WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

RCN para a educação infantil - o bom desenvolvimento da criança

No Referencial Curricular Nacional, as crianças se desenvolvem nas interações que estabelecem com as pessoas e com o meio, em um trabalho de criação, significação e ressignificação

Ao vivenciar brincadeiras imaginativas, criadas por elas mesmas, as crianças podem acionar seus pensamentos para a resolução de problemas

Ao vivenciar brincadeiras imaginativas, criadas por elas mesmas, as crianças podem acionar seus pensamentos para a resolução de problemas

No Brasil, a maioria das crianças, de famílias com baixas condições de vida, têm um dia a dia bastante difícil, desde cedo trabalham duro, sofrendo abuso e exploração dos adultos. Já outras são protegidas de todas as maneiras, obtendo dos adultos e do governo todo o amparo necessário para que possam se desenvolver da melhor forma possível. Essa discrepância revela o grau de desigualdade social em que nos encontramos. Isso é bastante prejudicial para as crianças, pois elas são profundamente marcadas pelo meio social onde vivem.

Nas interações sociais, o esforço que as crianças fazem para compreenderem o mundo é muito grande, principalmente em um meio social em que as relações sociais são tão contraditórias. Quando brincam, é que elas demonstram as condições de vida a que estão submetidas e seus anseios e desejos. Nesse processo de interação, as crianças se utilizam das mais diferentes linguagens, desenvolvendo a capacidade que possuem de formarem ideias sobre o que procuram desvendar. Em outras palavras, as crianças constroem o conhecimento a partir das interações que estabelecem com as outras pessoas e com o meio, em um intenso trabalho de criação, significação e ressignificação.

Educar

Atualmente, quando se fala em educação infantil, fala-se na função do educador de educar e cuidar das crianças, visando sempre à qualidade do ensino. Esta se origina de concepções de desenvolvimento que consideram as crianças nos seus contextos sociais, ambientais, culturais e, mais concretamente, nas interações e práticas sociais que lhes fornecem elementos relacionados às mais diversas linguagens e ao contato com os mais variados conhecimentos para a construção de uma identidade autônoma. Para isso, cabe à escola tornar acessíveis a todas as crianças elementos da cultura que aprimoram o seu desenvolvimento e inserção social.

Nesse contexto, a função educar nada mais é do que proporcionar às crianças brincadeiras organizadas de forma integrada, que possam auxiliar no desenvolvimento das capacidades infantis de interação social, propiciando relações de respeito e confiança. Isso irá facilitar o desenvolvimento das potencialidades corporais, afetivas, emocionais, estéticas e éticas, contribuindo para a formação de crianças felizes e saudáveis.

Cuidar

Cuidar de uma criança é ajudá-la a se desenvolver como ser humano. É valorizar e ajudar a desenvolver capacidades. Esse desenvolvimento depende tanto dos cuidados relacionais, que envolvem a dimensão afetiva e dos cuidados com os aspectos biológicos do corpo, como a qualidade da alimentação e dos cuidados com a saúde. No entanto, deve-se levar em conta as necessidades das crianças, que quando observadas, ouvidas e respeitadas, podem dar pistas importantes sobre como estão assimilando as coisas.

Além disso, para a preservação da vida e para o desenvolvimento das capacidades das crianças, é necessário que as atitudes dos educadores e os procedimentos educacionais estejam baseados em conhecimentos específicos sobre o desenvolvimento biológico, emocional e intelectual das crianças, levando em conta as diferentes realidades socioculturais em que estão inseridas. Enfim, para cuidar da criança, é preciso antes de tudo estar comprometido com o outro, com sua singularidade, ser solidário com suas necessidades, confiando em suas capacidades. Disso depende a construção de um vínculo entre quem cuida e quem é cuidado.

