Ligue Agora (31) 3899-7000 WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

A fotografia colorida

A história da fotografia pode ser contada a partir das experiências executadas por químicos e alquimistas desde a mais remota antiguidade.

A fotografia colorida exibe toda a sua capacidade de transmitir informações.

A fotografia colorida exibe toda a sua capacidade de transmitir informações.

A fotografia colorida foi explorada durante o século XIX e os experimentos iniciais em cores não puderam fixar a fotografia, nem prevenir a cor de enfraquecimento. Durante a metade daquele século as emulsões disponíveis ainda não eram totalmente capazes de serem sensibilizadas pela cor verde ou pela vermelha – a total sensibilidade à cor vermelha só foi obtida com êxito no começo do século XX. A primeira fotografia colorida permanente foi tirada em 1861 pelo físico James Clerk Maxwell.

O método de Maxwell consistia em fotografar um elemento colorido três vezes, mantendo a máquina imóvel, utilizando cada filtro de cor fundamental – vermelho, verde e azul. Através desse processo, conseguiam-se três negativos monocromáticos – em preto e branco – distintos, porém cada um com diferentes gradações de cinza.

Esses três negativos eram convertidos em slides, sendo projetados cada um dos seus respectivos filtros sobre uma tela branca, de modo que coincidisse exatamente um sobre o outro, reproduzindo-se assim, as cores de elemento original. As cores neutras, como o branco, apareciam onde as três cores (vermelho, verde, azul), misturavam-se e o preto aonde a luz não chegava. Esse método, apesar dos resultados, teve que ser abandonado em pouco tempo, pois não permitia fotos de objetos em movimento, além de fornecer alguns inconvenientes, pois a fotografia em cores positivas originava grande perda de luz, devido a cada filtro permitir a passagem de 1/3 dela.

Em 1873, o químico Hermann Vogel descobriu o processo de sensibilização por corantes, por meio de placas de colódio estabelecendo as bases da fotografia ortocromática, fotografia pancromática (utilizadas nos filmes P&B atuais) e a fotografia tricolor.

Mas, já em 1876, alguns fotógrafos alemães, utilizando “baixa tecnologia”, conseguiram suas primeiras imagens impressas em papel.

Em 1869, Ducos du Hauron publicava seu livro apresentando outro método: subtrativo, por meio do qual as cores poderiam ser recriadas. Uma de suas sugestões, era, ao contrário de misturar as cores “aditivas”, vermelhas, verdes e azuis, poderíamos utilizar suas cores contrárias ou “subtrativas”, ciano, magenta e amarelo. Esse processo resume-se em fotografar o objeto três vezes, sendo que em cada uma delas utiliza-se um filtro positivo diferente: azul, verde, vermelho.

Aprimore seus conhecimentos.

- Conheça o Curso CPT de Fotografia.

- Conheça os Cursos CPT da área Fotografia.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!