WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cuidados que devem ser tomados durante a fabricação de xaropes

O xarope é uma solução que contém suco de frutas e propriedades medicinais que ajudam em tratamentos de saúde

O processo de fabricação do xarope deve ser muito cauteloso

O xarope é feito com calda de frutas

Xaropes são medicamentos feitos à base de frutas, hortaliças, e outros. Também muito eficientes no tratamento de diversas doenças, principalmente das respiratórias.

São uma solução que contém o suco de uma determinada fruta com calda de açúcar. Para que seja um produto com boa validade, a quantidade de açúcar deve ser superior ou igual a 70% de sua composição. Quando embalados, a falta de oxigênio nos recipientes evita que fungos e mofos o contaminem. Além disso, a acidez da fruta usada impede a proliferação de bactérias patogênicas.

A validade dos xaropes é de, no máximo, seis meses. Para controlá-la, o produtor deve separar uma amostra (uma garrafa ou vidro com xarope) de cada lote e armazená-la em condições adequadas. Quando começam a ocorrer alterações nas amostras, estará acontecendo o mesmo nos xaropes embalados.

Receita de xarope de Pitanga

Formulação

- 1 kg de pitanga;
- 2 colheres (sopa) de caldo de limão;
- 1 kg de açúcar;
- 1 litro de água.

Tecnologia de Fabricação
 
 1) Selecionar pitangas maduras e sadias;
 2) Lavar em água corrente e sanificar;
 3) Retirar as sementes e bater as pitangas no liquidificador;
 4) Coar o suco, acrescentar o caldo de limão e reservar;
 5) Preparar a calda de açúcar, deixando concentrar até o ponto de fio;
 6) Misturar o suco à calda quente e envasar em garrafas previamente pasteurizadas e quentes;
 7) Resfriar naturalmente;
 8) Rotular e armazenar em local seco e ventilado.

Considerações sobre o processo de produção e embalagem do xarope

Os xaropes devem ser acondicionados em recipientes de vidro. Geralmente eles têm capacidade para ½ litro. Estes recipientes e suas tampas devem ser bem lavados com sabão neutro e enxaguados em água corrente.

“Para o envase de xarope, os vidros devem ser fervidos em água, com a finalidade de destruir microrganismos, conforme o seguinte procedimento: dispor os vidros lavados no pasteurizador, ou panela com fundo forrado com uma grade, cobrir os vidros totalmente com água fria e ferver durante 30 minutos (o tempo de fervura deve ser marcado assim que a água entra em ebulição)”, afirma a professora Maria da Graça Lima Bragança, do curso Como Produzir Licor e Xarope, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Como todo processo de produção de alimentos, cuidados devem ser tomados, como hábitos higiênicos, uso de uniformes, utilização de luvas descartáveis, treinamento dos funcionários, entre outros. Essas medidas devem ser observadas pelo responsável pela vigilância da higienização do local.

Dica de solução para sanitizar as mãos

- 1 litro de álcool a 96°GL;
- 20 ml. de glicerina;
- 320 ml. de água, se possível destilada.

Misturar primeiramente o álcool e a glicerina e, somente depois, acrescentar a água. Passar nas mãos e nos antebraços, após lavá-los bem. Deixar secar naturalmente.

Orientações para um processamento de frutas para produção de xaropes

A fabricação de xaropes normalmente vem acompanhada de uma pequena fábrica de processamento de frutas. Essa estrutura deve:

- Ser longe de áreas de poluição e com odores desagradáveis;
- Possuir um teto, que não facilite o acúmulo de sujeira;
- O piso deve ser de materiais resistentes ao trânsito, impermeáveis, laváveis e antiderrapantes;
- As paredes, revestidas de materiais impermeáveis e laváveis;
- Ter boa iluminação;
- Áreas de produção bem ventiladas;
- Ter suprimento de água abundante;
- Entre outros.

Mercado

O mercado de xaropes não é muito vasto, no entanto, é crescente no país. A busca por tratamentos alternativos que não causem dependência tem aumentado nos últimos anos. Xaropes caseiros são muito fabricados para curar problemas mais comuns, como a tosse. Muitas receitas foram passadas de geração para geração, como o famoso xarope de alho. Mas, ao longo do tempo, propriedades diferentes de frutas e hortaliças foram sendo descobertas, tirando o foco do medicamento apenas para expectoração.

Por Natália Myrink De Lazzari

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!