WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Suinocultura é a principal atividade a ser considerada no fornecimento de proteína animal

No sistema de produção de suínos o manejo é um dos fatores essenciais para o sucesso da atividade.

A garantia de uma boa produtividade tem como ponto de partida os reprodutores, que devem responder positivamente às condições ambientais que lhes serão impostas.

A garantia de uma boa produtividade tem como ponto de partida os reprodutores, que devem responder positivamente às condições ambientais que lhes serão impostas.

Pudemos observar, durante as últimas décadas, que a suinocultura passou por profundas alterações tecnológicas, visando principalmente o aumento de produtividade e a redução dos custos de produção. Vem desenvolvendo-se e  buscando um mercado cada vez mais especializado devido à grande demanda da carne suína, a mais consumida no mundo.  Hoje, a população mundial é de seis bilhões de pessoas, com tendência a dobrar nos próximos 100 anos. Para atender à crescente necessidade dessa, em se tratando de proteína animal de alta qualidade, a suinocultura é a principal atividade a ser considerada.

Nesse contexto, o manejo é um dos fatores essenciais para o sucesso da atividade econômica. Entende-se por manejo o conjunto de técnicas utilizadas na criação, que visam organizar a produtividade do rebanho, melhorar seu desempenho zootécnico e econômico, de forma a orientar o produtor desde a aquisição de reprodutores e matrizes, até o manejo das crias durante a puberdade e maturidade sexual.

O sistema de produção de suínos compreende as fases de pré-cobrição e gestação; maternidade ou lactação, correspondente ao aleitamento que vai do nascimento ao desmame;  recria ou creche; crescimento e terminação. Dentro de cada fase, para eficiência da criação, devemos trabalhar com  técnicas de manejo nas áreas de reprodução, nutrição e alimentação, sanidade e higiene, e ambiente, sendo esse o principal ponto de atenção do suinocultor. Todas elas devem ser bem planejadas e executadas corretamente, provendo saúde e bem estar aos animais.

Nos cursos da área criação de suínos desenvolvidos pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, você encontra informações valiosas sobre as técnicas de manejo de todas as fases da criação, importantes para produtividade e lucratividade. Veja um pouco do que você aprende em cada um deles.

Logo após o nascimento e durante a lactação, alguns cuidados são essenciais aos leitões, para que se desenvolvam de forma satisfatória até a desmama.

Logo após o nascimento e durante a lactação, alguns cuidados são essenciais aos leitões, para que se desenvolvam de forma satisfatória até a desmama.

Manejo de reprodutores e matrizes

A base de toda a exploração agropecuária é o material genético, razão pela qual se deve dar toda a atenção à sua escolha e aquisição. A garantia de uma boa produtividade tem como ponto de partida os reprodutores, os quais devem responder positivamente às condições ambientais que lhes serão impostas. De acordo com o professor Paulo César Brustolini do curso “Criação de Suínos Manejo de Reprodutores e Matrizes”, “o manejo da cobrição, incluindo uma eficiente detecção de cio e os cuidados durante a gestação e ao parto, têm influência decisiva na produção de leitões”.

Manejo de leitões

Logo após o nascimento e durante a lactação, alguns cuidados são essenciais aos leitões, para que se desenvolvam de forma satisfatória até a desmama. O peso à desmama tem alta correlação com o ganho de peso nas fases seguintes até o abate. Sendo que o peso ao nascer e os cuidados de manejo estão diretamente relacionados à chegada do leitão ao desmame com saúde e peso satisfatório.

Os cuidados começam com a limpeza dos restos de placenta, corte e cura do umbigo, corte dos dentes e a primeira mamada,  o mais rapidamente possível. O colostro é de suma importância para desenvolver as defesas dos leitões. Além desses, há o fornecimento de um sistema de aquecimento adicional até o final da lactação, de uma fonte suplementar de ferro para prevenir a anemia e  ração pré-inicial a partir dos sete dias de vida até o desmame, além de água limpa e de boa qualidade.

