WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como prevenir e combater algumas pragas do coqueiro

Especial atenção deve ser dada ao manejo fitossanitário, uma vez que doenças e pragas são fatores que influem grandemente na sua produção

 

  Um bom controle e manejo de pragas começa com as inspeções constantes no coqueiral com o objetivo de identificar os problemas

Introduzido no Brasil pelos portugueses, em 1553, hoje, o coqueiro está distribuído na maioria dos estados brasileiros, sendo ele uma das características das paisagens litorâneas. Ele também é muito difundido como planta ornamental nas praças, parques e nos quintais das residências, fazendo parte da ornamentação dos jardins, demarcando entradas de propriedades, embelezando fachadas de prédios e decorando áreas de lazer.

Do coqueiro extraímos a água, a polpa e o óleo, além de ser rico em minerais e vitaminas essenciais. O seu fruto é consumido fresco. Já o seu óleo é largamente empregado na indústria alimentícia como óleo de mesa e, também, na produção de margarina, glicerol, cosmético, detergentes sintéticos, sabão, velas e fluidos para freios. Sua casca é usada na fabricação de cordas, tapetes, chapéus e encosto de veículos. Daí a grande importância econômica desta cultura em nosso país, principalmente nas regiões tropicais.

 

O coqueiro anão é uma variedade precoce, iniciando sua produção já a partir do terceiro ano de idade, apresentando potencial de produção de 100 a 150 frutos por planta por ano, distribuída durante o ano e uma vida útil de 30 a 40 anos. É de porte baixo, com 8 a 10 metros de altura, bastante susceptível ao ataque de pragas e doenças e muito exigente quanto às condições agronômicas.

 

Para se combater as pragas e doenças do coqueiro, “inspeções sistemáticas devem ser feitas no viveiro e/ou no plantio definitivo, visando detectar os problemas na fase inicial, antes que adquiram caráter epidêmico, o que certamente facilitará em muito a adoção de medidas de controle mais eficazes e econômicas”, afirmam José Inácio Lacerda Moura e Mário Lúcio Vilela de Rezende, professores do curso Controle de Pragas e Doenças do Coqueiro, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

 

Pragas do coqueiro

 

Ácaro da Gema e do Fruto

 

Este ácaro, Eriophyes guerreonis, ataca as plantas no viveiro e mudas recém introduzidas no campo e mais tarde vai atacar o coqueiro, afetando a sua produtividade. O Eriophyes guerreonis chega até aos coqueirais, levados pelo vento ou por meio de insetos, e vive em cocos novos, sugando a seiva da epiderme. Os frutos atacados ficam com aspecto áspero, deformados, e a massa branca, a copra, pode ficar reduzida em até 50%, limitando a comercialização de frutos secos.

 

Pulgão

 

Os pulgões, Cerataphis lataniae, apresentam formas ápteras e aladas. Medem aproximadamente 2 mm, de cor preta e circundado por uma franja branca. Localizam-se, preferencialmente, nas folhas novas, sugando-lhes a seiva. As mudas atacadas tomam uma coloração escura, lembrando fuligem. São controlados com aplicações de inseticidas fosforados.

 

Barata do Coqueiro

 

Estes besouros, coleópteros, são vulgarmente conhecidos como “baratas do coqueiro”. Durante o dia, escondem-se entre as axilas foliares novas. As larvas têm uma forma achatada, parecidas com lesmas e desenvolvem-se entre as folhas novas do coqueiro. O ataque destas pragas é mais comum em coqueiros jovens e os danos são causados pelas larvas que se alimentam das folhas ainda fechadas, provocando furos que aumentam de tamanho à medida que as plantas vão crescendo. O controle, quando a infestação é alta, é feito com pulverizações dirigidas para as flechas do coqueiro. Usam-se inseticidas que agem por contato e fumigação. Uma outra forma de controle, quando o coqueiral tem área menor e as plantas estão baixas, é a coleta manual.

 

Lagarta marrom

 

Os adultos são borboletas, Brassolis sophorae, medem de 6 a 10 cm de envergadura e tem as asas marrons, atravessadas por uma faixa alaranjada. As lagartas apresentam coloração marrom escura e com listas longitudinais esbranquiçadas. O estágio da pupa geralmente ocorre fora da planta hospedeira. As lagartas são de hábito noturno e gregárias. Vivem durante o dia dentro de um ninho confeccionado pela união dos folíolos. Há casos em que os ninhos encontram-se na junção da raque com o tronco do coqueiro.

 

Lagarta verde

 

A forma adulta é uma borboleta, Opsiphanes invirae, de cor marrom escura e possui uma faixa alaranjada transversalmente nas asas posteriores. A lagarta possui coloração verde clara, além de um par de apêndices caudais e cornos cefálicos. Alimenta-se das folhas do coqueiro. Como forma de controle, em caso de alta infestação, usam-se armadilhas e uma mistura de melaço e cana de açúcar para capturar os adultos.

 

Vaquinha do fruto

 

Estes pequenos besourinhos de 5 a 6 mm, Himatidium neivai, assim como suas larvas, alimentam-se dos frutos novos do coqueiro, destruindo a epiderme. Uma característica de um ataque intenso é a deformidade do coco. As larvas se desenvolvem tanto sobre os talos das folhas jovens quanto sobre os frutos novos do coqueiro. Como os danos são na maior parte dos casos insignificantes, não há uma medida de controle específica.

 

Broca do tronco

 

Uma praga muito séria, principalmente nos coqueirais do nordeste brasileiro, é o Rhinostomus barbirostris, a larva deste besouro alimenta-se do tronco do coqueiro, abrindo galerias e broqueando o tronco. O adulto é um besouro de cor preta, medindo 15 a 45 mm de comprimento. Os machos diferenciam-se das fêmeas por apresentarem, na extremidade do rostro, pelos avermelhados. O ataque pode ser ao longo do tronco como pode ser localizada, isto é, pode ser na base do tronco, no meio do tronco, ou na parte mais alta do tronco. Quando o ataque acontece na parte mais alta do tronco e a infestação é muito alta, com muitas larvas atacando, abrindo galerias internas, o coqueiro fica vulnerável à quebra pela ação dos ventos. Outro sintoma de ataque da praga, são que as folhas mais baixas ficam pendentes afetando a produtividade.

 

O controle recomendado é o químico-comportamental. Consiste na utilização de coqueiros improdutivos como iscas. Neste sentido, faz-se dois entalhes no tronco em forma de uma cunha e pulveriza-se o local com inseticida. Os besouros atraídos pelos odores emanados a partir dos cortes, morrem em contato com o inseticida. Há o controle físico do besouro com armadilhas luminosas no coqueiral. O controle cultural consiste na erradicação dos coqueiros mortos em consequência do R. Barbirostris. Já o controle natural ocorre quando as larvas e pupas do besouro são parasitadas pela mosca Paratheresia menezesi.

 

Confira mais informações, acessando os cursos da área Cultivo e Processamento de Coco.

 

Por Andréa Oliveira

 

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis As Principais Pragas do Coqueiro

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Manoel Emídio Viera Da silva filho

1 de jul. de 2021

Eu tenho um pé de coco mais atualmente ele tá caindo as folha verdes e os cocos, o que eu faco??

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de jul. de 2021

Olá, Manoel Emídio

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Nessas circunstâncias, a melhor orientação que podemos dar a você é que procure em sua cidade um especialista. Devido ao fato de não estarmos presentes para fazer uma correta avaliação, qualquer diagnóstico passa a ser um risco desnecessário para seu pé de coco.

Em breve, uma das nossas consultoras entrará em contato com informações e esclarecimentos sobre os cursos que serão fundamentais para o seu aprendizado.

Atenciosamente,
Erika

Reginaldo

16 de mai. de 2021

Meu pé de coco tá As palhas de lê Tam com feridas buracos valas com algum bicho dentro.

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de mai. de 2021

Olá, Reginaldo

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

O ideal você procurar em sua cidade um especialista na área, para que o mesmo possa analisar seu pé de coco e assim orientá-lo de forma mais eficiente.

Atenciosamente,

Erika

Aldinea Florêncio Nascente

20 de abr. de 2021

.Meu coqueiro deu uma lagarta no interior da parte grossa das palhas, ela vai corroendo até que a palha fica amarelada e quebra. O que fazer?

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de mai. de 2021

Olá,Aldinea 

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Neste caso é necessário que agrônomo especializado em fruticultura, analise o pé de coqueiro  e assim possa indicar o tratamento devido.

Atenciosamente,

Erika Lopes

Epitacio de castro muniz

4 de mar. de 2021

Muito bom ! A ciência avima de tudo.

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de mar. de 2021

Olá, Epitacio 

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Ficamos felizes em saber que você gostou de nosso artigo.

Em breve, uma das nossas consultoras entrará em contato com informações e esclarecimentos sobre os cursos que serão fundamentais para o seu aprendizado.

Atenciosamente,
Erika Lopes

Genifer Guedes da Silva Rodrigues

11 de set. de 2020

Bom dia. O coqueiro do meu pai não esta segurando o fruto, ele logo cai. O que pode estar acontecendo?! E qual solução seria a mais viável?

Resposta do Portal Cursos CPT

11 de set. de 2020

Olá,Genifer Guedes

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Neste caso é necessário que agrônomo especializado em fruticultura, analise o pé de coqueiro para verificar o que pode esta causando este problema, e assim realizar o devido tratamento.

Atenciosamente,

Erika Lopes

TEREZA CRISTINA SANTOS BARBOSA

16 de jun. de 2020

Meu coqueiro está com um pó branco como combater.

Resposta do Portal Cursos CPT

16 de jun. de 2020

Olá, Tereza

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Recomendamos que procure um agrônomo especializado em fruticultura na sua região, para que este profissional consiga orientá-la de forma mais eficiente.

Atenciosamente,

Erika Lopes

Augusto Britto

24 de mar. de 2020

aprender sobre cultivo coco anao

Resposta do Portal Cursos CPT

2 de set. de 2021

Olá, Augusto! Como vai?             

Como é bom saber que há pessoas que se interessam em aprimorar seus conhecimentos!

Fico feliz com sua visita. Em breve, uma de nossas consultoras entrará em contato com informações sobre o curso na área desejada.

Forte abraço!       

Marcela Teixeira.

Edivaldo souza roque

20 de out. de 2019

TENHO DOIS PES DE COQUEIROS, NO QUINTAL DA MINHA CHÁCARA, 3 PALMEIRAS. AS MESMAS ESTÃO INFESTADAS DE LAGARTAS, GOSTARIA SE POSSÍVEL INDICASSE QUAL O PRODUTO DEVO USAR PARA COMBATER ESTE INSETOS.

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de out. de 2019

Olá,Edivaldo 

Como vai?

Sugerimos que você procure um agrônomo em sua região para que o mesmo possa orientá-lo de maneira mais eficiente.

Na área em questão disponibilizamos o curso, link https://www.cpt.com.br/cursos-cultivodecoco-agricultura/controle-de-pragas-e-doencas-do-coqueiro

Este curso ensina ensina a identificar e controlar as principais pragas e doenças dessa cultura

Atenciosamente,

Erika Lopes

Luiz Carlos da Fonseca

23 de set. de 2019

Muito bom

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de set. de 2019

Olá Luiz Carlos da Fonseca,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes em saber que você gostou do nosso artigo sobre a prevenção de pragas em coqueiros.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Edu Galdino da Silva

26 de jun. de 2018

Boa noite por gentileza alguém pode me indicar que produto devo usar para a queima das folhas dos meus pes de coco

Resposta do Portal Cursos CPT

27 de jun. de 2018

Olá Edu,

Nós não podemos prescrever nomes de remédios, para mais informações recomendamos que procure uma casa agrícola em sua região.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!