WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Erliquiose canina: fases da doença e prevenção

A erliquiose canina ou doença do carrapato é transmitida pelo Rhipicephalus sanguineus ou carrapato marrom

Erliquiose canina: fases da doença e prevenção

A erliquiose canina ou doença do carrapato é transmitida pelo Rhipicephalus sanguineus ou carrapato marrom. Geralmente, sua população aumenta em épocas secas e quentes, o que torna necessário maior precaução para que os cães não sejam atacados por esse ectoparasita. Quando o animal é picado, suas células sanguíneas de defesa são destruídas, o que enfraquece a imunidade do cão. A doença apresenta período de incubação entre sete e 21 dias, tempo de multiplicação da bactéria.

Na verdade, quando pica o cão, o carrapato transmite a bactéria Ehrlichia, que se replica nos glóbulos brancos da medula óssea, dos linfonodos e do baço. “Com o avanço da infecção, os glóbulos vermelhos e as plaquetas também são destruídas pela bactéria, o que causa anemia e sangramentos no cão, além de outros males”, explica Lucas Bonoto, professor do Curso CPT Como Cuidar e Educar o Seu Cão.

A doença do carrapato pode se manifestar em três fases: aguda, subclínica e crônica. Vejamos abaixo com mais detalhes:

Fase aguda


A fase aguda da erliquiose dura entre duas e quatro semanas, inicialmente com sintomas mais leves, como apatia e inapetência. Outros sintomas que podem aparecer são: febre, sangramento nas narinas, presença de sangue na urina e nas fezes, manchas avermelhadas na pele, convulsões, problemas neurológicos e oculares. Além disso, o índice de glóbulos brancos aparece baixo nos exames de sangue.

Fase subclínica


Na fase subclínica, a bactéria continua no organismo do cão. Para combatê-la, o índice de anticorpos aumenta, mas raramente eles eliminam a bactéria. Ao invés disso, os imunocomplexos (formados pela bactéria e os anticorpos) se depositam em vários órgãos, o que leva o animal à fase crônica da erliquiose. A infecção é tão severa que os exames de sangue do cão podem apresentar alterações após anos.

Fase crônica


A fase crônica da doença do carrapato é caracterizada principalmente por infecções secundárias devido à baixa imunidade do animal. Além disso, a medula óssea é afetada, o que resulta em plaquetas em níveis reduzidos, anemia persistente e imunossupressão. Sem falar que os imunocomplexos depositados nos órgãos do cão geram outros males, como artrite e problemas nos rins e no fígado.

Prevenção


Embora haja tratamento, não há vacina contra erliquiose. Sendo assim, a prevenção é a melhor medida. É importante não deixar que os carrapatos infestem o cão. Para isso, sempre inspecione as orelhas, a barriga, os dedos e o pescoço do animal. Existem comprimidos capazes de combater os carrapatos, com ação de um a três meses (ou mais). Além disso, é essencial o uso de carrapaticidas para exterminar esses ectoparasitas do ambiente e impedir uma reinfestação. Entretanto, cuidados devem ser tomados para não intoxicar o cão nem o tutor.

Conheça os Cursos CPT da Área Pet:

Como Cuidar e Educar o Seu Cão

Alimentação Natural para Cães e Gatos

Primeiros Socorros para Cães e Gatos - Principais Acidentes

Fonte: Blog Petz

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Pet - saiba tudo sobre raças e cuidados

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!