Controle das plantas invasoras em pastagens: como fazer

Após o plantio da forrageira é necessário o controle de plantas invasoras ou daninhas. Essa operação é mais eficaz no fim da época seca, para beneficiar o crescimento da pastagem no início das chuvas

Controle das plantas invasoras em pastagens: como fazer   Artigos Cursos CPT

 

Após o plantio da forrageira, normalmente, é necessário o controle de plantas invasoras ou daninhas. Geralmente, é feito com a limpeza periódica das plantas invasoras de pastagem, comumente chamadas de juquira, uma vez a cada 2 ou 3 anos. “Essa operação é mais eficaz no fim da época seca, para beneficiar o crescimento da pastagem no início das chuvas”, afirma Dr. Edson Ramos de Siqueira, professor do Curso a Distância CPT Formação e Manejo de Pastagem para Ovinos, em Livros+DVDs e Cursos Online.

Em geral, essa operação é feita manualmente, porém, em áreas destocadas, a roçadeira é mais eficiente. Embora à primeira vista haja certa vantagem do fogo no controle das plantas invasoras, em hipótese alguma se recomenda o seu uso, pois prejudica o solo e contribui para a degradação da pastagem em longo prazo. Além dos métodos convencionais (manual ou mecânico), o controle das plantas daninhas através de herbicidas tem-se mostrado muito eficiente e com uma relação de benefício/custo bastante favorável.

Em pastagens recém-implantadas ou reformadas, a aplicação do herbicida deve ser realizada cerca de 30 a 45 dias após a semeadura. Nesse caso, evita-se a concorrência das plantas daninhas com as gramíneas que estão emergindo, conseguindo-se um rápido estabelecimento da pastagem. Nessa aplicação, utiliza-se de uma baixa dosagem de herbicida (cerca de 1,5 a 2,0 litros/ha), o que se torna altamente vantajoso. Recomendam-se herbicidas à base de Picloram + 2,4-D (Tordon). Para seu uso, devem-se seguir as recomendações do fabricante.

As vantagens do controle de plantas invasoras na implantação da pastagem são:


- Melhor formação das pastagens.
- Liberação da pastagem aos animais em aproximadamente 90 dias após o plantio.
- A antecipação no uso da pastagem pelos animais cobre os custos com a aplicação.
- Maior perfilhamento das gramíneas, com touceiras mais vigorosas.
- Maior número de plantas forrageiras por m2.
- Menor necessidade de gastos com controle das plantas daninhas nos anos seguintes.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Por que é importante fazer um bom manejo de pastagem?
- Pastejo misto: excelente alternativa para a criação de bovinos e ovinos
- Por que é necessário fazer a adubação de pastagem?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Criação de Ovinos.
Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Criação de Ovinos de Corte Curso Criação de Ovinos de Corte

Com Prof. Dr. Edson Ramos de Siqueira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Formação e Manejo de Pastagem para Ovinos Curso Formação e Manejo de Pastagem para Ovinos

Com Prof. Dr. Edson Ramos de Siqueira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Instalações para Ovinos Curso Instalações para Ovinos

Com Prof. Dr. Luis Fonseca

R$ 468,00 à vista ou em até 12x de R$ 39,00 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Criação de Ovinos

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade