WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como criar minhocas

O local de instalação do minhocário deve permitir facilmente o seu acesso, tanto para abastecimento com o substrato quanto para a colheita e transporte do húmus e das minhocas

Minhocas

As minhocas são animais, que se caracterizam, em particular, por apresentarem os seus corpos segmentados, tanto interna quanto externamente

As minhocas são vermes evoluídos que pertencem ao filo dos Anelídeos. Elas são animais, que se caracterizam, em particular, por apresentarem os seus corpos segmentados, tanto interna quanto externamente. Esses segmentos (somitos) assemelham-se a pequenos anéis, daí o fato de pertencerem ao filo Anélida. São da família Oligochaeta, isto é, apresentam poucas cerdas por segmento, daí o nome Oligo (poucos) e Chaeta (cerdas).

“As minhocas utilizadas em criações comerciais não são nativas do Brasil. Isso ocorre, porque não temos aqui minhocas de grande potencial detritívoro, ou seja, que vivem e se alimentam satisfatoriamente de material orgânico em decomposição”, afirmam os professores Fabrício Rossi e Francisco Brasileiro, do curso Criação de Minhocas para Produção de Farinha, Húmus e Matrizes, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

 

Basicamente, são três as características necessárias às minhocas para que sejam criadas comercialmente:

 

- As minhocas devem se adaptar ao cativeiro;

- Elas devem se alimentar de material orgânico em decomposição;

- As minhocas precisam ser bastante prolíferas, ou seja, reproduzirem em grande quantidade.

 

Três espécies são criadas comercialmente:

 

- Eisenia foetida, ou minhoca dos montes de esterco;

- Lumbricus rubellus, ou minhoca dos resíduos orgânicos;

- Eudrilus eugeniae, ou Gigante Africana.

 

As espécies Eisenia foetida e Lumbricus rubellus são conhecidas comercialmente, no Brasil, como "Vermelha da Califórnia", embora a E. foetida seja de origem europeia. No Brasil, estão sendo criadas as espécies Eisenia foetida e Eudrilus eugeniae.

 

Instalação do minhocário

 

O local de instalação do minhocário deve permitir facilmente o seu acesso, tanto para abastecimento com o substrato quanto para a colheita e transporte do húmus e das minhocas. Deve-se também ter água em quantidade e com qualidade para o umedecimento do substrato.

 

Canteiros de minhocas

Os canteiros são os locais onde as minhocas são criadas 

Os canteiros

 

Os canteiros são os locais onde as minhocas são criadas. Eles podem ser construídos com diversos materiais, o ideal é que você utilize o que existe em sua região e que seja de mais baixo custo. Com relação ao tipo de canteiro, podemos classificá-los basicamente em dois grupos: os tradicionais e os ecológicos. Em ambos, o recomendado é adotar dimensões padrão de 1,00 – 1,10m de largura, 0,30 – 0,40 m de altura e comprimento variável. O que difere os canteiros tradicionais dos ecológicos é o tipo de parede, o piso e o modo de construção. Vejamos:

 

Canteiros Tradicionais

 

Os canteiros tradicionais são construídos com tijolos em alvenaria, placas de concreto ou madeira. Esse tipo de canteiro tem caráter de fixação definitiva, ou seja, ele é construído em um local estratégico e ali permanece durante toda a sua vida útil. O usual é construir o canteiro com, no máximo, 20 metros de comprimento. Os canteiros são dispostos lado a lado, podendo ser construídos canteiros duplos, nos quais economizamos uma parede. O fundo do canteiro pode ser chão batido ou cimentado. O uso do telhado sobre os canteiros é opcional.

Canteiros Ecológicos

 

Os canteiros ecológicos são construídos com bambus ou com telas metálicas de malha 20mm, fixadas a mourões fincados ao solo, espaçados dois a dois metros e meio entre si. Estes canteiros são móveis e facilmente desmontáveis. Os canteiros podem ter comprimentos os mais variáveis possíveis, podendo trabalhar com 50 metros ou mais, se necessário. Mas é necessário que ele seja construído seguindo as curvas de nível do terreno. O fundo é de terra. O uso do telhado sobre os canteiros é opcional.

