WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Ebola - contágio, sintomas, tratamento e vacina

O Ebola é classificado como uma febre hemorrágica, na maioria dos casos, fatal, que é transmitida pelo vírus do gênero Filovirus

O Ebola é classificado como uma febre hemorrágica, na maioria dos casos, fatal, que é transmitida pelo vírus do gênero Filovirus

 

A primeira manifestação do Ebola ocorreu em 1976, em Nzara, no Sudão, e em Yambuku, na República Democrática do Congo, nas margens do Rio Ebola, que dá origem ao nome da doença. Os supostos hospedeiros do vírus são os morcegos frugívoros que habitam as cavernas africanas. Entretanto, também já foi encontrado em gorilas, chimpanzés, antílopes, porcos e em musaranhos-pigmeus.

O Ebola é classificado como uma febre hemorrágica, na maioria dos casos, fatal, que é transmitida pelo vírus do gênero Filovirus. Os pesquisadores já catalogaram 6 cepas do vírus. São elas: Ebola-Zaire, Ebola-Sudão, Ebola-Costa do Marfim, Ebola-Bundibugyo, Ebola-Reston e, mais recentemente, o Ebola encontrado na República Democrática do Congo.

O surto do Ebola de 2014 já abrange inúmeros países africanos, como Guiné, Serra Leoa, Libéria e Nigéria. Recentemente, a Organização Mundial de Saúde decretou estado de emergência sanitária mundial, para evitar que o vírus alcance nível global.

Probabilidades de se contrair a doença:

→Viajar para áreas onde há surto de Ebola;
→Trabalhar em pesquisas com animais ou primatas vindos da África ou das Filipinas;
→Cuidar de pessoas infectadas pelo vírus, sem o equipamento de proteção adequado;
→Manipular, sem os devidos cuidados, os corpos das pessoas que foram contaminadas pelo Ebola.

Quais os meios de contaminação?

→Contato com mucosas ou feridas na pele;
→Contato com fluidos corporais ou secreções;
→Contato com animais, pessoas ou objetos contaminados pelo Ebola.

OBS.: O Ebola não é transmitido pelo ar.

Sintomas iniciais do Ebola:

A pessoa infectada pelo Ebola pode manifestar a doença de 2 a 21 dias após o contato com o vírus. Os sintomas iniciais se parecem com os da gripe, dificultando o diagnóstico. São eles:

→Fraqueza;
→Fadiga;
→Febre repentina;
→Dor de garganta;
→Dor nas articulações e nos músculos;
→Cefaleia;
→Diarreia;
→Vômito.

Sintomas finais do Ebola (graves):

→Delírio;
→Coma;
→Choque;
→Deficiência dos rins;
→Intumescência dos órgãos genitais;
→Icterícia;
→Hemorragia interna e externa (olhos, nariz, boca, orelhas ou reto);
→Erupção ou hemorragia na pele e nas mucosas;
→Convulsões;  
→Falência múltipla dos órgãos.

Conheça as drogas que estão sendo testadas para combater o Ebola:

Pesquisas estão sendo feitas a todo vapor, para que se encontre uma vacina capaz de exterminar este vírus mortal. No momento, algumas drogas experimentais estão sendo testadas. São elas: TKM-Ebola, BCX4430, Zmapp e Brincidofovir.

Anticorpos de pacientes recuperados podem ser uma alternativa:

Como alternativa de cura, especialistas estão fazendo a transfusão do sangue de pacientes que se recuperaram da doença para os pacientes ainda com Ebola, pois passaram a possuir anticorpos que combatem o vírus.  

Tratamento padrão:

Para aliviar os severos sintomas do Ebola, terapias de apoio têm sido feitas nos pacientes com a doença. São elas:

→Reposição de fluidos intravenosos;
→Hidratação constante;
→Controle dos níveis de oxigenação sanguínea;
→Controle da pressão arterial;
→Transfusões de sangue;
→Medicamentos para complicações infecciosas;
→Medicamentos para aliviar a dor.

No Brasil, caso haja suspeita de pessoas infectadas pelo Ebola, há dois centros de referência, como o Fiocruz, no Rio de Janeiro, e o Hospital Emílio Ribas, em São Paulo.

Por Andréa Oliveira.

Fontes: Médicos sem Fronteiras, Minha Vida, G1 e Drauzio Varella.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!