Minha bomba de irrigação está cavitando. E agora? O que fazer?

A cavitação é um fenômeno observável em líquidos e se encontra associada à ebulição em um líquido que "ferve", ao elevar-se a sua temperatura, com a pressão sendo mantida constante

Minha bomba de irrigação está cavitando. E agora? O que fazer?    Artigos Cursos CPT

 

As instalações tradicionais dos sistemas de irrigação com sucção negativa podem ficar propensas à formação de bolhas de ar no interior da tubulação de sução e, ou do corpo da bomba o que é chamado de cavitação.

“A cavitação é um fenômeno observável em líquidos e se encontra associada à ebulição em um líquido que "ferve", ao elevar-se a sua temperatura, com a pressão sendo mantida constante. Sob condições normais de pressão (760 mm Hg – 1 atm), a água ferve a 100°C”, afirma Carlos Henrique Ramalho Ferenc, professor do Curso a Distância CPT Projeto de Irrigação por Aspersão, em Livro+DVD e Curso Online.

No processo de cavitação, o líquido (no caso a água) "ferve" ao diminuir sua pressão, com a temperatura sendo mantida constante. A 20°C a água “ferve” à pressão absoluta de 0,24 m.c.a = 17,4 mm Hg. A pressão com que o líquido começa a “ferver” chama-se pressão de vapor ou tensão de vapor que é função da temperatura. Um líquido, ao atingir a pressão de vapor, libera bolhas de ar (bolhas de vapor), dentro das quais o líquido se vaporiza.

Para que uma bomba trabalhe sem cavitar, torna-se necessário que a pressão absoluta do líquido, na entrada da bomba, seja superior à pressão de vapor, à temperatura de escoamento do líquido. Nesse sentido, existem medidas simples a serem adotadas:
• trabalhar com líquidos frios (menor temperatura, menor pressão de vapor);
• tornar a linha de sucção a mais curta e reta possível (diminui a perda de carga);
• selecionar o diâmetro da tubulação de sucção, de modo que a velocidade da água não ultrapasse 2 m/s (diminui a perda de carga); e
• evitar desníveis de sução superiores a cinco metros (diferença entre o nível da água e o eixo da bomba).

A seleção da bomba deverá ser feita com base nas informações do fabricante. Normalmente, são utilizados tabelas e gráficos que contêm as curvas características da bomba (curvas de desempenho). Em função da vazão requerida e da altura manométrica da instalação, pode-se obter a bomba adequada para a situação em questão, ao consultar os catálogos de fabricantes, quando se torna possível, também, obter o rendimento da bomba.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


Sistemas portáteis de irrigação por aspersão: quando utilizar
Transpiração, evaporação e evapotranspiração: como explicar?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Irrigação.
Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Técnicas Mecânicas de Conservação de Água e Solo Curso Técnicas Mecânicas de Conservação de Água e Solo

Com Dr. Caetano de Souza

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Projeto de Irrigação por Aspersão Curso Projeto de Irrigação por Aspersão

Com Prof. Carlos Henrique, Prof.ª Dr.ª Francisca Zen...

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Outorga de Água Curso Outorga de Água

Com Prof. Dr. Denis Leocádio, Prof. Carlos Henrique...

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Irrigação

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade