WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Saiba mais sobre TDA/H - Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

O Dr. Paulo Mattos responde às dúvidas mais frequentes sobre o TDA/H

A criança se enquadra como portadora do TDA/H quando as demais crianças conseguem executar algo e ela não.

A criança se enquadra como portadora do TDA/H quando as demais crianças conseguem executar algo e ela não.

O TDA/H – Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é um distúrbio habitualmente de longa duração. Isso quer dizer que ele pode se estender até a fase adulta. A manifestação se dá por   três grupos de sintomas: desatenção, hiperatividade e impulsividade.

Como identificar?

O diagnóstico é feito por uma avaliação da frequência desses atos, pois a inquietação de uma criança não significa hiperatividade. De acordo com o neuropsiquiatra, coordenador de várias pesquisas sobre esse tema, Dr. Paulo Mattos, “o transtorno é uma exacerbação de coisas que normalmente toda criança tem. Na infância todas são um pouco inquietas, um pouco desatentas e um pouco impulsivas. Mas algumas são muito inquietas, muito desatentas e muito impulsivas. Logo, o transtorno é um exagero de coisas que normalmente todo mundo tem”.

Existe idade para o diagnóstico?

Um dos critérios oficiais é que a criança seja diagnosticada somente a partir dos sete anos.

Um dos critérios oficiais é que a criança seja diagnosticada somente a partir dos sete anos.

Um dos critérios oficiais é que a criança seja diagnosticada somente a partir dos sete anos. Segundo o Dr. Paulo Mattos, que é o fundador da Associação Brasileira do Déficit de Atenção, antes dessa idade as crianças não exercem muitas atividades que exijam concentração.

“Existem diversas outras razões para que uma criança apresente baixo desempenho, como dificuldades emocionais, auditivas ou visuais, na leitura, entre outras”, explica Mattos no curso A Criança e o TDA/H, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Como é o tratamento?

Tanto para fazer um diagnóstico autêntico como para o tratamento, vários profissionais como neuropsiquiatras, médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, devem ser envolvidos. Por não existir um exame complementar, a neuropsiquiatria trabalha com a metodologia da entrevista clínica.

No caso da criança e do adolescente, é importante entrevistar não apenas a mãe e o pai, mas envolver a escola e a professora. “Porque, não necessariamente, o relato dos pais é igual ao da professora”, disse Mattos quando entrevistado no programa De Frente com Gabi, exibido pelo SBT.

TDAH em adultos também é uma realidade.

TDAH em adultos também é uma realidade.

Adultos podem ser diagnosticados?

Para um adulto ser diagnosticado com TDA/H, é necessário que ele tenha apresentado os sintomas desde a infância. O transtorno não é algo que pode ser adquirido tardiamente, mas, chegar à conclusão de que existe esse problema só na fase adulta é uma situação muito comum.

Sintomas do TDA/H em adultos

- Dificuldade de memorização;

 

- Entusiasmo momentâneo acrescido por tarefas múltiplas;

- Intolerância à monotonia, atividades repetidas ou que gastam muito tempo para serem desenvolvidas e concluídas;

- Inventam ocupações, ou seja, não conseguem relaxar;

- Alto índice de divórcio, depressão, abuso e dependência de drogas;

- Falam alto, monopolizam as conversas e não são bons ouvintes;

- Dificuldades de interação social por serem pouco empáticos;

- Dificuldade em coordenar ações complexas;

- Desorganização.

Por: Ariádine Morgan

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!