WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Principais cuidados com leitões lactentes

Logo após o nascimento dos leitões, é necessário que o suinocultor esteja atento aos cuidados necessários para garantir um bom desenvolvimento deles

Leitões mamando - imagem ilustrativa

Remi José Sterzelecki, professor do Curso CPT Criação de Suínos em Camas Sobrepostas, destaca que o manejo dos leitões é uma das mais importantes práticas numa criação de suínos, pois são eles necessitam de cuidados especiais para que consigam expressar ao máximo o seu potencial produtivo.

As fases pelas quais os leitões passam – neonatal, desmame e primeiras semanas de transição – são muito delicadas e exigem dos suinocultores total atenção para que consigam garantir a qualidade da carne produzida, estimulando seu bom desenvolvimento e assegurando a produtividade.

Cuidados necessários com os leitões

- Primeiros cuidados

Logo quando nascem, os leitões requerem uma limpeza e secagem, pois ainda encontram dificuldades para regular sua temperatura interna. Além disso, é essencial que se remova outros “resíduos” deixados após o parto, como líquidos fetais e membranas da boca e das narinas, desobstruindo-se, assim, as vias respiratórias dos suínos. Pode-se realizar massagens na região dorsolombar para ativar a respiração e a circulação deles.

- Cordão umbilical

O corte do cordão umbilical é um procedimento que não deve ser feito de qualquer maneira. Produtores precisam ter em mente que, ao cortá-lo sem os devidos cuidados, ele pode se tornar fonte de contaminação que podem, inclusive, matar o leitão neonato. Logo, as ferramentas utilizadas devem estar em boas condições de higiene. Deve-se realizar o corte de 3 a 5cm abaixo do abdome e o coto umbilical deve ser desinfetado com uma solução de água e iodo.

- Conforto térmico

Como mencionado, esses animais nascem com certa dificuldade para regular sua temperatura interna. A partir disso, é fundamental evitar o estresse térmico dos leitões, o que pode causar a inativação do sistema imune nas primeiras semanas de vida. A temperatura ideal recomendada é de aproximadamente 32°C, que pode ser garantida com lâmpadas, campânulas, aquecedores ou mantas de aquecimento de piso. Dado que são muito sensíveis a alterações de temperatura, cheque-a sempre.

- Colostro

Logo na primeira mamada, os leitões ingerem o colostro, leite materno que contém anticorpos que ajudarão a formar o sistema imune deles. Ele é composto de uma alta concentração de imunoglobinas logo após o nascimento dos leitões e, quando ingerido mais precocemente, também garante maior capacidade de absorção das células do intestino dos suínos neonatos. Logo após o parto, o suinocultor deve garantir que os leitões o recebam, o que diminuirá o risco de infecções.

- Cauda e dentes

O canibalismo é comum entre os suínos, problema que pode ser prevenido com o corte do último terço da cauda dos leitões. Esse corte deve ser realizado logo nos primeiros três dias de vida e com as ferramentas adequadas. Além do corte, o desgaste dos dentes também é necessário para reduzir as lesões cutâneas nos leitões e nos tetos das matrizes. Contudo, com o objetivo de garantir o bem-estar animal durante a criação, essas práticas vêm sendo discutidas.

- Aplicação de ferro

De forma a evitar a anemia ferropriva, recomenda-se a aplicação de ferro em cada leitão, entre o 3º e o 5º dia de vida, pois o ferro é crucial para constituir a hemoglobina, proteína presente nas hemácias, que são responsáveis pelo transporte de oxigênio no organismo dos mamíferos. Para essa aplicação, o suinocultor tem que buscar o auxílio de um médico veterinário.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Criação de Suínos:

Criação de Suínos em Camas Sobrepostas
Criação de Suínos – Manejo de Reprodutores e Matrizes
Sistema Orgânico de Criação de Suínos

Fonte: Nutrição & Saúde Animal By Vaccinar – nutricaoesaudeanimal.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!