WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Por que ensinar Educação Financeira nas escolas?

A Educação Financeira inicia uma ação empreendedora dentro das salas de aula, caracterizada pela capacidade de gerar novos conhecimentos a partir das oportunidades que a vida proporciona aos alunos

Por que ensinar Educação Financeira nas escolas?   Artigos Cursos CPT

 

A Educação Financeira vem iniciar uma ação empreendedora dentro das salas de aula, caracterizada pela capacidade de gerar novos conhecimentos a partir de uma base da experiência de vida do indivíduo, estudando, assim, as oportunidades que a vida lhe proporciona. Aqui, a capacidade de identificar oportunidades, perde o status de talento inexplicável, dádiva genética ou dom divino, para se transformar em atitude essencial a  indivíduos e coletividades, tão dinamizável quanto qualquer outro recurso da espécie, mesmo que isso ainda esteja longe de parecer óbvio para boa parte dos meios acadêmicos brasileiros.

“A educação empreendedora e ética, por meio da Educação Financeira, deve começar nos primeiros anos de vida, visto que é uma forma de ver o mundo e com ele estabelecer relações e, por dizer respeito à cultura, que tem o poder de induzir ou de inibir a capacidade empreendedora”, afirma Michelle Gomes Lelis, professora do Curso a Distância CPT Educação Infantil - Educação Financeira e Empreendedorismo, em Livro+DVD e Curso Online.

A educação empreendedora utiliza a Educação Financeira como instrumento para efetivação de seus objetivos, visando sempre o potencial daqueles que se envolvem, fazendo as escolas se interessarem por formar gente capaz de criar suas próprias oportunidades, em vez de formar empregados para um mercado de trabalho onde há cada vez menos vagas. Um novo padrão de pré-requisitos para a inserção no mundo do trabalho surge baseado na capacidade de identificar oportunidades e de gerar conhecimentos. No entanto, tem sido tomada como valor subalterno, em algumas culturas, negativo em outras, mas nunca central, no mundo em que o Estado centraliza a economia e a atividade empreendedora e em que a relação básica de trabalho se dá através do emprego (oferecido por quem é capaz de identificar oportunidades e disponível para quem preenche os requisitos de habilidades e know-how).

Dessa forma, crianças e adolescentes brasileiros estão exercitando o perfil de um empreendedor em que um dos olhos fica atento ao fluxo do caixa e o outro fica atento a novas formas de organizar as riquezas de um planeta, de maneira que, ao agregar valores aos seus produtos ou serviços e tornarem-se socialmente úteis, formem-se como seres humanos civilizados, capazes de conviver e negociar suas necessidades individuais com as mais gerais. Enfim, que, além de sonhar, seja capaz de compartilhar sonhos para suas realizações.

Enfim, é necessária uma nova “explicação” para o fenômeno empreendedor, enfrentando a ausência na literatura de um conceito amplo, capaz de cobrir tanto a esfera do fazer quanto o âmbito do ser e, dessa forma, migrar da área empresarial, onde foi primeiramente construído, para todas as atividades humanas.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos online, da área Educação Infantil.
Por Silvana Teixeira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Qualificação de Professores

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!