Os cuidados dedicados aos leitões, principalmente nos primeiros dias de creche, são importantes para evitar perdas e queda no desempenho

Os cuidados dedicados aos leitões, principalmente nos primeiros dias de creche, são importantes para evitar perdas e queda no desempenho.

No curso “Manejo dos Leitões do Nascimento ao Abate” o professor enfatiza a importância do manejo a desmama, “saber a hora de desmamar depende do tipo de rebanho, das condições, da intensidade e dos objetivos do criador”. Teoricamente, os leitões podem ser desmamados quando o produtor quiser, mas se isso acontecer muito cedo, serão necessárias outras manobras de manejo. O desmame induz ao estresse, o que reduz abruptamente o consumo de alimento, contribuindo para maior mortalidade e morbidade, bem como resulta em menor produtividade até o abate.

Creche, recria e terminação

Os cuidados dedicados aos leitões, principalmente nos primeiros dias de creche, são importantes para evitar perdas e queda no desempenho, em função de problemas alimentares e ambientais que, via de regra, resultam na ocorrência de diarreias.

A fase de recria e terminação compreende a saída das creches até o final do ciclo, e não é vista como ponto crítico de um sistema de criação de suínos; requer pouca habilidade de manejo e pequena quantidade de equipamentos. O que não quer dizer que os animais não precisem de cuidados e atenção.

Suíno orgânico

No sistema orgânico os suínos são criados livres em todo o ciclo de vida, à base de uma alimentação de procedência orgânica.

No sistema orgânico os suínos são criados livres em todo o ciclo de vida, à base de uma alimentação de procedência orgânica.

O diferencial da criação orgânica de suínos está no manejo, com o animal sendo criado livre em todo o ciclo de vida, à base de uma alimentação de procedência orgânica. Esse sistema integra-se à produção vegetal, visa a reciclagem de nutrientes e maior independência de insumos vindos de fora da propriedade. O manejo deve respeitar os princípios do comportamento do animal, adequando as necessidades de espaço, alimentação e o conforto de cada um. Além de objetivar a sanidade e produção de alimentos de maior valor nutritivo.

Esse trabalho recebe um selo de qualidade, com certificado por uma credenciadora idônea, que realiza auditorias na propriedade, com a finalidade de constatar se suas normas estão sendo cumpridas. No curso “Sistema Orgânico de Criação de Suínos” estão informações valiosas sobre os princípios da criação orgânica.

A principal vantagem da criação de suínos em camas é que ela se constitui numa alternativa “agroecológica”.

A principal vantagem da criação de suínos em camas é que ela se constitui numa alternativa “agroecológica”.

Criação em camas sobrepostas

Esse sistema consiste na criação de suínos em ambientes mais amplos, com a colocação de camas de diversos tipos, sendo mais conhecidas e utilizadas as constituídas com casca de arroz; maravalha; serragem. O produtor deve escolher o material que tenha mais disponibilidade em sua região, levando em consideração também o custo do produto e as facilidades de transporte, capazes de garantir, assim, um abastecimento permanente da propriedade.

A principal vantagem da criação de suínos em camas é que ela se constitui numa alternativa “agroecológica”, na qual os dejetos formam uma compostagem dentro da própria edificação, reduzindo assim os riscos de poluição ambiental, melhorando, inclusive, sua valorização agronômica. Outras vantagens relevantes são o baixo custo de investimento; respeito à legislação ambiental; menor agressão aos animais e consumo de água; diminuição das expressões de vícios, como as brigas e o canibalismo; diminuição de moscas e odores, da mortalidade; uniformidade dos lotes; melhor ganho de peso, qualidade da carne e marketing de venda.

Após fazer os cursos e ser aprovado na avaliação, o aluno recebe um certificado de conclusão emitido pela UOV – Universidade On-line de Viçosa, filiada mantenedora da ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância.

Por: Patrícia Tristão.

Criação de Suínos

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!