WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Produção de pêssego

Dentre os diversos tipos de frutas que são produzidos, o pêssego está entre as preferidas

Um dos motivos que limita a maior exploração do pessegueiro no Brasil são as dificuldades de encontrar condições climáticas favoráveis.

 

A fruticultura é um dos ramos da agricultura que, no Brasil, mais tem se expandido nos últimos anos, graças ao aumento da demanda por frutas para atender tanto ao mercado interno quanto o externo.

Dentre os diversos tipos de frutas que são produzidos, o pêssego está entre as preferidas, tanto para consumo in natura quanto para a indústria, para produção de doces, sucos, iogurtes, etc. Além de possuir sabor agradável, o pêssego é uma fruta de excelente valor nutritivo, dotado também de propriedades medicinais.

Um dos motivos que limita a maior exploração do pessegueiro no Brasil são as dificuldades de encontrar condições climáticas favoráveis, uma vez que a cultura é tipicamente de clima temperado, e possui duas fases bem definidas: a fase vegetativa e a de dormência.

A fase vegetativa, inicia-se após o inverno e se estende até o início do outono, após a colheita. Portanto, é nesta fase que ocorre a emissão de folhas, galhos e as flores que darão origem aos frutos. As melhores condições são as de grande amplitude térmica no verão, isto é, temperaturas elevadas durante o dia e relativamente baixas durante à noite.
          
Essas condições, principalmente quando próximo da época da colheita, possibilitam obter frutos com maior teor de açúcar e de melhor coloração. Já a fase de dormência inicia-se no outono, quando as plantas preparam-se para enfrentar um período de condições adversas, ou seja, de frio. Durante o período de frio é que haverá a completa formação das gemas vegetativas, que se desenvolverão durante a fasevegetativa e darão origem aos novos galhos e às novas folhas, como também as gemas floríferas, que originarão as flores.

E para que essas gemas possam se desenvolver, elas terão, obrigatoriamente, de passar por um período de frio, cuja temperatura deverá estar abaixo de 7ºC. O número de horas de frio, necessário para completar a dormência, varia em função da variedade utilizada. As menos exigentes requerem 100 h por ano, ou até menos, de frio, com temperatura média inferior a 7ºC, enquanto as mais exigentes poderão necessitar de até 1.000 h por ano, com temperatura média inferior a 7ºC.

Entretanto, essas condições poderão ser encontradas fora das regiões de clima temperado, como, por exemplo, nas regiões montanhosas, de altitudes elevadas, geralmente próximas de 1.000 metros, tornando possível o cultivo do pessegueiro também nestes locais.

Enfim, produzir pêssego pode ser uma excelente opção de renda, uma vez que se trata de um produto de muito boa aceitação de mercado, que é relativamente fácil de ser produzido, e que tem como característica ser cultivado em pequenas propriedades.

José Dermeval Saraiva Lopes
Diretor de Produção do CPT Dirigiu e roteirizou o curso "Produção de Pêssego"

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!