WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como preparar as plantas condimentares para a secagem

Há uma recomendação geral para não se lavar as plantas condimentares antes da secagem, principalmente, quando se trata de plantas que têm muito pelo e retêm a água em sua superfície

Como preparar as plantas condimentares para a secagem

 

Lavagem das plantas

Geralmente, há uma recomendação geral para não se lavar as plantas condimentares antes da secagem. Isto é verdade, quando se trata de plantas que têm muito pelo e, por isso, retêm a água em sua superfície, como a hortelã e a sálvia. Da mesma forma, as flores também não devem ser lavadas, a não ser que você disponha de uma centrífuga para retirar o excesso de umidade antes de colocá-las para secar. Se o material está limpo, livre de resíduos e de terra, não precisa ser lavado.

“Sendo assim, deve-se usar o bom senso para definir a necessidade de lavar folhas, hastes e flores das plantas, antes da secagem, sem que haja prejuízo de sua qualidade como fitoterápico. Entretanto, raízes e rizomas devem ser lavados sempre, para retirar terra e organismos aderidos a eles”, afirmam Celso Trindade e Maria Luiza Sartório, professores do Curso Cultivo e Uso das Plantas Condimentares, elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas.

Separação das plantas por espécies

As plantas condimentares devem secar separadamente para que não haja interferência na secagem, no princípio ativo e no aroma das diversas espécies.

Transporte

O transporte para o local de secagem deve ser feito o mais rápido possível. As plantas condimentares devem ser protegidas dos raios solares após a colheita e durante o transporte para o local de secagem.

Seleção e retirada de impurezas

Devem ser eliminados materiais estranhos como pedras, pedaços de pau, outras plantas e insetos, além das partes das plantas que estejam em condições indesejáveis, como as que apresentam sintomas de ataque de pragas e doenças, as danificadas, as velhas, as manchadas, entre outras.

Fracionamento das plantas

Folhas e raízes grandes e volumosas podem ser cortadas em pedaços menores para facilitar a secagem. Para secar as folhas pequenas, a melhor maneira é conservá-las com seus talos, pois isto preserva suas qualidades, previne danificações e facilita o manuseio.

Plantas colhidas inteiras devem ter cada parte separada (raízes, hastes, folhas, flores e frutos). Cada uma deve ser secada separadamente. Depois, as partes devem ser guardadas em recipientes individuais.

Folhas que têm o pecíolo muito espesso, que leva mais tempo para perder água do que o limbo, devem ter o limbo separado do pecíolo, para que a secagem seja mais uniforme. Cada parte da folha deve ser colocada para secar em bandejas separadas.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Plantas Medicinais.

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!