WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Meu cão está intoxicado. O que fazer?

Intoxicações e envenenamentos podem acontecer a qualquer momento. Tintas, removedores, produtos derivados de petróleo e até mesmo alguns xampus podem intoxicar os cães

Cão intoxicado


 

Intoxicações e envenenamentos podem acontecer a qualquer momento, independentemente dos cuidados na manipulação de qualquer veneno ou substância tóxica. Tintas, removedores, produtos derivados de petróleo e até mesmo alguns xampus terapêuticos usados em pet shops podem ser agressivos a alguns cães, causando intoxicações possivelmente letais. Além disso, iscas de venenos para ratos e insetos podem atrair também bichos de estimação como cães e gatos, pois, em geral, esses venenos são palatáveis.

Segundo Alessandra Sayegh Arreguy Silva, professora do Curso a Distância CPT Primeiros Socorros para Cães e Gatos - Principais Acidentes, em Livro+DVD e Curso Online, "Muitas vezes, não é preciso que o animal faça a ingestão do veneno ou da substância tóxica. O simples contato com a pele ou a inalação do produto já são suficientes para intoxicá-lo. É importante frisar que os gatos se intoxicam mais facilmente que os cães, pois o organismo dos felinos não metaboliza alguns produtos que em contato com a pele são absorvidos".

Envenenamento e intoxicação por ingestão


Os animais podem ingerir um veneno por causa do sabor que a substância apresenta ou, ainda, lamber as patas sujas após contato com o produto. Na medicina veterinária, existem antídotos para diversos tipos de venenos e toxinas, mas é preciso saber qual usar, qual veneno ou substância foi ingerida. Pelos sintomas, o veterinário consegue descobrir isso. Mas, se você tiver alguma suspeita do que possa ter envenenado ou intoxicado o animal, mostre ao veterinário, pois facilitará e agilizará o tratamento.

Efeitos colaterais


Há toxinas e venenos que podem provocar efeitos colaterais desagradáveis, mas passageiros; outros podem ter resultados fatais em uma hora após a ingestão. Por isso, em caso de envenenamentos e intoxicações, deve-se sempre intervir e levar o cão imediatamente ao veterinário. Se você o vir ingerindo qualquer veneno ou substância tóxica, e ele ainda não estiver apresentando os sintomas, a primeira medida a se tomar é tentar fazer com que o cão vomite aquilo que ele acabou de ingerir. Dessa forma, a substância não será absorvida pelo organismo e não causará efeito colateral.

Para induzir o vômito, você vai precisar de água oxigenada 10 volumes. O animal deve ingerir uma colher de chá de água oxigenada pura. Se ele não quiser ingerir, coloque-a na seringa e esguiche para dentro da boca do animal. Lave também a boca do animal, para evitar que o produto seja absorvido pela mucosa oral. Apenas esguiche água corrente para dentro da boca do animal e use luvas para fazer isso. Caso o animal não vomite, não tente repetir essa ação, pois a água oxigenada é bastante lesiva à mucosa gástrica. Mesmo após esse procedimento, leve o animal ao veterinário e o produto ou veneno ingerido por ele. Mesmo porque, a água oxigenada é corrosiva, por isso, após sua ingestão, o animal deve fazer um tratamento de gastrite, que será indicado pelo veterinário.

Importante:


Esse procedimento não pode ser realizado caso o cão tenha ingerido produtos fabricados com ácido, álcali ou petróleo, por exemplo:
- Soda Cáustica;
- Alvejante;
- Sabão para lavar roupas;
- Desentupidor de pia;
- Querosene;
- Detergente;
- Removedor de tintas;
- Solvente de tintas;
- Gasolina;
- Ceras;
- Desinfetantes;
- Lustra-móveis;
- Entre outros.

Os produtos citados acima são abrasivos, podendo destruir a mucosa do trato digestório do animal. Por isso, não se deve induzir o vômito, que pode agravar a situação.

