WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Feedback - como desenvolver essa poderosa ferramenta de desenvolvimento de competências

Deixar o julgamento de fora da conversa e fazer um roteiro prévio são algumas dicas para obter vantagem com o feedback

 

Feedback - como desenvolver essa poderosa ferramenta de desenvolvimento de competências

 

O feedback é considerado uma importante ferramenta no desenvolvimento de competências, uma vez que o empregado recebe informações de como o seu colega de trabalho o percebe, favorecendo o autoconhecimento e a melhoria de seu desempenho.

Para que essa ferramenta seja aplicada, com êxito, é fundamental que algumas premissas sejam adotadas:

Comunicação direta e empática

Essa condição é necessária para que não ocorra distorções no resultado a ser repassado. Dessa maneira, é importante que o aplicador escute o colaborador, sem preconceitos, compreendendo a mensagem que deseja repassar, destacando os pontos que não ficaram bem esclarecidos. A comunicação deve ser utilizada para se chegar à verdade, exigindo um fechamento do ciclo do diálogo;

Manter o foco no processamento de fatos

É essencial que não ocorra nenhum envolvimento emocional entre as partes envolvidas, para que os fatos não sejam influenciados em função de acontecimentos externos e sejam evitados conflitos desnecessários e improdutivos. Assim, é possível evitar reações explosivas, que não irão contribuir com um feedback eficiente;

Não deve ser baseado em pressuposições, inferências ou outros tipos de julgamentos

O feedback deve se basear naquilo que, de fato, foi relatado, evitando o embasamento em fatos que possam comprometer a qualidade do resultado, sem julgamento de valor em relação à atuação de determinado colaborador. Em suma, é importante descrever as situações sem a utilização de expressões generalistas, sem julgamento à atitude dos envolvidos.

Ser comunicado em um local privado e reservado

É preciso que o feedback seja comunicado particularmente, em um ambiente calmo, para que não exista interferência de outros durante o diálogo. Caso o feedback seja negativo, apresentá-lo na frente de outras pessoas é considerado antiético, podendo constranger o colaborador, perdendo a sua finalidade;

Assegurar a compreensão do conteúdo do feedback

O feedback deve ser bem explicado ao colaborador, enfatizando o impacto da mudança de seu desempenho e os aspectos que podem ser melhorados. Deve-se ouvir o que o colaborador tem a dizer, para que, de fato, o feedback funcione e seja eficiente e eficaz;

Efetuar o registro do feedback

É importante registrar todos os passos do feedback, incluindo um plano de ação, para monitorar as etapas  da evolução do colaborador. Sendo assim, torna-se fundamental analisar os pontos fortes e fracos da conversa, para que seja possível melhorar a comunicação e determinadas atitudes. Dessa maneira, mais habilidades serão desenvolvidas e os conflitos serão evitados.

A boa prática sistemática e contínua do feedback estruturado não é aquela que, de fato, é constatada na maioria das organizações, que, geralmente, priorizam o senso de urgência dos resultados a curto prazo e acabam oferecendo o feedback instantâneo. Essa ação acaba causando uma distorção da verdadeira essência da ferramenta, que prioriza o desenvolvimento. Confira alguns dos efeitos que esse feedback instantâneo pode provocar:

Comportamento de “defesa e ataque”

Sendo realizado em curtos períodos de tempo, o feedback pode acarretar em ações negativas por parte dos colaboradores, que podem fazer uso de uma estratégia defensiva que antecede o ataque, criando um ciclo vicioso e agressivo, oportuno para conflitos dentro da organização;

Impacto negativo no desempenho e na autoestima

O feedback instantâneo é responsável por resultados a curtos períodos de tempo, tornando o colaborador incapaz de evoluir a curto prazo. Dessa maneira, o feedback pode contribuir de maneira negativa para as metas e objetivos da organização, ao causar repercussões negativas aos seus colaboradores, visto que estes podem se sentir desmotivados pela ausência de evolução, comprometendo o seu desempenho no trabalho;

Relações interpessoais pautadas em competitividade

Os colaboradores podem se sentir pressionados para atingir resultados e acabam criando um clima de competitividade dentro da empresa, comprometendo o clima organizacional. Nesse patamar, o foco passa a ser nas metas, e não no desenvolvimento, comprometendo o principal objetivo do feedback.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Gestão Empresarial, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas.

Por Paula Leal

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!