Como fazer a calibração de pulverizadores costais manuais ou motorizados

Antes de iniciar a calibração dos pulverizadores costais manuais ou motorizados, é necessário verificar se os êmbolos não estão danificados ou ressecados e se as válvulas não estão gastas ou presas ao corpo

Como fazer a calibração de pulverizadores costais manuais ou motorizados

 

Antes de iniciar a calibração dos pulverizadores costais, é necessário verificar se os êmbolos não estão danificados ou ressecados, se as válvulas não estão gastas ou presas ao corpo, se a agulha do gatilho não se encontra com as vedações gastas, se bicos estão em boas condições de funcionamento e se são indicados para a pulverização desejada.

Os bicos de pulverização normalmente permitem trabalhar com mais de uma pressão de aplicação. Para cada pressão, obtém-se uma vazão de aplicação. Os valores de pressão e de vazão de cada bico são fornecidos pelo fabricante do bico.

Na tabela abaixo, são apresentados alguns dados de pressão e de vazão de um determinado bico.

Dados de pressão e de vazão de um determinado bico de pulverizador

OBS.: Conversão de unidades: 1 lb/pol2 = 0,07 Bar; 1 galão = 3,785 litros.

Calibração de pulverizadores costais manuais ou motorizados

O procedimento para a calibração de pulverizadores costais manuais, pelo método prático, está descrito a seguir:

→Marque uma área de 100 m² (um quadrado com 10 x 10 metros de lado);
→Encha o tanque do pulverizador, apenas com água, até a sua capacidade máxima;
→Aplique a água, por faixa, na área marcada anteriormente, usando sempre o mesmo ritmo de bombeamento e de passadas que se utiliza durante as pulverizações;
→Após pulverizar com água toda a área, completar o volume do depósito com água até a marca da capacidade máxima do depósito.

OBS.: O volume de água gasto para completar o tanque corresponde ao volume de água aplicado. É muito importante utilizar um calibrador graduado para medir, com precisão, o volume de água aplicado na área de 100 m².

Importante!

Um erro de leitura do volume gasto na calibração do pulverizador o aumentará em 100 vezes quando for fazer a pulverização propriamente dita.

→Determine o volume de pulverização (Q), em l/ha, pela seguinte fórmula: Q = V x 100

Q = volume de pulverização (l/ha);
V = volume aplicado em uma área de 100 m².

Conhecido o volume de água que será aplicado em uma área de um ha, será necessário determinar a quantidade de produto que deverá ser colocada no tanque do pulverizador.

EXEMPLO:

O volume do depósito de um pulverizador costal é de 20 litros. O volume de água, gasto na calibração foi de quatro litros e 300 ml e a dosagem recomendada do produto químico, fornecida pelo fabricante, é de dois litros por ha.

SOLUÇÃO:

O primeiro passo consiste em saber qual será o volume de água que será gasto em um ha.

Q (l/ha) = V x 100; Q = 4,3 x 100 = 430 l/ha.

Portanto, nestes 430 litros de água serão necessários dois litros do produto químico. Desta forma, em cada 20 litros de água, que é o volume do depósito do pulverizador, será necessário colocar, aproximadamente, 93 mililitros do produto, conforme os cálculos abaixo:

2 litros de produto ________________  em 430 litros de água
X                        ________________  em 20 litros de água

X = 20 x 2/430

X = 93 ml de produto químico, cada vez que o pulverizador tiver de ser reabastecido com água.

Calibração de pulverizadores costais motorizados

Antes de iniciar a calibração, é necessário fazer as seguintes verificações:

→Se a gasolina e o óleo estão misturados na proporção correta, ou seja, 25 partes de gasolina para uma parte de óleo (no caso de motores de dois tempos);
→Se o motor está trabalhando corretamente, para não se ter prejuízos durante as pulverizações;
→Se as mangueiras que ligam o tanque ao bocal estão limpas de forma que o produto circule livremente;
→Se o filtro do bocal está devidamente limpo;
→Se o dosador está colocado no bocal corretamente.

A seguir, será apresentado o método prático de calibração para as situações em que o atomizador for utilizado em culturas anuais, como arroz e feijão.

→Marque 50 m de comprimento na área que será pulverizada;
→Encha o tanque do pulverizador com água até a sua capacidade máxima;
→Pulverize os 50 m, marcados anteriormente;
→Ao mesmo tempo, meça a largura da faixa de aplicação (f);
→Volte a completar o tanque. Assim, o volume (V) de água que você gastou para completar o tanque será igual ao volume de água que foi aplicado na faixa pulverizada;
→Determine o volume de pulverização (Q), em l/ha, pela seguinte fórmula: Q = V/A x 10.000

Q = volume de pulverização (l/ha);
V = volume aplicado em 50 m de faixa (l);
A = área pulverizada, 50 x f (m²);
10.000 fator de conversão para ha.

Durante os momentos da calibração e de trabalho, o acelerador do equipamento deverá estar no ponto máximo, ou seja, com o motor girando a 7.500 rpm

Durante os momentos da calibração e de trabalho, o acelerador do equipamento deverá estar no ponto máximo, ou seja, com o motor girando a 7.500 rpm. 

Importante!

Durante os momentos da calibração e de trabalho, o acelerador do equipamento deverá estar no ponto máximo, ou seja, com o motor girando a 7.500 rpm.

Quando o pulverizador for utilizado em culturas perenes, a largura da faixa corresponderá à metade do espaçamento entre fileiras, pois, em cada passada, apenas metade das copas das plantas é pulverizada.

Depois de terminar o volume de pulverização (l/ha), será necessário determinar a quantidade de produto químico que deverá ser colocada, no depósito do pulverizador, cada vez que ele for reabastecido.

Por Andréa Oliveira.

Conheça os Cursos CPT, da área Mecanização Agrícola, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas.

Entre eles, destacam-se:

Curso CPT Mecanização em Pequenas Propriedades


Curso CPT Manutenção de Tratores Agrícolas

Curso CPT Plantio Direto

Cursos Relacionados

Curso Mecanização em Pequenas Propriedades Curso Mecanização em Pequenas Propriedades

Com Prof. Dr. Afonso Peche

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Manutenção de Tratores Agrícolas Curso Manutenção de Tratores Agrícolas

Com Prof. Dr. Luciano Baião

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Mecanização Agrícola

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade