WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Leite: qualidade higiênica do leite cru

Os critérios usados para avaliação da qualidade higiênica do leite cru são ausência de toxinas microbianas e ausência de agentes químicos, por exemplo.

Leite: qualidade higiênica do leite cru    Artigo CPT

O leite cru deve ser avaliado antes de ser levado para as outras etapas de processamento, para produção dos derivados são realizados diversos procedimentos e etapas, para isso é necessário ter uma matéria-prima de qualidade, assim afirma a professora Cristiane Sampaio do Curso CPT de Higienização nas Indústrias de Alimentos. 


Os critérios usados para avaliação da qualidade higiênica do leite cru são os seguintes:

— Ausência de patógenos, como Staphylococcus aureus (agente mais comum da mastite), e os agentes da brucelose, tuberculose e salmonelose, entre outros;

— Ausência de toxinas microbianas (micotoxinas, enterotoxinas, entre outras);

— Ausência de biocidas e agentes químicos do ambiente:
· pesticidas (inseticidas, fungicidas e herbicidas);
· drogas veterinárias (antibióticos, anti-helmínticos, carrapaticidas);
· metais pesados tóxicos (chumbo, cádmio, mercúrio);
· agentes de limpeza e desinfetantes (iodo, amônia quaternária).

— Reduzido número de células somáticas;

— Reduzido número de microrganismos saprófitas;

— Propriedades sensoriais típicas (sabor, cheiro, gosto).

O preenchimento desses critérios depende de um programa de saúde para o rebanho, com base principalmente em medidas de prevenção: adoção de práticas de higiene adequadas, antes, durante e após a ordenha; e de conservação e transporte do leite em condições de higiene e temperatura adequadas.

A mastite é considerada a principal causa de problemas higiênicos do leite. Essa importância se deve à presença de microrganismos e suas toxinas, à resposta inflamatória do úbere e suas consequências (aumento de células somáticas e alterações dos componentes do leite) e à veiculação de resíduos de drogas (antibióticos e quimioterápicos), pelo uso inadequado ou da não observação do prazo de retirada do leite do consumo, durante e após o tratamento.


Gostou da matéria? Quer aumentar seus conhecimentos sobre o assunto? Leia mais abaixo:

Cor, viscosidade, densidade e acidez

Mudanças no sabor

Fatores que influenciam na acidez

Contaminação por microrganismos

10 recomendações para produzir leite de qualidade

Um pouco mais sobre o que encontrar no Curso CPT? Assista ao vídeo! 

 

Conheça os Cursos CPT da Área Laticínios. 

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!