 

Inoculação das minhocas

 

A inoculação das minhocas deve ser feita pela manhã, pois, dessa maneira, elas terão o dia todo para se adaptar ao canteiro. Devemos colocar de um a dois quilos de minhocas por metro quadrado, ou então uma cama. A cobertura dos canteiros com palha seca (camada de 15 – 20 cm) é essencial à atividade de minhocultura, seja ele um canteiro tradicional ou ecológico. A cobertura protege as minhocas, que são fotossensíveis ao sol, e auxilia na manutenção da umidade e da temperatura do substrato nos níveis ideais. A cobertura tem ainda a finalidade de evitar a ação predatória de pássaros, o impacto das gotas de chuva e o ressecamento do substrato.

 

Por que as minhocas fogem?

 

1) Substrato: O substrato para alimentação das minhocas deve passar pelo processo de compostagem. Se o processo fermentativo não estiver terminado e o substrato retornar a esquentar dentro dos canteiros, as minhocas fogem ou morrem pelo aquecimento. O pH ideal para a criação é o sete. A umidade deve ficar em torno de 75%.

 

2) Estresse: As minhocas, principalmente as da espécie Gigante Africana, estressam-se com muita facilidade com o impacto das gotas de chuva sobre o canteiro, o que faz com que elas fujam dele. Isto é evitado, minimizando-se o impacto da chuva sobre o canteiro.

3) Presença de inimigos naturais às minhocas:

 

- As formigas lava-pés são predadoras de minhocas e sua presença nos canteiros de criação pode vir a comprometer a vermicompostagem. O recomendado é retirar a área do canteiro em que se encontra o formigueiro. É proibido o uso de veneno, pois o que mata as formigas, mata também as minhocas. Isso vale também para os outros predadores.

- As sanguessugas são predadoras e parentes das minhocas. Elas também pertencem ao filo Anélida. No entanto, são de outra classe, a Hyrundinea. Quantidades pequenas devem ser retiradas, manualmente, do canteiro e destruídas.

 

4) Falta de alimento:

 

- Ao finalizar o processo de vermicompostagem, se as minhocas não forem transferidas para um novo substrato elas fogem em busca de alimento.

 

Confira mais informações, acessando os cursos da área Pequenas Criações.

 

Por Andréa Oliveira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Adriano Miqueleto

25 de out de 2019

Gostaria de iniciar uma criação de minhocas.

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de out de 2019

Olá, Adriano 

Como vai?

Como é bom ver pessoas que se interessam em aprimorar seus conhecimentos!

O CPT disponibiliza cursos na que auxiliarão você!

Acesse o link https://www.cpt.com.br/busca/cursos/minhoca  e conheça os assuntos abordados no curso.

Uma de nossas consultoras entrará em contato com você para passar maiores detalhes sobre os assuntos abordados no curso.

Atenciosamente,

Erika Lopes

 

Arnaldo Teixeira de Oliveira

24 de ago de 2018

Como faço para adquirir os materiais do curso de minhocas

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de ago de 2018

Olá Arnaldo,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Para mais informações nossas consultoras entraram em contato.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Sergio Estevam Plissari

21 de nov de 2016

Boa tarde! Onde posso conseguir caixas padrão para criação de minhocas conforme comentário do Jose Eloi Machado Grato

Resposta do Portal Cursos CPT

22 de nov de 2016

Olá Sérgio,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Recomendamos que procure em mecanismos de pesquisa como o Google, lá você encontra empresas especializadas na comercialização destas caixas.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

jose eloi machado

22 de out de 2016

Adquiri caixas padrão para compostagem de minhocas GIGANTE AFRICANA, e gostaria de saber como alimenta-las de forma adequada e saudável a produção.

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de out de 2016

Olá José Eloi,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.Em relação aos alimentos para as minhocas, podemos agrupá-los em:

- estercos: resultantes dos alimentos ingeridos pelos animais e que, não sendo assimilados pelo seu organismo, são dele eliminados, como fezes. Quando soltas na natureza, as minhocas, praticamente, podem comer os estercos de qualquer animal doméstico ou selvagem. Nos minhocários, no entanto, os criadores lhes fornecem estercos somente de animais domésticos, principalmente de bois, cavalos, coelhos, carneiros, cabras, galinhas, etc.

