Pêssego: fatores que determinam o sucesso da cultura

Existem algumas regiões que não são de clima temperado, mas apresentam características climáticas que favorecem o cultivo do pessegueiro

Pêssego

O pêssego, tanto para consumo in natura como para a indústria, é uma fruta de fácil comercialização

Entre vários tipos de frutíferas, o pessegueiro está entre aquelas que antes eram produzidas apenas nas regiões de clima temperado e que agora são produzidas com grande sucesso em outros locais, antes considerados como não apropriados para o cultivo dessa frutífera. Outro fator importante é que o pêssego, tanto para consumo in natura como para a indústria, é uma fruta de fácil comercialização.

 Como já dissemos, existem algumas regiões que não são de clima temperado, mas apresentam características climáticas que favorecem o cultivo do pessegueiro. Assim, microclimas favoráveis podem ser obtidos em locais de altitudes elevadas, geralmente acima de 900 metros, onde é possível obter-se, pelo menos, 100 horas por ano, com temperatura igual ou inferior a 7ºC.

 

Clima temperado

 

Uma região é classificada de clima temperado, quando o mês mais quente do ano apresenta uma temperatura média superior a 10ºC e, no mês mais frio, a temperatura média varia na faixa de –3ºC a 18ºC. Estes climas são encontrados nas localidades compreendidas entre as latitudes de 25º Sul e 45º Sul. O pessegueiro tem essa exigência térmica, porque o seu ciclo de vida é, basicamente, formado por duas fases distintas, que são: a fase vegetativa e a de dormência (repouso).

 

Fase vegetativa

 

Nesta fase, ocorre, nas plantas, a emissão de folhas, de novos galhos e das flores que se tornarão frutos. Ela se inicia após o inverno e se prolonga até a colheita. Portanto, o pessegueiro necessita de temperaturas mais altas para que ocorra a floração, o enfolhamento, a frutificação e a colheita. As melhores condições térmicas para que isso ocorra são aquelas em que, durante o dia, as temperaturas são altas e, durante a noite, são baixas, ou seja, são condições de grande amplitude térmica. Quando essas condições são obtidas, principalmente, quando próximo da colheita, os frutos produzidos apresentarão maior teor de açúcar e serão de coloração mais atrativa.

 

O  pessegueiro necessita de temperaturas mais altas para que ocorra a floração, o enfolhamento, a frutificação e a colheita. Fonte: reprodução 

Fase de Dormência

 

Corresponde à fase em que as plantas preparam-se para enfrentar um período de condições de frio. Durante este período, as gemas vegetativas (que darão origem aos novos galhos e às novas folhas) e as gemas floríferas (que darão origem às flores) se formarão completamente. Para que essas gemas possam se desenvolver, terão, obrigatoriamente, que passar por esse período de frio, com temperatura abaixo de 7ºC. Só depois desse período de frio, é que as plantas terão a dormência completada e, assim, voltarão a se desenvolver naturalmente.

 

“A determinação exata do número de horas de temperatura inferior a 7ºC é um fator decisivo para o produtor que deseja implantar uma lavoura de pêssego. Este é o principal fator que irá possibilitar ou não a implantação da cultura, bem como auxiliar na escolha das melhores variedades para serem cultivadas em uma determinada região”, afirma Francisco Ramos da Fonseca, professor do curso Produção de Pêssego, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

 

Latitude

 

Os locais que se localizam nas maiores latitudes, ou seja, aqueles que estão mais afastados do equador, são mais frios. Esse fenômeno se deve ao movimento aparente do Sol em relação à Terra. Para o Hemisfério Sul, durante o inverno, o Sol se encontra mais afastado da Terra e, em consequência, nas baixas latitudes desse hemisfério, a incidência da radiação solar é menor e também o comprimento dos dias serão menores. Por isso, os locais com latitudes maiores que 25º Sul apresentam menores temperaturas, ou seja, são excelentes para se implantar a cultura de pêssego.

 

Altitude

 

Sabe-se que a temperatura da atmosfera diminui à medida que a altitude aumenta. Assim, quanto mais elevada for uma localidade, menores serão suas temperaturas, durante a noite, e maiores as possibilidades de alcançarem o número de horas de frio inferior a 7ºC, necessárias para o desenvolvimento do pessegueiro. Portanto, mesmo em locais em que o clima não é considerado temperado, podem existir algumas propriedades com altitudes elevadas e, por essa razão, apresentarem condições climáticas satisfatórias para a implantação de lavouras de pessegueiro.

 

Chuva

 

O pessegueiro é uma planta de alta exigência hídrica, sendo o seu consumo de água mais acentuado durante a floração, o desenvolvimento vegetativo e a frutificação. Uma única planta de pêssego, quando adulta, consome, por dia, em média 60 litros de água. Então, se em cada hectare, com plantio de pêssego, o produtor possuir 1.250 plantas, ele necessitará fornecer 75 mil litros de água por dia por hectare. Da mesma forma, se a área de plantio for de dois hectares, o consumo diário da lavoura de pêssego aumentará 150 mil litros de água.

 

Portanto, é indiscutível que a irrigação deverá ser implantada, para fornecer água, complementando as chuvas e também para fornecer integralmente a água necessária, durante os períodos de estiagem, que são comuns na maioria das regiões brasileiras.

 

Solo

 

Para a cultura do pessegueiro, que apresenta dificuldades em aprofundar o seu sistema radicular, exige um tipo de solo que facilite o seu desenvolvimento vertical. Dessa forma, faz-se necessário que sua implantação seja feita em um solo que tenha profundidade mínima de um metro e que a quantidade de poros seja suficiente para manter um equilíbrio satisfatório entre a quantidade de ar e água necessários para as plantas.

 

A profundidade de um solo poderá ser determinada, por meio da abertura de uma trincheira. Essa trincheira deverá ser aprofundada até que a camada de impedimento (rocha, camada compactada ou lençol freático) seja visível. Para o caso especifico da cultura do pêssego, quando a trincheira encontrar-se com profundidade de um metro e a camada de impedimento ainda não tiver sido encontrada, significa dizer que o solo possui profundidade adequada para o cultivo dessa cultura.

 

Quanto à textura do solo, o cultivo do pessegueiro exige que estes sejam de textura média e apresentem um equilíbrio entre as frações de argila, silte e areia, sendo os solos mais indicados os que contenham de 20 a 35% de argila.

 

Topografia

 

O pessegueiro poderá ser cultivado em locais com topografia plana ou inclinada. Entretanto, vale ressaltar que, nas áreas de encosta, o cultivo deverá ser realizado em locais com elevação que permita que todas as plantas do pomar sejam uniformemente expostas à radiação. As áreas de encostas com declividade menos acentuada se enquadram nessa exigência. Por estarem em níveis mais baixos, e, portanto, sujeitos à formação de geadas, não é apropriado cultivar o pêssego nas margens dos rios, nos fundos dos vales e em áreas muitos baixas. O pessegueiro exige que o seu cultivo seja feito em áreas de níveis mais elevados para que o ar frio possa ser drenado através do pomar até os pontos mais baixos da área.

 

Confira mais informações, acessando os cursos da área Fruticultura.

 

Por Andréa Oliveira

Cursos Relacionados

Curso Produção de Melão Curso Produção de Melão

Com Prof. Especialistas do Frupex

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Quivi (Kiwi) Curso Produção de Quivi (Kiwi)

Com Prof. Ênio Schuck e Prof. Gervásio Silvestrin

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Morango Curso Produção de Morango

Com Dr. Francisco Passos, Dr. Juarez Betti, Dr.ª Maria Aparecida e Dr.ª Regina Célia

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Cupuaçu Curso Produção de Cupuaçu

Com Prof. Pesquisadores da Ceplac

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Pêssego Curso Produção de Pêssego

Com Prof. Francisco Ramos

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Maracujá Curso Produção de Maracujá

Com Prof. Waldir Vicente dos Santos

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Osmar F Soares

27 de mar de 2018

Comprei uma muda com a intenção de colher muitos frutos, mas infelizmente estou vendo que não vou obter êxito com o pessegueiro, muito triste.

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de mar de 2018

Olá Osmar Soares,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O pessegueiro é uma planta que apresenta bom desenvolvimento em temperaturas mais amenas, além de necessitar de solo com boa disponibilidade nutrientes e água.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

verenice oliveira

5 de ago de 2013

Amo pêssegos e comprei duas mudas produzidas em Teófilo Otoni, Minas Gerais. Nossa região não é muito fria, mas pretendo cultivar meus pessegueiros com muito carinho para que produzam bem. Aqui em São João Evangelista, cuja temperatura varia de 08° a 32° os pêssegos costumam ter brocas. Como proceder para ter êxito com minhas árvores?

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de ago de 2013

Olá, Verenice!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Um dos fatores necessários para se obter produtividade satisfatória do pessegueiro de boa qualidade é que esta cultura seja implantada em locais de clima favoráveis ao seus desenvolvimento. Como podemos ver esta cultura é típica de clima temperado, entretando existem locais inseridos em regiões que não são classficados como de clima temperado, mas que apresentam mocrclimas diferenciados, onde elementos climáticos, como: temeperatura, radiação solar, chuva e entre outros, são diferentes do restante da área circundante. Sendo assim, existem algums regiões que não são de clima temperado, mas que apresentam características climáticas que favorecem o cultivo do pessegueiro. Assim, microclimas favoráveis podem ser obtidos em locais de altitudes elevadas, geralmente acima de 900 metros, onde é possível obter-se pelo menos, 100 horas por ano, com temperatura igual ou inferior  a 7ºC.

Uma região é classificada climaticamente de clima temperado, quando o mêsmais quente do ano apresenta uma temperatura média superior a 10ºC e no mês mais frio, a temperatura média varia na faíxa de -3ºC a 18ºC.

Atensiosamente,

Ana carolina dos Santos

 

Outros artigos relacionados à área Fruticultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade