WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Esquenta Black Friday 25%OFF nos cursos online

7 diferentes tipos de sal não refinados

Como exemplos de sal não refinados, temos o sal rosa do Himalaia, o sal negro do Himalaia e a flor de sal

7 diferentes tipos de sal não refinados

A pitada correta de sal ressalta o sabor dos alimentos e deixa os pratos ainda mais incríveis. Embora normalmente utilizemos o sal refinado, existem outros tipos de sal não refinados, explorados na gastronomia tanto em receitas salgadas como em receitas doces. Os mais comuns são o sal marinho e o sal grosso, mas há também o sal rosa do Himalaia, o sal negro do Himalaia, o sal de parrilla, o sal maldon e a flor de sal.

Sal marinho


O sal marinho original vem da evaporação da água do mar represada e de depósitos formados há milhares de anos. Seco lentamente sob o sol, esse tipo de sal mantém seus nutrientes. Outra vantagem desse tempero é não passar por refinamento para ficar branco e soltinho.

Sal grosso


O sal grosso apresenta granulação rústica, ideal para preparar churrascos ou fazer carne seca. Para isso, é importante temperar a carne, antecipadamente, para que ocorra o seu ressecamento gradual. Para reduzir os grãos, use um multiprocessador de alimentos.

Sal rosa


O sal rosa do Himalaia é extraído, de forma manual, e sua origem é marinha. Seus cristais apresentam tom rosa natural. Com mais de 80 minerais, ele também é comercializado em pedra, que funciona como uma chapa colocada na grelha da churrasqueira. Gradualmente, a carne ganha mais sabor sem perder a suculência.

Sal negro


O sal negro do Himalaia apresenta grãos cinza-rosados graças à sua origem vulcânica. Também extraído do Himalaia, apresenta ferro e enxofre, que torna o aroma do sal negro similar ao do ovo. Essa particularidade, inclusive, atraiu adeptos da cozinha vegana, principalmente para o preparo de massas.

Flor de sal


A flor de sal corresponde aos primeiros cristais de sal formados nas salinas da França. Produzida de forma artesanal, esse tipo de sal não é refinado nem recebe elementos químicos. Seus nutrientes naturais são iodo, ferro, zinco e potássio. Normalmente, esse tipo de sal é utilizado para finalizar pratos salgados e doces.

Sal maldon


O sal maldon apresenta forma piramidal e é extraído na Inglaterra há séculos. Como apresenta uma crocância característica, fica perfeito tanto em sobremesas como em carnes. Entretanto, é preciso usá-lo com moderação, pois seu potencial de salga é elevado.

Sal de parrilla


O sal de parrilla ou sal entrefino é típico dos churrascos argentinos. Apresenta grãos menores que o sal grosso e salga carnes com mais uniformidade, sendo utilizado antes ou depois da grelha. Além disso, pode ser utilizado em peças de carne maiores, já que evita a perda de líquidos e torna a carne ainda mais suculenta.

Conheça os Cursos CPT da Área Cozinha Profissional:

Cozinha Internacional - Parte 1

Cozinha Internacional - Parte 2

Cozinha Chinesa

Fonte: Terra - terra.com.br
            Veja Saúde - saude.abril.com.br

Por Andréa Oliveira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Como Empreender na Área de Alimentação em Tempos de Crise

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!