WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Sucesso nos negócios, qual é o segredo?

Conheça alguns fatores que definem se o seu negócio irá fechar a porta ou ser bem aceito pela sociedade

A satisfação é um estímulo para ir além das metas planejadas.

Existem pessoas que amam o que fazem e se dedicam tanto ao trabalho que, além de contribuírem positivamente para o empreendimento, motivam a equipe de trabalho. A satisfação é um estímulo para ir além das metas planejadas. Esse ambiente traz também, como consequência, mais compras e mais lucros, pois é prazeroso para o cliente procurar produtos, ou seja, a solução dos seus problemas, em um lugar harmônico.

Mas além dessas questões, existem outros fatores que interferem no bom êxito da empresa. Destacamos alguns, vamos conhecê-los?

Pense nas suas habilidades


Acertar o alvo pode ser mais fácil se definido nessa estratégia. Gostar de alguma área para investir é importante, mas é preciso ter afinidade com o trabalho para empreender. Por exemplo, se você trabalha como padeiro, é ideal que invista em uma padaria, ou pelo menos no setor alimentício, uma vez que poderá aproveitar a bagagem adquirida ao longo do tempo para montar o negócio.

Para melhorar sua qualificação para enfrentar o mercado, não se esqueça de fazer cursos, participar de eventos e realizar pesquisas com os consumidores e concorrentes.

Aposte em ideias viáveis

Para que uma empresa não feche as portas é preciso mais que boas ideias. Para não se iludir com o empreendimento é importante estudar o mercado em que vai atuar e checar a proposta inicial. Ultimamente, muitos empresários têm apostado nas franquias, uma vez que a base desse negócio é bem consolidada.

De acordo com o professor Carlos Ruben Pinto, no curso Como Tornar sua Empresa uma Franqueadora, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “pesquisas mostram que em cada 100 franquias que abrem, apenas 3 fecham. Esses índices têm aumentado o número de interessados por esse tipo de negócio”.

Observe sua concorrência

Onde existe a disputa, o mercado tende a ser mais promissor.

Essa é uma grande sacada para não encontrar surpresas no meio do caminho. Esteja sempre por dentro dos problemas enfrentados e das soluções que estão sendo adotadas. Conversar com os funcionários e trocar ideias com os proprietários são estratégias que garantem que o negócio seja entendido na prática, apresentando de forma atualizada sua estrutura.

Para o professor Dr. José Antônio Viana, no curso Como Montar um Pet Shop, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “os concorrentes são os balizadores do mercado. Devemos encarar a concorrência sempre como um parâmetro para o empreendimento, tanto no preço, quanto na qualidade do serviço oferecido, na estratégia de venda ou nos resultados obtidos. O concorrente não deve ser tratado como o bicho papão da empresa. Onde existe a disputa, o mercado tende a ser mais promissor”.

Qual é o diferencial do seu negócio?

Cada detalhe, por mais que seja simples para o empreendedor, pode ser muito vantajoso para o cliente.

Fuja do trivial. Para ganhar uma fatia do mercado escolhido, pense no que você pode oferecer que é diferente dos demais. Cada detalhe, por mais que seja simples para o empreendedor, pode ser muito vantajoso para o cliente.

Por exemplo, em uma agência de turismo, manter um cadastro completo do cliente permite saber sobre suas preferências e oferecer opções extras. Outro toque especial é avisar sobre o vencimento de vistos, para que o turista possa se organizar.

Faça o cliente se tornar fã do seu negócio


Para isso é essencial conhecê-lo bem. O que é mais importante para ele? Se for o preço, promova muitas promoções e verifique qual o valor que sua concorrência tem comercializado os produtos. Mas se ele prefere a qualidade, cuidado com seus fornecedores. Escolha-os “a dedo”.

É claro que todos gostamos de ser bem atendidos, mas existem pessoas que valorizam ainda mais essa questão. Tenha funcionários capacitados, treine-os para que conheçam os produtos oferecidos e possam tirar as dúvidas dos clientes. Não existe nada pior que uma loja que vende televisores com colaboradores que não sabem a diferença entre uma TV de LED, de plasma e LCD, por exemplo. Um cafezinho, água e um lugar para sentar também caem muito bem.

Por: Ariádine Morgan

Calculadora CPT: Calcule de forma correta o salário do seu empregado

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!