Cursos da Área Curso Como Administrar Pequenas Empresas Curso Administração Financeira na Pequena Empresa Curso de Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso Curso Marketing para Pequenas Empresas Curso Fidelização de Clientes Curso Treinamento de Gerente de Loja Curso Liderança Gerencial - Como Desenvolver Habilidades em Liderança Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Planejamento Patrimonial Sucessório por Meio de Holding Curso Loja de Sucesso - Planejamento, Gestão e Marketing Curso Segurança Patrimonial para Empresas Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Como Administrar Estoque e Almoxarifado Curso de Matemática Financeira Curso Como Tornar sua Empresa uma Franqueadora Curso Merchandising Visual para o Seu Negócio Curso Primeiros Socorros - nas Escolas, nas Empresas e em Residências Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Como Administrar Pequenas Indústrias Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Jogos e Dinâmicas com 10 Práticas Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Práticas de Jogos e Dinâmicas de Grupo Curso Como Implantar um Plano de Cargos e Salários Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios II com base em Agropecuária e Confecções Áreas Afins 10Capacitação na Empresa Depoimentos dos Alunos Alunos de Sucesso Depoimentos Publicações TV Cursos CPT Artigos Notícias Dicas Cursos CPT Entretenimento Beirada de Fogão Melhores Filmes do Cinema Reflexões

Dicas para que o empreendimento em família seja um sucesso

Saber explorar os pontos positivos dessa relação é fundamental

Empreendimento familiar

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae Nacional apontou que 68% dos micro e pequenos empreendimentos são mantidos por famílias, ou seja, os sócios, empregados ou colaboradores são parentes. Há quem ache que trabalhar em família é mais fácil, outros preferem qualquer coisa em vez disso. O que sabemos é que o bom senso deve reinar em qualquer um dos casos.

Para quem trabalha em relação familiar, existem algumas dicas para o sucesso da gestão. A primeira é compreender bem o conceito de empresa familiar sem deixar de lado os requisitos inerentes de uma boa organização empresarial. Portanto, mesmo seus empregados sendo seus parentes, “determine os papéis e obrigações de cada um, enumere as expectativas em relação ao negócio, defina a distribuição de lucros, pontue direitos e deveres, e realize avaliação constante de desempenho da equipe. O principal risco é o da não correspondência de um dos envolvidos em relação ao desempenho. Neste caso, é preciso agir com profissionalismo, inclusive com possibilidade de desligamento da empresa.  Os erros e falhas não podem ser acobertados por serem de um familiar”, explica Vítor Abreu, analista do Sebrae.

A segunda é saber usufruir da lealdade dos colaboradores sem passar dos limites. Por se tratar de família, há mais confiança entre os membros da equipe de trabalho, o que é muito positivo para o sucesso do negócio. Entretanto, por esse mesmo motivo, muitos costumam explorar mais da boa vontade dos colaboradores, uma vez que a intimidade do parentesco tende a não coibir essa prática. Isso pode até não ser um problema no início, mas é um dos fatores que mais desgasta a relação de trabalho.

Aproveite, também, a confiança que existe entre a equipe e discuta os problemas, soluções e novas ideias. De acordo com Hélvio Tadeu Cury Prazeres, professor do Curso CPT a Distância Administração Financeira na Pequena Empresa, “as empresas vencedoras são aquelas onde a informação flui com facilidade entre os setores. Além de gerar melhorias dos resultados, isso torna possível o surgimento de novas ideias dentro da empresa”. Em um ambiente onde a confiança e lealdade prevalecem, como costuma ser o caso das empresas familiares, o diálogo é uma arma poderosa para o crescimento no mercado.

Por fim, em relação à sucessão familiar, é preciso saber se o sucessor realmente deseja seguir à diante no negócio, pois, em muitos casos, isso não acontece, seja por falta de interesse na área ou simplesmente inabilidade. Não exija que determinado membro da família integre o quadro de gestão apenas por ser ele o sucessor de direito da empresa. Colocar pessoas incapazes ou desinteressadas em cargos tão importantes pode comprometer todas as conquistas já alcançadas, ou, quem sabe, a continuidade futura do empreendimento.

 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área de Gestão Empresarial

 

Curso Planejamento Patrimonial Sucessório por meio de Holding

Curso Como Administrar Pequenas Empresas

Curso Administração Financeira na Pequena Empresa

 

Fonte: Pequenas empresas e grandes negócios - http://revistapegn.globo.com

Por Bruna Falcone Zauza

Cursos Relacionados

Curso Como Administrar Pequenas Empresas Curso Como Administrar Pequenas Empresas

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 468,00 à vista ou em até 12x de R$ 39,00 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Administração Financeira na Pequena Empresa Curso Administração Financeira na Pequena Empresa

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 498,00 à vista ou em até 12x de R$ 41,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Planejamento Patrimonial Sucessório por Meio de Holding Curso Planejamento Patrimonial Sucessório por Meio de Holding

Com Prof. Eduardo Rezende

R$ 520,00 à vista ou em até 12x de R$ 43,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Gestão Empresarial

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade