WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

A ética como tema transversal

O ensino da ética ajuda a criança a internalizar valores importantes para a vida em sociedade

 

É importante que o professor apresente a coerência entre o que fala e as atitudes

É importante que o professor apresente a coerência entre o que fala e as atitudes

A ética ajuda a conduzir nossas escolhas diante da complexidade existente nas relações humanas. Portanto, quanto mais cedo o ser humano refletir sobre a ética, mais cedo iniciará seu amadurecimento nesse aspecto e estará mais preparado para enfrentar as questões referentes ao convívio social no dia a dia. A proposta do curso Ética – Tema Transversal I, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, é indicar formas de trabalhar esse assunto nos cinco primeiros anos do ensino fundamental, tendo em vista os aspectos legais na área da educação e as orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais.

O ensino da ética desde os primeiros anos escolares ajuda a criança a internalizar valores importantes para a vida em grupo. A ética é tão importante que, caso seja mal compreendinda e mal empregada, pode causar danos de grandes proporções à vida em sociedade. Como exemplo, cita-se os muitos problemas que o Brasil enfrenta nas esferas do governo em que os representantes da população deveriam cuidar dos interesses do povo, mas em alguns casos aprovam apenas decisões em benefício próprio. Entretanto, não é exclusividade de políticos. Trata-se de um comportamento cultural que prega "levar vantagem em tudo". Sendo assim, uma das formas de provocar mudanças na formação dos cidadãos é inserir desde cedo noções éticas na rotina escolar das crianças.

A escola é uma rica oportunidade para iniciar as práticas que incentivam o aprendizado de conteúdos da ética, como respeito mútuo, justiça, diálogo e solidariedade. O curso mostra como trabalhá-los de forma transversalizada nas disciplinas do currículo de cada ano, além da inserção desse tema no convívio escolar, ou seja, na rotina, sem associá-lo a alguma matéria. A professora do curso e pedagoga, Maria Oliveira Cortes, lembra que, ao transmitir esses conceitos, o mais importante para conquistar a confiança dos alunos é a coerência entre o que se fala e as atitudes. Não basta que o professor faça belos discursos, é preciso agir em conformidade com eles.

Mas, afinal, o que é a ética?

O comportamento humano é o centro dos estudos da ética. Esse ramo da filosofia é constituído de alguns elementos básicos. Eles formam o conjunto central de valores, os quais são propostos pelos PCNs. Entre eles, está o respeito mútuo, considerado o primeiro passo para a formação cidadã. Para trabalhá-lo, o professor deverá entendê-lo claramente. Algo que ele precisa saber, por exemplo, é que há pessoas que respeitam por submissão e outras por admiração, que são tipos de respeito unilateral. Eles podem se manifestar tanto de forma negativa quanto positiva, tanto voluntariamente como por obrigação. Sendo assim, é preciso estar atento, pois a cobrança de respeito unilateral não é considerada ética, pois nesse caso o indivíduo que exerce a cobrança se sente superior.

É possível associar o respeito mútuo no ensino de História e Geografia, uma vez que tratam diretamente de diferenças regionais, culturais, étnicas, locais e de épocas. Essas disciplinas possuem tópicos que propiciam o combate ao preconceito, mostrando que ele nasce da ignorância. Nesse caso, estudar a diversidade cultural ajuda a exercitar o respeito. A Língua Portuguesa é outra matéria que permite esse apredizado. Ela apresenta as formas de falar o mesmo idioma por todo o territótio brasileiro, portanto pode incentivar o respeito e a admiração por essas riquezas de expressões.

Visão psicológica da ética

A ética pode ser trabalhada de forma transversal em várias disciplinas

A ética pode ser trabalhada de forma transversal em várias disciplinas

O curso também traz algumas explicações da psicologia para nosso comportamento ético. Ela tenta mostrar por que as pessoas cumprem as regras e quando de fato ela é legitimada. Uma pessoa que deixa de roubar apenas por medo da punição não está legitimando a regra, diferente de alguém que deixa de cometer o crime porque está convicto de que essa escolha é por si só importante e boa para ele e para os outros.

