WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cervejaria artesanal: tanque de água quente e cozinha

Em uma cervejaria artesanal é fundamental possuir um tanque de água quente em aço inoxidável, com resistência elétrica e controlador de temperatura. Seu volume deve ser em função da capacidade da cozinha

Cervejaria artesanal: tanque de água quente e cozinha   Artigos Cursos CPT

 

Durante o processo de brassagem, é utilizada água quente em abundância, principalmente em dois estágios: para a tina de mostura e para a lavagem do bagaço. Para isso, é fundamental possuir um tanque de água quente em aço inoxidável, munido de uma resistência elétrica e um controlador de temperatura. Em cervejarias maiores, a fonte de energia pode ser gás ou vapor. O seu volume em função da capacidade da cozinha é fundamental, devendo ser por volta de 120% da sua capacidade. Para uma cozinha de 100 L, a capacidade do tanque deve ser aproximadamente 120 L.

“O tanque de água quente deve ser construído em aço inoxidável e ser munido de sistema de aquecimento. Em pequenas microcervejarias, é utilizada uma resistência elétrica”, afirma Adonay Anthony Evans, professor do Curso a Distância CPT Como Montar Uma Microcervejaria e Produzir Cerveja Artesanal, em Livro+DVD e Curso Online.

A cozinha cervejeira é composta pela tina de mostura, tina de clarificação e tina de cozimento. Em alguns conjuntos, a tina de mostura também possui a função de cozimento. Portanto, as cozinhas cervejeiras podem ser compostas de duas ou, o que é mais comum em microcervejarias, três tinas. Cada uma delas possui funções e características diferentes.

Como esse é um equipamento de custo relativamente elevado e é ele que determina a capacidade de produção da cervejaria, o seu dimensionamento deve ser bem calculado. Para saber a capacidade de produção mensal de uma cozinha, deve-se considerar que cada brassagem demora cerca de 7 horas. No entanto, ao se realizarem brassagens sucessivas e sem intervalo, esse prazo diminui, pois vários processos podem ser realizados simultaneamente. Em um turno de 8 a 10 horas, podem ser realizadas de três a quatro mosturas. Portanto, com uma cozinha de 100 L por brassagem, é possível produzir de 300 a 400 L de mostura por dia, ou seja, de 6.600 a 8.800 L por mês, considerando-se somente os dias úteis. Essa produção pode ser aumentada, caso trabalhe-se com mais de um turno e em 30 dias mensais.

É altamente recomendável que a cozinha cervejeira seja comandada eletronicamente, para que mantenham as temperaturas controladas, principalmente da tina de brassagem.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Pequenas Empresas.
Por Silvana Teixeira.

 

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Infográfio - Como fazer Cerveja Artesanal

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!