Suíno Light - mais carne, menos gordura

Cada dia mais saborosa, saudável e segura, a carne suína está derrubando lendas e crendices

suino light

Cada dia mais saborosa, saudável e segura, a carne suína está derrubando lendas e crendices

Do campo à mesa, o suíno vem ajudando a construir o desenvolvimento econômico e social de várias regiões do país, garantindo emprego e renda a milhares de brasileiros. A suinocultura é, portanto, uma atividade importante para a economia brasileira, pois gera emprego e renda para cerca de 2 milhões de propriedades rurais. O setor fatura mais de R$ 12 bilhões por ano.

Saboreado em diferentes culturas em todo o mundo, o suíno sempre esteve associado à ideia de prosperidade e fartura. Ainda hoje, independentemente do consumo de sua carne, simpáticos “porquinhos” são utilizados como cofres, dando forma a sua fama de animal que traz prosperidade, a qual pode ser percebida em toda a cadeia produtiva da suinocultura.

A carne suína e seus derivados, presente na mesa de ricos e pobres de todo o mundo, tem, ao longo dos últimos milênios, conquistado cada vez mais admiradores, graças ao seu sabor marcante e elevado valor nutritivo.

Cada dia mais saborosa, saudável e segura, a carne suína está derrubando lendas e crendices, ao se verificar a evolução da suinocultura no Brasil e no Mundo. Mas, nem tudo são flores. Não basta apenas investir no empreendimento. Para que ele tenha êxito, faz-se necessário que algumas considerações sejam levadas em conta por parte do empreendedor e seus colaboradores.

“Devido à sua dinamicidade, complexidade e sensibilidade dos sistemas de produção de suínos, aliados aos altos investimentos iniciais necessários em instalações e alimentação, a suinocultura exige valorização e qualificação profissional dos suinocultores e outros responsáveis pelo gerenciamento das empresas suinícolas.”, afirma o professor Luiz Mário Fedalto, do curso Produção de Suíno Light - Mais Carne, Menos Gordura, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

suino light

Acaba de sair do forno, ou melhor, dos laboratórios de engenharia genética, a mais nova geração de suínos light

Na realidade, o que poucas pessoas sabem é que cerca de 70% da gordura suína localiza-se na capa de gordura, também conhecida como toucinho, enquanto os outros 30% se localizam em outras regiões do corpo do animal.

Assim, a carne suína, propriamente dita, apresenta baixos teores de gordura e é inclusive indicada para dietas de emagrecimento, na maioria dos países europeus. Outro dado interessante é que a carne suína contém 65% de gordura do tipo insaturada, ou seja, aquela que contribui para a formação do chamado bom colesterol, enquanto apenas 35% é composta de gordura saturada, ou seja, aquela que produz o chamado mau colesterol.

Ainda assim, com o intuito de melhorar ainda mais a qualidade no que diz respeito à carne suína, acaba de sair do forno, ou melhor, dos laboratórios de engenharia genética, a mais nova geração de suínos light. Trata-se de animais geneticamente modificados, com menor teor de gordura na carcaça. Além de mais saudáveis para o consumo humano, eles garantem, aos criadores brasileiros, ganhos anuais extras da ordem de R$ 10,5 milhões.

O porco sujo foi extinto. Os chiqueiros, rebatizados como "granjas", agora primam pela limpeza. Os animais não têm nenhum contato com a terra e ficam confinados em instalações desinfetadas constantemente. Nem tomam vermífugos, porque a probabilidade de se contaminarem com vermes é remota.

suino light

O suíno atual é exigente e é criado em instalações confinadas, extremamente limpas, desinfetadas e sem acesso à terra

Criação e manejo
O suíno atual é exigente e é criado em instalações confinadas, extremamente limpas, desinfetadas e sem acesso à terra. Portanto, o porco brasileiro está magro e mais saudável como nunca.

