WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Informações importantes sobre a compostagem

A compostagem consiste na reciclagem do lixo orgânico, que será transformado em adubo

Compostagem de lixo

Maria Esther, professora do Curso a Distância CPT Compostagem de Lixo em Pequenas Unidades de Tratamento, problematiza que o lixo produzido nas cidades é um dos grandes problemas a serem resolvidos pelos administradores públicos tanto no aspecto de educação do gerador do resíduo, quanto na implantação de um sistema eficiente de coleta, transporte e tratamento final.

Nesse contexto, a compostagem desponta como uma das alternativas à redução do lixo produzido nos grandes centros urbanos. Esse processo pode ser entendido como uma reciclagem do lixo orgânico, transformando os resíduos em algo que será aproveitado pelo meio ambiente, o húmus.

A compostagem nada mais é do que um processo biológico de reciclagem da matéria orgânica, que pode ser proveniente de várias fontes, seja urbana, doméstica, industrial, entre outras. Esse processo é natural e consiste na degradação da matéria orgânica por microrganismos.

Fases da compostagem

Esse processo passa por três fases:

- A fase inicial, chamada de mesofílica, que tem duração de aproximadamente 15 dias e é caracterizada pela ação dos microrganismos em temperaturas próximas à temperatura ambiente.
- A fase intermediária, denominada termofílica, que dura mais tempo, podendo estender-se por até dois meses, a depender das características do material que será decomposto. Entra em ação as bactérias que são mais resistentes a altas temperaturas e, por conta da alta na temperatura, alguns agentes patógenos acabam sendo eliminados.
- A fase final, também conhecida como maturação. Também pode, assim como a termofílica, durar dois meses, quando há redução na temperatura e na acidez, provocando redução na atividade microbiana.

É nesse último momento que há uma estabilização e produção do composto maturado. O produto desse processo é o húmus, composto livre de toxicidade, metais pesados e agentes patógenos.

Dá-se ao húmus o nome de composto orgânico, que pode ser utilizado em hortas, jardins e em outros fins agrícolas, funcionando como um excelente adubo orgânico, rico em nutrientes e que dispensa o uso de adubos sintéticos.

O que pode ser compostado?

Todo esse processo de decomposição abrange processos físicos e químicos. Enquanto os processos físicos são executados por invertebrados, como ácaros, centopeias, besouros, os químicos são realizados por bactérias, fungos e protozoários. Através desse processo, pode ser compostado:

- Elementos verdes, como restos e cascas de frutas, legumes e verduras, bagaço de cana, farelos de pão e biscoito, esterco de alguns animais, pó de café, entre outros;
- Elementos castanhos, como aparas de raízes ou capim seco, restos de podas de jardinagem, cascas de árvores, folhas secas, entre outros elementos.

Então, não pode ser compostado:

- Fezes, urina, seja de humanos ou de animais, produtos químicos, papeis coloridos, remédios, pilhas e baterias, madeiras tratadas, vidros, metais, plástico, sementes, restos de carne vermelha, ossos, gorduras, óleos, entre outros.




Conheça os Cursos a Distância CPT da Área Meio Ambiente:

Compostagem de Lixo em Pequenas Unidades de Tratamento
Reciclagem de Entulho
Aterro Sanitário – Planejamento e Operação

Fonte: VGRESÍDUOS – vgresiduos.com.br/blog/
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!