WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Orquídeas - classificação

Orquídeas - classificação

 

As orquídeas podem ser encontradas em quase todo o mundo, constituindo uma família de plantas superiores, conhecida como angiospérmicas. Atualmente, mais de 35.000 espécies de orquídeas já foram descritas e mais de 60.000 híbridos já foram produzidos por cruzamentos de formas espontâneas e cultivadas. Existem orquídeas das mais diferentes formas e tamanhos. Podem ser encontradas orquídeas que chegam a 4 metros de altura, como podem, também, ser encontradas orquídeas com flores do tamanho da cabeça de um alfinete, conhecidas como micro-orquídeas.

Classificação

A família das orquídeas é muito rica e foi preciso dividi-la e subdividi-la para facilitar a identificação. As orquídeas representam nada menos do que 7% de todas as plantas do nosso planeta. É importante conhecer a classificação das orquídeas dentro do Reino Vegetal. Foi Rudolf Schlechter o autor da sistemática mais usada na sua classificação, onde são adotadas principalmente as partes anatômicas da flor. Assim a enorme família composta de perto de 35.000 espécies é dividida em: 2 subfamílias, 2 divisões, 5 tribos, 2 séries, 2 subséries, 85 subtribos, mais de 2.500 gêneros e cerca de 35.000 espécies.

A primeira subfamília, a DIANDRAE, compreende as espécies com duas anteras férteis e é composta de duas tribos: as CIPRIPEDILOIDEAE e as APOSTASIOIDEAE. Estas congregam os gêneros com plantas sem caule e com flores, com labelo, em forma de “sapatinhos”.

A segunda subfamília, a MONANDRAE, agrupa os gêneros de todas as demais orquídeas. Suas espécies tem apenas uma antera fértil. Estas reúnem duas divisões: as BASITONAE e as ACROTONAE As BASITONAE agrupam as espécies com antera persistente, coluna curta e formam uma só tribo, a OPHRYDOIDAE, e oito subtribos de plantas terrestres, herbáceas, que perdem as folhas e caules na época do repouso hibernal, conservando somente as raízes tuberosas. As ACROTONAE, onde estão reunidas todas as demais orquídeas, tem com o característica principal a antera caduca, ou seja, ao remover-se as políneas, desprendem também a capsula oval, onde se esconde a antera.

Pela consistência das políneas, esta divisão é formada por duas tribos: as POLYCHONDREAE e as KEROSPHAEREAE. A tribo POLYCHONDREAE tem políneas de consistência granulosa, facilmente divisíveis, e possuem 23 subtribos (poucas espécies ornamentais, entre elas: as Cleites, as Vanillas e as Sobrálias). A maioria das orquídeas dessas subtribos, são ervas terrestres, raramente epífitas, não possuem pseudobulbos, nem folhas carnosas. A tribo KEROSPHAEREAE tem as políneas com consistência cartilaginosa ou cerosa, sem granulação, e congregam, com exceção dos PAPHIOPEDILUNS e das SOBRÁLIAS, a totalidade das orquídeas cultivadas, onde também aparecem numerosas espécies de orquídeas sem pseudobulbos.

Na tribo KEROSPHAEREAE, aparecem duas espécies: as ACRANTHAE e as PLEURANTAHAE.
A série ACRANTHAE, apresenta plantas com inflorescências ter minais no ápice dos pseudobulbos ou caule, como as Cattleyas. Esta série possui 15 subtribos, das quais destacam-se as LAELIAE, as DENDROBIAE e as COELOGYNAE. A série PLEURANTAHAE, tem espécies com flores e inflorescências laterais e dividem-se em duas subséries: SYMPODIALES e MONOPODIALES.

A primeira subsérie, SYMPODIALES, possui um crescimento apical limitado, ou seja, após terminar um caule ou pseudobulbo, passa o novo broto a desenvolver-se das gemas existentes. Elas crescem em duas direções: na horizontal (rizoma) e na vertical (pseudobulbo). Esta subsérie divide-se em 23 subtribos, das quais destacam-se as ONCIDIAE, as CYMBIDIEAE e as CATASETEAE. A Subsérie MONOPODIALES, é a que apresenta plantas com o crescimento apical ilimitado, ou seja, os brotos novos desenvolvem-se no ápice do broto do ano anterior, e em geral, há um crescimento contínuo. Aí estão as VANDAS e as AERIDES. Essas plantas têm somente uma direção de crescimento, que é a ascendente. Essa subsérie tem 4 subtribos e 6 seções.

Após as SUBTRIBOS, aparecem os GÊNEROS, que agrupam as ESPÉCIES.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT da área Floricultura, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas (CPT), entre eles o Curso Cultivo de Orquídeas para Fins Comerciais ou Hobby.

Por Andréa Oliveira.

Acesse os links abaixo e conheça mais sobre as orquídeas:

Nomenclatura

Grupos

Estrutura

Formas de propagação

Comercialização

Como plantá-las em vasos, árvores ou cascas de árvore

Irrigação

Adubação

Luminosidade

CUIDADOS COM AS ORQUÍDEAS

Combate a pragas e doenças

Defensivos caseiros

ESPÉCIES DE ORQUÍDEAS

Acacallis cyanea Lindl

Cattleya bicolor Lindley

Cattleya elongata Barb.

Cattleya forbesii Lindley

Cycnoches chlorochilon Klotzsch

Cycnoches haagii Barb.

Dendrobium nobile

Fonte: www.orkideas.com.br

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

marcos lemos

23 de mar de 2016

olá gostaria que me identificassem uma planta como eu faço ?

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de mar de 2016

Olá Marcos,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Por favor envie para o e-mail grupocpt@gmail.com.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!