WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Produção de gramas e implantação de gramados

Nos países mais desenvolvidos, há uma intensa produção e comércio de gramas cultivadas

Muitos produtores de culturas tradicionais já estão substituindo estas pelo plantio de grama que apresenta um mercado garantido e maior rentabilidade. Há séculos, o homem vem selecionando gramíneas nativas para formação do tapete verde chamado gramado, sempre procurando espécies resistentes ao pisoteio e com considerável capacidade de regeneração.

Inicialmente, eram podados por animais, posteriormente, instrumentos comuns de corte até chegar nos dias de hoje a equipamentos altamente sofisticados.

Muitos produtores de culturas tradicionais já estão substituindo estas culturas pelo plantio de grama.

Ao longo de muito tempo, o homem conseguiu desenvolver variedades e híbridos a partir de inúmeras pesquisas realizadas nos países do primeiro mundo, especialmente nos EUA. Hoje, existem no mercado variedades de gramas específicas para cada utilização a que o gramado deve atender, que vão desde um simples jardim residencial até gramas específicas para gramados esportivos, em particular o golfe.

Nos países mais desenvolvidos, há uma intensa produção e comércio de gramas cultivadas. Nos EUA, por exemplo, são centenas de produtores que abastecem o mercado que está sempre em expansão, uma vez que, em qualquer empreendimento imobiliário, por menor que seja, sempre há a necessidade de revestir o solo com gramas. O uso da grama, pode-se dizer que, além do efeito estético, é uma necessidade. Associado à essa atividade, os americanos desenvolveram os mais modernos equipamentos que vão desde a colheita da grama até os que fazem a manutenção dos gramados.

No Brasil, a atividade de produção e comercialização de gramas cultivadas é relativamente recente. A grande maioria dos gramados ainda é realizado com placas de gramas retiradas de pastos. Essa atividade é proibida, segundo a Legislação Ambiental, em vigência, se enquadrando como atividade extrativista. Na verdade, a retirada de placas de gramas nativas expõe o solo à erosão, trazendo, como já se sabe, grande prejuízo ao meio-ambiente.

Atualmente, já existem, no mercado nacional, várias empresas produtoras de gramas especialmente nos estados do sudeste e do sul. Muitos produtores de culturas tradicionais, como batata, feijão etc., já estão substituindo essas culturas pelo plantio de grama que apresenta um mercado garantido e de maior rentabilidade.

A ampliação do mercado consumidor, no Brasil, é fundamental para esta atividade. O fator ainda limitante nesse mercado é o preço praticado junto ao consumidor. Entre a produção e o consumidor, é comum haver um aumento de cerca de 100% ou mais no preço do metro quadrado do tapete. Dessa forma, o produtor deve sempre pensar em reduzir o custo da produção oferecendo um preço competitivo e acessível ao consumidor e, de preferência, sem intermediações na comercialização.

Para montar uma empresa de produção de grama, deve-se fazer um amplo planejamento através de uma análise do potencial do mercado regional, das técnicas e equipamentos a serem utilizados e, é claro, do local onde será implantada a produção. Além disso, é fundamental a obtenção de mudas de boa qualidade a partir de produtores idôneos. Outro fator a ser considerado em tempos de globalização é a produção em economia de escala, planejando uma produção mínima e não um mínimo de produção.

A implantação de um gramado, assim como a produção, também requer um planejamento que vai desde o bom preparo do terreno até a compra de tapetes de qualidade, utilizando-se sempre a variedade recomendada para a utilização principal à qual o gramado se propõe.

Com a melhoria do poder aquisitivo da nossa população, e, conseqüentemente, da qualidade de vida, haverá uma considerável expansão do mercado consumidor de gramas cultivadas, oferecendo novas perspectivas de atividades no campo e ampliando, consideravelmente, a oferta de empregos.

Por isto, o Centro de Produções Técnicas - CPT - em convênio com a Universidade Federal de Viçosa - UFV, decidiram pela elaboração de um material para treinamento à distância, constituído de livro interativo com filmes que mostram a prática, intitulado "Cultivo de Gramas e Implantação de Gramados". Este projeto realizado sob a coordenação técnica do professor Dr. Cláudio Coelho de Paula, teve a colaboração de duas grandes empresas do setor: a Itograss Agrícola Ltda., a maior empresa de produção de gramas do Brasil e a Greenleaf Projetos e Serviços Ltda. uma grande empresa de projetos e implantação de gramados.

Desta forma, as informações técnicas básicas para se investir nesta área foram colocadas claramente, com detalhes, para que o interessado conheça bem a atividade.

 

 

Prof. Dr. Cláudio Coelho de Paula
Pesquisador do Depto. de Biologia Vegetal
da Universidade Federal de Viçosa

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!