiroso?

Resposta do Portal Cursos CPT

12 de abr de 2018

Olá Jonas Luiz,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Ana Lúcia Moraes dos santos

5 de mar de 2018

Vou montar uma recria e engorda de bois, pois tenho só 7/h que vou plantar braquiária bizantha e gosto de me inteirar sobre o assunto.

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de mar de 2018

Olá Ana Lúcia,

Para lhe auxiliar ainda mais, o CPT possui o Curso a Distância Recria de Bezerros de Corte.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Eduardo Schuck

6 de ago de 2017

Qual a produtividade e proteína bruta da braquiária Piatã e humidicula brs tupi??

Resposta do Portal Cursos CPT

7 de ago de 2017

Olá, Eduardo.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Recomendamos que procure um técnico agrícola para que possa avaliar a produtividade de suas plantas.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Jorge Pardim

22 de mai de 2017

Olá, parabéns pelo artigo! Conteúdo muito bom e de fácil entendimento!

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de mai de 2017

Olá Jorge,

Agradecemos que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Antonio Afonso Dos Santos

13 de mai de 2017

Quero comprar semente de capim braquiária para vaca de laquitação para fazer piquete em baichada??

Resposta do Portal Cursos CPT

15 de mai de 2017

Olá Antônio,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações recomendamos que procure por produtores cadastrados em casas de produtos agrícolas de sua região.

Atencisoamente,

Ana Carolina dos Santos

Sabrina Caneppele

13 de abr de 2017

Gostaria de ter mais informações sobre pastagens de capim brachiaria e suas respectivas espécies.

Resposta do Portal Cursos CPT

17 de abr de 2017

Olá Sabrina,

Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

antonio dos Santos Felicio

9 de abr de 2017

Nossa região nordeste em Cicero Dantas - BA. Por causa de quase 09 meses de seca perdemos toda a pastagem de brachiaria decumbens, queremos informação sobre qual a semente /capim resistente seca. o decumbens não foi aprovado. grato

Resposta do Portal Cursos CPT

10 de abr de 2017

Olá Antônio,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O capim Vaquero e o Tifton, são bem resistentes a seca (400 mm anuais).

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Cursos Relacionados

Curso Formação de Pastagens Curso Formação de Pastagens

Com Prof. Adilson Aguiar e Prof.ª Bianca Almeida

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Adubação de Pastagens Curso Adubação de Pastagens

Com Prof. Adilson Aguiar

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Mais Dicas Cursos CPT

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade