WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Melão: exigências da cultura

Este é um fruto de mercado comercial garantido, com uma demanda muito grande, constituindo-se, portanto, em uma boa fonte de renda

 

O melão da variedade Amarelo CAC é muito resistente ao manuseio e transporte, além de possuir boa conservação pós-colheita

 O melão da variedade Amarelo CAC é muito resistente ao manuseio e transporte, além de possuir boa conservação pós-colheita fonte: deviantart

O melão, Cucumis melo L. , é uma planta rasteira da família das curcubitáceas. Das axilas do ramo principal, desenvolvem-se três ou quatro ramos secundários, que logo se igualam em desenvolvimento. Desses ramos, irão nascer outros que darão origem à flor feminina, esta será o futuro fruto. A polpa é suculenta e adocicada, sendo um fruto apreciado no mundo inteiro. Além disso, quando maduro, é uma excelente de açucares, vitaminas A e C e sais minerais .

“Após o pleno desenvolvimento dos frutos, estes iniciam o processo de maturação. Os do fruto valenciano não formam camada de abscisão do pecíolo, ao contrário dos demais frutos. Em condições de alta temperatura, o ciclo completo da cultura pode ser reduzido para 55 – 60 dias, com a média de 70 – 80 dias”, afirmam os especialistas da FRUPEX e professores do curso Produção de Melão, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

 

Variedades

 

Cucumis melo – Var. inodorus Naudim:

 

Cultivares comerciais deste grupo: Amarelo CAC, Honeydew, a Prince, Eldorado 300, Valenciano Verde, Casca de Carvalho, Jumbo Hale’s e Rio Sweet.

 

Amarelo CAC:

- Mais difundido no Brasil;

- Peso médio: 1,5 - 2,0 Kg;

- Globulares alongados;

- Casca fina e enrugada;

- Cor amarela bem forte;

- Polpa: Branco-creme (Esbranquiçada e espessa);

- Ciclo: 75 - 80 dias;

- Têm abundante produção de sementes;

- Muito resistentes ao manuseio, transporte, além de possuir boa conservação pós- colheita (não são climatéricos).

 

Eldorado 300:

- Boa aceitação pelos produtores do Nordeste;

- Frutos: • Formato Ovalado discreto;

- Casca lisa;

- Cor amarela brilhante;

- Brix: 12°;

- Colheita: inicia entre os 65 a 70 dias após o plantio;

- Principal vantagem desse cultivar é o seu alto nível de tolerância do vírus do mosaico da melancia (WMVI) e um pouco de tolerância a oídio.

 

Cucumis melo – Var. Cantaloupensis Naudim:

 

- São os cantalupes americanos;

- Casca verde rugosa;

- Polpa espessa;

- Brix mais alto que os frutos da var. Indorus;

- Menor conservação pós-colheita;

- Frutos desse grupo têm alto valor de mercado;

- Cultivar mais comum: Charentais

 

Cucumis melo – Var. Reticulatus Naudim:

 

- Os frutos têm um aroma marcante;

- Casca rendilhada;

- Polpa: Coloração verde a salmão;

- Baixa conservação pós-colheita;

- Cultivares deste grupo: Earl Favourite, Galia, Sunrise e outros.

 

Exigências da cultura

 

Clima:

 

- Requer climas mais quentes e secos, exigindo temperaturas relativamente elevadas;

- Não se comporta bem em locais de temperaturas baixas, que causam redução na qualidade e produtividade dos frutos;

- As plantas são suscetíveis à geada, em todos os estágios de desenvolvimento; níveis de temperatura abaixo de 18°C dificultam a abertura das flores ou induzem o abortamento das flores e frutos;

- Temperaturas maiores de 35°C podem afetar a floração e a frutificação;

- A germinação das sementes é bastante afetada pelo clima;

- Para elevar seu o teor de açúcar, o melão necessita de: temperaturas entre 25 30°C, alta intensidade luminosa, baixa umidade relativa do ar, solo areno- argiloso e calcário.

 

Solo:

 

- O melão é uma cucurbitácea das mais exigentes em termos de solo, não sendo adaptável facilmente como as demais;

- É levemente tolerante à acidez, preferindo solos com pH na faixa de 6,4 a 7,2;

- Apresenta bom desenvolvimento em solos franco-arenosos ou areno-argilosos, leves, soltos, bem arejados, planos e de alta fertilidade;

- Solos argilosos, de difícil infiltração da água e aeração, são inadequados para o cultivo do melão; essa cultura requer considerável quantidade de oxigênio no solo;

- Deve-se escolher áreas bem drenadas e livres de fungos e nematoides;

- Solos cultivados anteriormente com outras curcubitáceas não são recomendados antes que se faça uma rotação de pelo menos três anos com gramíneas ou com plantas de outras famílias;

- Quanto ao preparo do solo, este deve ser bem preparado para permitir uma boa

drenagem da área e um bom desenvolvimento das raízes;

- Depois do preparo da área, deve-se irrigá-la para manter úmido o solo antes de efetuar a semeadura.

 

Plantio:

 

- A semeadura é feita em sulcos ou covas;

- Em solos com fertilidade alta é usado o espaçamento de 0,5 a 1,0m entre plantas e de 2,0m entre linhas;

- Colocam-se duas a três sementes por cova. É feito desbaste para se ter uma planta por cova;

- Quanto à profundidade, que as sementes devem ser semeadas, esta varia de 2 a 2,5 cm;

- Para solos de fertilidade baixa, o espaçamento pode ser menor; usa-se 0,25m na linha e 1,5m entre linhas. Nesse tipo de plantio é colocada só uma semente por cova;

- O plantio do melão do Nordeste pode ser feito durante o ano todo; em algumas épocas se torna inviável, em virtude dos fatores climáticos adversos. Para esta região, o período de dezembro a março é de alto risco em relação às fortes chuvas. Nesta época, o melão está em alta no mercado.

 

Local de Plantio:

 

- Procurar terrenos planos; evitar escolher aqueles com declividades muito acentuadas;

- Terrenos com inundações e encharcamentos periódicos devem ser evitados;

- Procurar escolher terrenos que facilitem instalação de projetos de irrigação;

- Não plantar esta cultura duas vezes seguidas na mesma área; fazer rotações com culturas de outras famílias como: leguminosas, gramíneas, entre outras;

- É importante terrenos que permitam boa infiltração e drenagem fácil;

- Quanto à acidez, dar preferência aos solos de acidez fraca, neutros ou

levemente alcalinos, ou corrigidos;

- Procurar solos areno-argilosos, soltos, profundos, bem drenados e ricos em húmus;

- Evitar solos muito pesados, como os argilosos;

- Quanto ao preparo do solo, este deve ser feito com, pelo menos, dois meses de antecedência; fazer aração profunda e, depois, gradagens bem feitas.

 

Confira mais informações, acessando os cursos da área Fruticultura.

 

Por Andréa Oliveira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!