Controle das plantas invasoras em pastagens: como fazer

Após o plantio da forrageira é necessário o controle de plantas invasoras ou daninhas. Essa operação é mais eficaz no fim da época seca, para beneficiar o crescimento da pastagem no início das chuvas

Controle das plantas invasoras em pastagens: como fazer   Artigos Cursos CPT

 

Após o plantio da forrageira, normalmente, é necessário o controle de plantas invasoras ou daninhas. Geralmente, é feito com a limpeza periódica das plantas invasoras de pastagem, comumente chamadas de juquira, uma vez a cada 2 ou 3 anos. “Essa operação é mais eficaz no fim da época seca, para beneficiar o crescimento da pastagem no início das chuvas”, afirma Dr. Edson Ramos de Siqueira, professor do Curso a Distância CPT Formação e Manejo de Pastagem para Ovinos, em Livros+DVDs e Cursos Online.

Em geral, essa operação é feita manualmente, porém, em áreas destocadas, a roçadeira é mais eficiente. Embora à primeira vista haja certa vantagem do fogo no controle das plantas invasoras, em hipótese alguma se recomenda o seu uso, pois prejudica o solo e contribui para a degradação da pastagem em longo prazo. Além dos métodos convencionais (manual ou mecânico), o controle das plantas daninhas através de herbicidas tem-se mostrado muito eficiente e com uma relação de benefício/custo bastante favorável.

Em pastagens recém-implantadas ou reformadas, a aplicação do herbicida deve ser realizada cerca de 30 a 45 dias após a semeadura. Nesse caso, evita-se a concorrência das plantas daninhas com as gramíneas que estão emergindo, conseguindo-se um rápido estabelecimento da pastagem. Nessa aplicação, utiliza-se de uma baixa dosagem de herbicida (cerca de 1,5 a 2,0 litros/ha), o que se torna altamente vantajoso. Recomendam-se herbicidas à base de Picloram + 2,4-D (Tordon). Para seu uso, devem-se seguir as recomendações do fabricante.

As vantagens do controle de plantas invasoras na implantação da pastagem são:


- Melhor formação das pastagens.
- Liberação da pastagem aos animais em aproximadamente 90 dias após o plantio.
- A antecipação no uso da pastagem pelos animais cobre os custos com a aplicação.
- Maior perfilhamento das gramíneas, com touceiras mais vigorosas.
- Maior número de plantas forrageiras por m2.
- Menor necessidade de gastos com controle das plantas daninhas nos anos seguintes.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Por que é importante fazer um bom manejo de pastagem?
- Pastejo misto: excelente alternativa para a criação de bovinos e ovinos
- Por que é necessário fazer a adubação de pastagem?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Criação de Ovinos.
Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Criação de Ovinos de Corte Curso Criação de Ovinos de Corte

Com Prof. Dr. Edson Ramos

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Formação e Manejo de Pastagem para Ovinos Curso Formação e Manejo de Pastagem para Ovinos

Com Prof. Dr. Edson Ramos

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Instalações para Ovinos Curso Instalações para Ovinos

Com Prof. Dr. Luis Fonseca

R$ 468,00 à vista ou em até 12x de R$ 39,00 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Criação de Ovinos

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade