Aterro sanitário - solução para o lixo urbano

O cerne do problema é o aumento da geração de lixo urbano não ser acompanhada por soluções de manejo dos resíduos sólidos

 Com o êxito rural e o aumento do consumo de alimentos industrializados propiciou maior produção de lixo urbano.

A produção de lixo urbano tem manifestado, nas últimas décadas, significativas variações em quantidade e qualidade. O fato  é que ocorreu aumento da população urbana e mudanças de hábitos de consumo introduzidos pela era industrial.

O cerne do problema é que esse aumento da geração de lixo urbano não tem sido acompanhado por soluções satisfatórias de manejo desses resíduos sólidos, o que resulta na sua destinação final de forma incompatível com a preservação do ambiente e da saúde pública. Na maioria das cidades do país, aproximadamente em 3.855 municípios, sendo 60% deles com população inferior a 20.000 habitantes, prevalece a prática de despejo do lixo urbano em "lixões", com todos os inconvenientes de ordem sanitária, ambiental, social e de saúde pública. É um quadro que precisa mudar, se quisermos garantir um ambiente ecologicamente equilibrado, com qualidade de vida para todos.

Dentre as tecnologias disponíveis para este resgate está o aterro sanitário, incluído entre os processos biológicos que podem destinar sanitariamente quase todas as classes de resíduos sólidos. O aterro sanitário é solução obrigatória, mesmo nos casos de soluções integradas com tratamento e, ou, reciclagem, pois sempre irão existir os rejeitos que terão que ser dispostos no solo.

O aterro sanitário é a alternativa mais viável sob o aspecto econômico, pois não tem limitação de capacidade nominal.

Para as pequenas e médias cidades, o aterro sanitário, planejado e operado com critérios técnicos, elimina os problemas dos "lixões", impede a proliferação de vetores de doenças, a poluição das águas, do solo, do ar, visual e garante uma destinação sanitária para o lixo urbano. É também a alternativa mais viável sob o aspecto econômico, pois não tem limitação de capacidade nominal, como as usinas, podendo receber volumes adicionais em função das variações de geração de resíduos, ocorridas nas diversas épocas do ano.

O curso de Aterro Sanitário - Planejamento e Operação, produzido pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, com a coordenação técnica da Prof.ª Maeli Estrêia Borges, engenheira, arquiteta urbanista e sanitarista, disponibiliza informações para o planejamento e operação de um aterro sanitário.

Profª. Maeli Estrêla Borges, Engenheira-Arquiteta, Urbanista e
Sanitarista, ex-superintendente da SLU de Belo Horizonte – MG,
vice-presidente da Associação Brasileira de Limpeza Pública – ABLP

Cursos Relacionados

Curso Gerenciamento de Limpeza Urbana Curso Gerenciamento de Limpeza Urbana

Com Prof.ª Maeli Borges

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Reciclagem de Entulho Curso Reciclagem de Entulho

Com Prof. Evaldo Lima e Prof.ª Sinara Meireles

R$ 378,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Compostagem de Lixo em Pequenas Unidades de Tratamento Curso Compostagem de Lixo em Pequenas Unidades de Tratamento

Com Prof.ª Maria Esther

R$ 378,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Recuperação e Conservação de Nascentes Curso Recuperação e Conservação de Nascentes

Com Prof. Dr. Paulo Sant’Anna

R$ 412,00 à vista ou em até 12x de R$ 34,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Meio Ambiente

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade