WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

3 dicas para falar sobre diversidade com as crianças

Desde cedo, a criança deve ser estimulada a enxergar a diversidade como algo natural e orgânico

3 dicas para falar sobre diversidade com as crianças

Falar sobre diversidade é assunto complexo, até mesmo para adultos, pois envolve aspectos sociais, culturais, históricos e políticos. Quando o tema envolve o público infantil, os cuidados são ainda maiores para explorar esse lindo universo. A observação da natureza é uma forma interessante de tratar sobre diversidade – nas flores, por exemplo, vemos cores, formas e tamanhos diferentes. O mesmo acontece com os humanos, com suas peculiaridades.

Até mesmo gêmeos apresentam características distintas, o que demonstra que ninguém é idêntico a ninguém. Nossas digitais são únicas! Embora pertençamos todos à raça humana, somos diferentes. Olhos, rostos, narizes, bocas, cabelos, alturas, pesos corporais, cores da pele, tudo nos torna seres singulares. A diversidade física dos humanos enriquece e engrandece o mundo onde vivemos.

Aceitar as diferenças, quebrar padrões e acabar com preconceitos deve fazer parte da essência humana. “A convivência com a diversidade, nos planos social e cultural, muitas vezes, é marcada pela discriminação. Todos nós precisamos reconhecer a diversidade etno-cultural, que compõe o patrimônio sociocultural brasileiro”, afirma Maria Oliveira Cortes, pedagoga e professora do Curso CPT a Distância e Online Pluralidade Cultural - Tema Transversal - Fundamental I.

Por todos esses motivos, desde cedo, a criança deve ser estimulada a enxergar a diversidade como algo natural e orgânico, sem estigmas nem máculas.

Dicas para falar sobre diversidade com as crianças:


1. Trabalhar o lado lúdico da diversidade é uma das formas mais produtivas e efetivas de adentrar o universo infantil. O livro “A cor de Coraline”, de Alexandre Rampazzo, escritor e ilustrador paulistano, retrata a história de uma menina cujo amiguinho da escola lhe pede o lápis cor de pele. Quando olha a caixa de lápis de cor, ela questiona: “Cor de qual pele”? De fato, vale a pena investir nessa obra para trabalhar o tema com as crianças.

2. Já o projeto Humanae, de Angélica Dass, artista e fotógrafa, dá grande relevância às cores da pele humana. Tudo começou em 2012, na Espanha, país onde mora Dass. Foram mais de 3.000 voluntários de 15 países, que participaram da iniciativa da fotógrafa brasileira, que trata, de forma simples (mas bela), o tema diversidade.

3. Por fim, basta sair com as crianças e observar a natureza que as cerca. A excursão a parques ecológicos é uma excelente oportunidade de explorar o tema com maior aprofundamento. Nesses locais, o sentido das crianças é estimulado simplesmente pelo contato com as várias espécies vegetais e animais

Quer saber mais sobre o curso? Dê play no vídeo abaixo:

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Metodologia de Ensino.

Leia o artigo "PCN - o Ensino Fundamental II e os temas transversais."

Fonte: ciclovivo.com.br

Por Andréa Oliveira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Qualificação de Professores

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!