As crianças devem ter uma certa independência para escolher seus companheiros, bem como quais os papéis irão assumir nesse mundo de fantasia e imaginação

As crianças devem ter uma certa independência para escolher seus companheiros, bem como quais os papéis irão assumir nesse mundo de fantasia e imaginação

Brincar

Ao brincar, as crianças devem ter uma certa independência para escolher seus companheiros, bem como quais os papéis irão assumir nesse mundo de fantasia e imaginação. Ao vivenciar brincadeiras imaginativas, criadas por elas mesmas, as crianças podem acionar seus pensamentos para a resolução de problemas, que lhe são importantes e significativos. Dessa forma, as crianças experimentam o mundo e internalizam uma compreensão particular sobre as pessoas, os sentimentos e os diversos conhecimentos.

Categorias de experiências vivenciadas pela criança ao brincar:

- O movimento e as mudanças da percepção resultantes essencialmente da mobilidade física das crianças;

- A relação com os objetos e suas propriedades físicas, assim como a combinação e associação entre eles;

- A linguagem oral e gestual, que oferecem vários níveis de organização a serem utilizados para brincar;

- Os conteúdos sociais, como papéis, situações, valores e atitudes, que se referem à forma como o universo social se constrói;

- Os limites definidos pelas regras, constituindo-se em um recurso fundamental

para brincar.

Aprender

O processo de aprendizagem deve estar baseado não apenas nas propostas dos educadores, mas também, na escuta das crianças e na compreensão do papel que desempenham a experimentação e o erro na construção do conhecimento. Por isso, a orientação do educador é imprescindível para que as crianças ampliem suas capacidades de apropriação dos conceitos, dos códigos sociais e das diferentes linguagens, por meio da expressão e comunicação de sentimentos e ideias, da experimentação, da reflexão, da elaboração de perguntas e respostas, da construção de objetos e brinquedos, entre outros. No entanto, o professor deve considerar as singularidades das crianças de diferentes idades, assim como a diversidade de hábitos, costumes, valores, crenças, etnias, entre outros, das crianças com as quais trabalha, respeitando suas diferenças e ampliando seus meios de interação social.

Na organização do trabalho educativo, o professor deve considerar:

- A interação com crianças da mesma idade e de idades diferentes , em situações diversas, como fator de promoção da aprendizagem e do desenvolvimento e da capacidade de relacionar-se;

- Os conhecimentos prévios de qualquer natureza, que as crianças já possuem sobre o assunto, já que elas aprendem por meio de uma construção interna ao relacionar suas ideias com as novas informações de que dispõem e com as interações que estabelece;

- A individualidade e a diversidade;

- O grau de desafio que as atividades apresentam e o fato de que devam ser significativas e apresentadas de maneira integrada para as crianças e o mais próximas possíveis das práticas sociais reais;

- A resolução de problemas como forma de aprendizagem.

Por Andréa Oliveira

Leia, também, outros artigos relacionados ao tema:

RCN para a educação infantil - Introdução ao Referencial Curricular Nacional Completo e Atualizado

RCN para a educação infantil - Formação Pessoal e Social no Referencial Curricular Nacional Completo e Atualizado

RCN para a educação infantil - Conhecimento de Mundo no Referencial Nacional Curricular Completo e Atualizado

Complemente seus estudos, acessando os artigos sobre a LDB – Lei de Diretrizes e Bases, presentes no site CPT – Centro de Produções Técnicas.

Confira o conteúdo do RCN - Referencial Curricular Nacional (Educação Infantil), na íntegra, abrindo os arquivos em PDF:

RCN - Introdução (Volume 1)

RCN - Formação Pessoal e Social ( Volume 2)

RCN - Conhecimento de Mundo (Volume 3)

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

edileide

9 de jul. de 2014

Muito bom ler esta página ela nos traz informações importantes e necessárias para nosso dia a dia de trabalho na educação infantil.

Resposta do Portal Cursos CPT

9 de jul. de 2014

Olá, Edileide!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Que bom que gostou do nosso artigo sobre desenvolvimento da criança, para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!