Induzir ou não o vômito?


Se você não souber que produto intoxicou o animal, não induza o vômito, leve-o direto ao veterinário. A indução de vômito somente deve ser feita se você souber qual foi o produto ou veneno que o animal ingeriu e se ele ainda não estiver apresentando sinais de intoxicação e envenenamento, pois isso significa que a substância ainda não foi absorvida pelo organismo do animal, podendo ser eliminada através do vômito.

Sintomas comuns de ingestão de venenos


Caso o animal tenha ingerido o veneno ou produto tóxico sem que você veja, você, normalmente, apenas perceberá depois que o animal começar a apresentar os sintomas, que, na maioria dos casos, são:
- Pupila dilatada;
- Salivação;
- O animal poderá parar de andar;
- Vômito: este é o primeiro sinal que o organismo dá. Porque o organismo vai tentar expulsar o que está fazendo mal para ele; e
- Contrações musculares involuntárias.

Envenenamento por chumbinho


Uma das causas de envenenamento mais comum é o chumbinho, que é um veneno usado para matar ratos. O efeito do chumbinho é fatal e sua manifestação no organismo do animal é rápida. O animal que ingere chumbinho, além de apresentar os sintomas descritos anteriormente, apresenta:
- Salivação excessiva;
- Tremores musculares, que é o efeito chamado melclonia, que acontece principalmente na cabeça e nas patinhas.
- Flacidez muscular; o animal para de andar.

Há outro veneno também bastante comum para combater ratos: a estriquinina, que, ao contrário do chumbinho, causa espasticidade muscular, ou seja, rigidez no músculo. Se os primeiros socorros demorarem, o cão pode começar a evacuar sangue e este é um caso grave, pois é sinal de que já está acontecendo hemorragia interna. No caso de ingestão de chumbinho, estriquinina e outros venenos ou produtos tóxicos, que já estejam fazendo efeito no organismo do animal há mais tempo, utilize carvão ativado para tentar amenizar o efeito do veneno ou toxina no organismo do animal, enquanto se aguarda a chegada do médico veterinário.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Pet.
Por Silvana Teixeira.

 

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Sabrina

20 de set de 2020

O que fazer pulverizei colosso na CS do cachorro e no cachorro mas parece que ficou intoxicado o que faço?

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de set de 2020

Olá, Sabrina!

Nesse caso, é importante que você procure um veterinário em sua região para que o mesmo possa orientá-la de maneira mais eficiente.

Atenciosamente

Lidiane Lisboa

Everaldo Isidoro da Junior

8 de mai de 2020

Meu cachorro, parece o Fox Paulistinha, é paralítico, depois que adotei só come ração, dei umas cartilagens de costela com bastante gordura, agora esta defecando mole com cheiro estranho e vomitando uma baba colorida de marrom e branco, fazem 2 dias! O que dou para ele comer ?

Resposta do Portal Cursos CPT

8 de mai de 2020

Olá,Everaldo 

Tudo bem?

Neste caso, recomendamos que procure um médico veterinário na sua região para que o mesmo possa orientá-lo de forma mais eficiente.

Atenciosamente,

Erika Lopes

 

Jurema batista

23 de out de 2019

Minha cachorra e uma bulterrier branca, hoje ela comeu minha planta como se fosse mato, estou preocupada, com muito medo dela ter intoxicado com alguma coisa.

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de out de 2019

Olá,Jurema

Como vai?

Nesse caso, é importante que você procure um veterinário em sua região para que o mesmo possa orientá-la de maneira mais eficiente.

Atenciosamente,

Erika Lopes

silvana ambrosi favin

25 de mar de 2018

A minha cachorrinha está intoxicada com veneno de matar lesmas os sintomas atingiram o figado não quer comer mais, toma água normal, que remédio devo dar pra ela

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de mar de 2018

Olá Silvana,

É extremamente importante que leve sua cachorrinha ao veterinário mais próximo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!