Localização da granja
É o fator mais importante na prevenção da ocorrência de algumas doenças, principalmente aquelas transmitidas através do ar. A localização deve ser escolhida com base nas informações em relação à densidade de suínos na área, tipo de doenças a serem evitadas, tamanho da granja de suínos mais próxima, tipo de produção, padrões de temperatura e umidade da região e direção dos ventos predominantes.

Monitoramento
É muito importante que se faça o monitoramento por uso de sorologias, histórico do rebanho, presença ou ausência de sinais clínicos, acompanhamento de abates (principalmente pulmão, focinho, fígado e estômago).

Origem
A origem dos animais de reprodução deve ser de reconhecida idoneidade em termos de biossegurança e melhoramento genético. Esses animais devem ser oriundos de um sistema de produção de tipo piramidal, com fluxo de animais somente de cima para baixo (granjas núcleo granjas multiplicadoras, granjas comerciais).

Trânsito de pessoas
Deve-se tomar muito cuidado e algumas precauções com relação ao trânsito de pessoas dentro das granjas. Pessoas que tiveram acesso com animais doentes podem transportar o vírus para a granja. Um exemplo disso é a febre aftosa que pode sobreviver sob as unhas de uma pessoa por alguns dias.

Cerca e avisos
Um aviso (placa) deve ser colocado junto à entrada da estrada de acesso à unidade. Este aviso deve expressar claramente que os suínos são criados sob um rígido programa de prevenção a doenças e que ninguém poderá prosseguir além do ponto de localização da placa sem a devida permissão. É recomendável a construção de uma cerca ao redor do perímetro da granja que seja capaz de evitar a entrada de pessoas e de animais domésticos ou silvestres.

suino light

A nova geração de suínos, batizada como light, é formada por animais geneticamente modificados, com menor teor de gordura na carcaça

Banho e roupas
Antes de adentrar a área interna da unidade, todas as pessoas devem tomar banho e trocar de roupas.

Transporte de animais
O carregamento e o descarregamento de animais é, provavelmente, uma das maneiras mais comuns de introdução de doenças em um sistema de produção de suínos. É primordial a construção de um local específico para esses processos de movimentação animal.

Alimento
Se o alimento (ração) usado na granja é comprado ou recebido já totalmente pronto (misturado), este deverá ser entregue através de um sistema de silos de armazenamento, distribuídos ao redor da cerca perimetral e sua parte interna. Se a ração for fabricada dentro do perímetro da unidade de produção, as mesmas precauções devem ser tomadas em relação à entrega dos ingredientes.

Trânsito de veículos
Nenhum veículo deverá jamais ser admitido no lado de dentro da cerca perimetral. Os carros de funcionários e administradores deverão ser estacionados o mais longe possível. Sempre que possível, o trânsito de caminhões transportando animais ou alimentos deverá ser realizado nas primeiras horas da manhã.


Confira mais informações, acessando os cursos da área Suinocultura.

Por Silvana Teixeira

 

Cursos Relacionados

Curso Criação de Suínos - Manejo de Reprodutores e Matrizes Curso Criação de Suínos - Manejo de Reprodutores e Matrizes

Com Prof. Dr. Paulo Brustolini

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Sistema Orgânico de Criação de Suínos Curso Sistema Orgânico de Criação de Suínos

Com Prof.ª Arenales

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Suíno Light - Mais Carne, Menos Gordura Curso Produção de Suíno Light - Mais Carne, Menos Gordura

Com Prof. Luiz Mário

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Administrar Pequenas Empresas Curso Como Administrar Pequenas Empresas

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 468,00 à vista ou em até 12x de R$ 39,00 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Silvio Losmila da silva

26 de jan de 2013

Parabéns pela matéria ! Muito interessante. Espero receber mais informações sobre o assunto sempre que houver novidades, pois pretendo trabalhar neste ramo.

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de jan de 2013

Olá, Silvio!

Agradecemos sua visita e seu comentário em nosso site!

Ficamos felizes em saber que nosso artigo lhe ajudou. Continue acessando nosso site e fique por dentro das novidades em sua área de atuação.

Atenciosamente,

Natália Parzanini Brum

Outros artigos relacionados à área Suinocultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade