WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Marketplace Online - você sabe o que é para que serve?

Marketplace é uma ferramenta utilizada por vendedores e compradores em operações virtuais, nas quais os vendedores realizam ofertas de produtos e, ou serviços a um público de compradores

Marketplace

Marketplace é uma ferramenta utilizada por vendedores e compradores em operações virtuais, nas quais os vendedores realizam ofertas de produtos e, ou serviços a um público indeterminado de compradores. Trata-se de uma plataforma capaz de reunir inúmeras lojas de diferentes marcas, inclusive com variedades de preços entre concorrências do mesmo segmento, para realizar negócios, ou seja, comprar e vender alguma coisa, facilitando a busca por melhores preços por parte dos consumidores.

Segundo Katsue Watanabe, professora do Curso CPT Marketing para Pequenas Empresas, "Use a internet. Hoje, a empresa que não está inserida na rede já está perdendo espaço para a concorrência. Fazendo parte da internet, você pode oferecer um enorme volume de informações a seus clientes e outros possíveis, e até efetuar vendas". Portanto, a natureza padrão de qualquer marketplace é possuir dois lados: alguém para vender ou oferecer algo de um lado e, do outro lado, alguém demandando ou comprando algo.

Marketplace ou E-commerce: qual escolher?

Ambos trabalham com compra e venda de produtos online. No entanto, o marketplace ganha pontos positivos sobre o e-commerce devido a descentralização do estoque e possibilidade de ampliar a variedade de produtos quase que infinitamente. Esta operação, conhecida como “Calda Longa”, permite aos consumidores encontrarem produtos e serviços que antes seriam inalcançáveis e/ou simplesmente nunca conhecidos. Outra vantagem é que enquanto o e-commerce sofre com o uso de fluxo de caixa intensivo para financiar seu crescimento (estoque, infraestrutura logística, equipe, e outros), o marketplace escala suas operações rapidamente com a entrada de novos vendedores de múltiplas regiões.

Existem outras diferenças entre as duas modalidades?


Sim. Veja abaixo:

Característica Marketplace E-Commerce
1- Formato de Receita Intermediação de Negócio Compra e Venda
2- Estoque Descentralizado Centralizado
3- Logística Fornecedor>Cliente Fornecedor>Varejista>Cliente
4- Preço do Produto Definido pelo Fornecedor Definido pelo E-Commerce


Terei de pagar alguma coisa para comercializar meus produtos em um Marketplace?

Sim. De qualquer usuário que opta pelo marketplace é cobrada uma comissão, ou seja, uma taxa sobre o volume de vendas realizados. Esta taxa pode variar de acordo com o perfil de produto ou serviço disponibilizado pelo marketplace, bem como o grau de abertura ou curadoria do canal. Em geral, esta comissão varia de meros 3,5% (Etsy – marketplace para produtos feitos a mão dos EUA) a até 30% (Uber – marketplace de motoristas dos EUA).

É seguro vender e comprar em um marketplace?

Sim. Toda transação entre compradores e vendedores passa por um intermediador financeiro. É ele quem garante a segurança para ambos os lados. São exemplos de intermediadores o Moip, o Pagseguro, o Paypal, o Bcash, o Pagar.me e outros.

Existe o risco de pagar por uma mercadoria e ela não chegar?

Não. Geralmente os marketplaces trabalham com um prazo de pagamento que varia de 2 a 45 dias após a postagem ou a entrega do pedido. Esta medida visa garantir a segurança de que a entrega será realizada e o pagamento somente será liberado após este procedimento ser encerrado com sucesso.

Há exemplos de marketplaces nacionais?

Sim e bem consolidades, diga-se de passagem. São exemplos de marketplaces nacionais:

- Mercado Livre: marketplace mais tradicional da América Latina, realiza milhões de transações todos os anos.

- B2W: maior grupo de e-commerce da América Latina, abriu recentemente suas portas para produtos de múltiplos fornecedores por meio do modelo de Marketplace. A B2W, engloba os canais Submarino, Americanas e Shoptime.

- Walmart: um dos maiores e-commerces do Brasil, também abriu suas portas para o modelo de marketplace em busca de maior variedade de produtos.

- CNOVA: o grupo Cnova foi resultante da gigante francesa C Discount com a gigante brasileira Nova Pontocom. Com isto, os e-commerces Extra, Casas Bahia e Ponto Frio foram integrados. Assim como todos os demais, a Cnova também lançou seu marketplace para aproveitar seu elevado tráfego de usuários para ampliar a sua variedade de itens.

- Magazine Luiza: em breve, a rede que apresenta mais de 700 lojas no Brasil (dados de maio de 2015) lançará seu modelo de marketplace.

- Elo7: maior marketplace de produtos feitos a mão no Brasil com mais de 4 milhões de visualizações/mês e um grande volume e opções de produtos.

- Tanlup: a empresa surgiu como ferramenta de e-commerce e transformou seu modelo de negócios em marketplace em 2013.

- Encontre um Nerd: Nerds especializados em assistência técnica para todos os seus dispositivos, sempre que precisar.

Conheça os Cursos CPT da área Gestão Empresarial.

Por Silvana Teixeira.
Fontes: Olist blog, Ecommercebrasil; Wikipedia.

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!