WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Microtatores e seus usos

Os microtratores podem ser ótimos aliados em uma pequena propriedade!

Microtatores e seus usos   Artigo CPT

A mecanização nas fazendas é a melhor alternativa para aumentar sua produção com qualidade e eficiência, com a mecanização você consegue explorar o potencial da sua terra cada vez mais, em pequenas propriedades os microtratores podem te ajudar a fazer quase todas as operações agrícolas, eles são muito uteis e versáteis na fazenda, assim explica o professor Afonso Peche Filho do Curso CPT de Mecanização em Pequenas Propriedades.


A maioria das operações agrícolas, em pequena escala, podem ser feitas, utilizando-se microtratores. Para isso, existem diversos equipamentos adequados aos microtratores, veja alguns deles:


1. Arado de discos:

Implemento de estrutura reforçada, com formato tubular. Pode-se obter diferentes regulagens da largura de corte e na inclinação dos discos. São acoplados aos tratores por meio do sistema hidráulico de três pontos. Possui limpadores de disco opcional. O peso aproximado é em torno de 260 kg e possuem largura de corte em torno de 60 cm. Existem modelos fixos e reversíveis.


2. Carreta:

Possui estrutura reforçada em aço, carroceria de madeira com assoalho inteiriço; rótula do tipo engate, com articulação em todos os sentidos; pé
escamoteável; e pode ser adquirida com ou sem freio mecânico de sapatas expansíveis. O comprimento é em torno de 2 metros, com duas ou 4 rodas, basculante ou não, e possui capacidade para 2 toneladas.


3. Cultivador:

Possui estrutura tubular; braços flexíveis de aço, equipados com enxadinhas de 6, 8 ou 10 polegadas. Podem possuir também riscadores de 2½ polegadas. O acoplamento ao trator é por meio do sistema de três pontos. Pode ser adquirido com ou sem rodas reguladoras de profundidade. O número de linhas varia de 5 a 11, de acordo com o modelo.


4. Enxada rotativa:

Apresenta estrutura reforçada; permite trabalhar centralizada ou deslocada em relação ao trator; o rotor trabalha com 2 ou 3velocidades; sistema de segurança do tipo embreagem automática; tampa traseira regulável; enxadinhas tipo L, curva ou semelhante à estreita; acoplada ao trator pelo sistema de três pontos sendo acionada pela tomada de potência; pode ser adquirida com ou sem rodas reguladoras de profundidade. A largura de trabalho, normalmente, situa-se em torno de 80 cm.


5. Grade de discos:

Montadas, do tipo em V ou em X; discos de 18’’, com recortes na dianteira e lisos na traseira, apresentam duas linhas: linhas hidráulicas — acopladas aos três pontos do sistema hidráulico, e apresentam suporte para colocação de pesos adicionais. Linhas de arraste — acopladas à barra de tração do microtrator, com cabeçalho ajustável, permite que o sistema de travamento seja acionado pelo tratorista com engate nos três pontos para transporte. A largura de trabalho varia de um a dois metros.


6. Perfurador de solo:

Possui estrutura tubular e caixa de redução bastante reforçada; engate nos três pontos do sistema hidráulico; brocas com diâmetro de 0,25, 0,30 e 0,40 m, com possibilidade de substituição da ponteira e navalha; o carregador pode ser facilmente convertido em guincho.


7. Plaina traseira: 

Possui uma largura de 1,5 m; engate nos três pontos; ângulo ajustável no sentido horizontal (360°), e 30° no sentido vertical; as lâminas de corte são feitas em aço especial e podem ser substituídas; apresenta reguladores da profundidade de trabalho.


8. Semeadora:

Formada por unidades independentes, montadas em barra porta ferramenta de engate nos três pontos; sistema de plantio e adubação com sulcadores, ou de duplos discos; de fácil regulagem; os distribuidores de sementes e adubo são acionados pelo eixo de transmissão que é comandado pela roda compactadora; — depósito para sementes feitos em plástico, com capacidade de 52 L, o que corresponde, aproximadamente, a 50 kg de sementes; — indicadas para o plantio das culturas: milho, soja, feijão, girassol, sorgo e outras; podem possuir duas ou três linhas, de acordo como modelo.


9. Roçadora:

Estrutura reforçada, com engate nos três pontos; pode trabalhar centralizada ou deslocada; tem caixa de transmissão superdimensionada com engrenagens de dentes helicoidais e sem correias; as navalhas são feitas em aço carbono com tratamento térmico; a roda reguladora de profundidade e os deslizadores com protetores substituíveis; o sistema de segurança é de embreagem à fricção; acionada pela TDP.


10. Sulcador:

Podem ser de uma ou duas unidades. Indicados para terrenos leves ou para terrenos preparados; formado por duas asas de abertura regulável e montado em barra porta-ferramentas que permite fácil ajuste de posições; é acoplado ao sistema hidráulico pelos três pontos.


Um pouco mais sobre o que encontrar no Curso CPT? Assista ao vídeo!

Conheça os Cursos CPT da Área Mecanização Agrícola
Por Eduardo Silva Ribeiro.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!