- Compostos: também depois de passarem por uma fase de fermentação, como os estercos e após esfriarem, ficando com a sua temperatura normal e estabilizada. O composto é obtido, em geral, pela fermentação de materiais considerados "grosseiros" para as minhocas como, por exemplo, grãos, restos de capinas, papel, forragens, fenos, palhas, folhas, etc., que só devem ser dados às minhocas depois de decompostos, pela fermentação.

-50% de esterco e 50% de composto: lodo de esgotos, lixo orgânico domiciliar ou de indústrias alimentícias e resíduos de matadouros: são outras matérias orgânicas ou de fontes de alimentos para as minhocas.

- restos de cozinha misturados à ração de galinha: são fornecidos às minhocas, por alguns criadores. - soro de leite e composto de lixo: são, também, fornecidos às minhocas para baratear os custos de produção mas, para criações comerciais, o melhor é empregar, como alimentação para as minhocas, o esterco e os compostos, já "prontos" ou "curtidos".

Atenciosamente,
Ana Carolina dos Santos

parraro

5 de fev de 2015

Então amigo eu gostaria de começar tentando criar minhocas para pescaria, pois moro em Guaíra - PR. Temos um rio maravilhoso o Paranazão, muito procurado pelos amigos pescadores, aqui se vende ainda o minhocoçu, por R$ 2,00 reias cada uma ou R$ 120,00 o litro. Você acha que devagar posso conquistar esses pescadores com esse tipo de minhoca? A africana? Aguardo e passar bem.

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de fev de 2015

Olá, Parraro!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre o Curso CPT Criação de Minhocas para Produção de Farinha, Húmus e Matrizes.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

glaucio rosa quintal

27 de set de 2014

Montei um minhocário com as instruções feitas por meio do curso de vocês. Não estava informando a respeito da sanguessuga tive um grande prejuízo com construção de canteiros e compra de matrizes queria saber como recomeçar se for catar o sanguessuga manualmente é impossível. Tenho 120m de canteiros, qual tipo de informação vocês podem me enviar sem custo. Agradeço, Gláucio Rosa Quintal.

Resposta do Portal Cursos CPT

29 de set de 2014

Olá, Gláucio!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Primeiramente seria interessante verificar, se o local de onde adquiriu estas matrizes de minhoca e um criatório idôneo pois, as mesmas podem ter vindo junto com as matrizes. Também, seria interessante consultar um técnico para mais informações de como acabar com estas parasitas.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Daniel Alves

15 de abr de 2014

Nossa, muito interessante... Me ajudou demais no meu Seminário de Minhocultura, muito obrigado, continuem sempre assim... :)

Resposta do Portal Cursos CPT

16 de abr de 2014

Olá, Daniel!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes que o artigo tenha lhe auxiliado em seu trabalho.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

 

Maria Eduarda

14 de ago de 2013

Esse negocio e muito maneiro!!! Mas na farinha tem minhoca??? Porque se tiver eu nunca mais vou comer farinha!!!

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de ago de 2013

Olá, Maria Eduarda!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

A farinha de minhoca possui a minhoca em sua composição e é utilizada largamente na agricultura e na alimentação animal.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Marli Josefina Marcilio Trentin

26 de mai de 2013

Quero ter maior conhecimento a respeito do cultivo de minhocas. Futuramente pretendo entrar no meio de comercialização de minhocas.

Resposta do Portal Cursos CPT

27 de mai de 2013

Olá, Marli!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Nossas consultoras entrarão em contato para mais informações sobre a criação de minhocas.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Roberto Malheiros

5 de abr de 2013

Parabéns pelo informativo. Gostei muito das informaçãoe preliminares sobre o assunto " Criação de Minhocas". Pretendo adquirir o material para aprofundar ainda mais os meus conhecimentos, pois pretendo montar uma criação. Obrigado.

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de abr de 2013

Olá, Roberto!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!