E por que seguimos as regras? Segundo o curso, há várias possibilidades, "para alguns estudiosos, o hábito de certas condutas acaba por validá-las, ou seja, trata-se simplesmente de um costume. Já outros acreditam que algumas condutas são consideradas boas, portanto, sob essa ótica, o juízo seria o fator fundamental na legitimação das regras".

Além disso, a afetividade e a racionalidade são dois fatores determinantes nos cumprimentos dessas obrigações. Elas se referem a como o indivíduo processa tal legitimação. No que se refere ao primeiro, o curso explica que para o indivíduo legitimar regras ou o conjunto delas, isso deverá causar um bem-estar psicológico a ele, ou seja, felicidade, além da conquista do autorrespeito. Quanto à racionalidade, os critérios que cada um usa são decididos em função dela, pois regras contraditórias, sem lógica e pouco inteligentes não serão legitimados.

Lei de Gérson

Ao trabalhar a ética na escola, o professor também deverá estar ciente de como nossa cultura já lida com esse conceito. Um traço marcante é o famoso "jeitinho brasileiro", que constitui o princípio da lei de Gérson. Essa expressão surgiu na década de 70, devido a um comercial de cigarro em que o jogador de futebol Gérson era o garoto propaganda. A frase proferida por ele "Gosto de levar vantagem em tudo, certo? Leve vantagem você também" estava associada ao produto. Mas, como o país estava vivendo um período político complicado, manchado pela corrupção, a frase e o personagem da propaganda se popularizaram de forma negativa. As pessoas passaram a usá-la para se referir a comportamentos antiéticos, políticos ou não.

No Brasil, é forte a ideia de que é preciso levar vantagem em tudo. Agir conforme o "jeitinho brasileiro" significa ser esperto, portanto introduzir conceitos éticos pode encontrar barreira nessa forma de pensar que privilegia o favorecimento individual em detrimento do bem coletivo. É preciso, portanto, que o professor esclareça que os efeitos desse comportamento são desastrosos, inclusive para os praticantes da lei de Gérson. Afinal, quando se pensa no coletivo, os efeitos positivos das conquistas são bem mais abrangentes.

É possível associar o "respeito mútuo" a tópicos de História e Geografia

É possível associar o "respeito mútuo" a tópicos de História e Geografia

Ensino fundamental

Para que o ensino seja efetivo, o curso busca auxiliar o professor em seu trabalho de atender às demandas dos cinco primeiros anos do ensino fundamental. A contextualização e a adaptação de metodologias têm como base as características de cada ano. A começar pela faixa etária do aluno, que nessa fase escolar começa aos seis e vai até os dez anos de idade. Em cada uma, o aluno tem um perfil. Até os oito, por exemplo, a criança tende a aprender muito mais por meio das brincadeiras. Depois disso, passam a se expressar de forma menos subjetiva e mais racional. Já entre nove e dez anos, as crianças estão mais autônomas, compreendem explicações e descrições de textos que elas mesmas leem.

Conheça mais detalhes sobre a ética, os PCNs, as propostas de trabalho em sala de aula e no convívio escolar, entre outras orientações. Acesse este e outros cursos CPT na área Educação, invista na qualidade de suas aulas e no desenvolvimento de seus alunos.

Por Luci Silva

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Maria Luiza de Oliveira Diniz da Costa

13 de abr de 2018

legal

Resposta do Portal Cursos CPT

16 de abr de 2018

Olá Maria Luiza,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

raiana

3 de jun de 2013

Muita legal esse site aprendemos muitas coisas amei

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de jun de 2013

Olá, Raiana!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Não deixe de acessar para ficar por dentro de conteúdo em sua área de interesse.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!