WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça as principais vias de administração de fármacos

Dentre as vias de administração de medicamentos, temos a via oral, a via parental, a via transdérmica, a via respiratória, entre outras

Dentre as vias de administração de medicamentos, temos a via oral, a via parental, a via transdérmica, a via respiratória, entre outras

 

A via de administração de fármacos é o local onde são introduzidos os medicamentos. A definição de um local ou outro depende de inúmeros fatores. Entre eles, podemos citar: idade do paciente, duração do tratamento, efeito local ou sistêmico, propriedades do fármaco, obediência do paciente ao tratamento, entre outros. Avaliando tais aspectos, prescreve-se o medicamento e a via onde será administrado: via oral, via parental, via transdérmica, entre outras.

Administração via oral

A via oral (via enteral) é a forma mais convencional de administração de medicamentos. Quando administrados por essa via, os fármacos exercem efeito local no trato gastrintestinal, ou são absorvidos até chegarem ao sangue, onde exercem efeito em todos os órgãos e tecidos (sistêmico).  As preparações mais comuns via oral são as soluções, as suspensões, os comprimidos e as cápsulas.

Administração via parental

A via parental é definida pela injeção de fármacos diretamente em um compartimento ou cavidade do corpo. As vias mais comuns são a intravenosa (endovenosa), a intramuscular e a subcutânea. Há ainda as vias intra-arterial, intra-articular, intracardíaca, intradérmica, epidural, intraóssea, intrassinovial e intratecal. As vantagens da administração parental são inúmeras, como a administração de medicamentos em pacientes inconscientes, ou que apresentam náuseas e vômitos; a administração de drogas sensíveis ao suco gástrico; ou ainda a ação imediata do medicamento no organismo.

Administração via transdérmica

A pele possibilita a administração dos mais diversos fármacos, como emulsões, soluções, géis e adesivos. Isso porque a presença de vasos sanguíneos na derme permite que os medicamentos atinjam o sangue e se distribuam no organismo, exercendo efeitos locais e sistêmicos. Além da pele (derme e epiderme), há outros alvos para os fármacos aplicados, como as unhas, as glândulas sudoríparas e os folículos pilosos.

Administração via respiratória, intranasal, vaginal e oftálmica

Alguns medicamentos são comercializados para administração por via respiratória, intranasal, vaginal e oftálmica. A administração de fármacos por inalação é um meio eficaz para introduzir medicamentos diretamente no trato respiratório, podendo exercer efeitos locais ou sistêmicos. O mesmo ocorre com os medicamentos administrados via intranasal, podendo ter efeito local ou atingir todo o organismo após a absorção.

A mucosa vaginal é compatível com inúmeros medicamentos. Entretanto, é bastante utilizada para a administração de fármacos com efeito local. As formas farmacêuticas utilizadas por essa via são os comprimidos vaginais, as pomadas, os géis, os cremes, os líquidos e os comprimidos espumantes.

Os fármacos para administração ocular são administrados diretamente no olho na forma de colírios (gotas) ou pomadas oftálmicas.

Por Andréa Oliveira.

Confira o Curso CPT Capacitação de Atendente de Farmácia e Drogaria – Anatomia Humana e Farmacologia

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!