WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Aprenda sobre toxoplasmose suína

O Toxoplasma gondii é um protozoário causador da toxoplasmose em suínos e seres humanos (zoonose)

Aprenda sobre toxoplasmose suína

O Toxoplasma gondii é um protozoário causador da toxoplasmose em suínos e seres humanos (zoonose). Além de problemas reprodutivos em porcas, a doença pode acometer leitões com menos de oito semanas de idade se manifestando por vários sintomas. Já em suínos com mais de dois meses a afecção pode se assintomática.

Transmissão


A transmissão da toxoplasmose ocorre pela ingestão de cistos encontrados nas fezes de gatos infectados ou pelas vias respiratórias dos animais contaminados pelo protozoário. Daí a extrema necessidade de se adotar medidas de biosseguridade na granja controlando a entrada de gatos, para evitar o seu contato com os suínos. Dessa forma, os riscos de contágio são significativamente reduzidos.

Sintomas


Quando contamina porcas gestantes, o Toxoplasma gondii atravessa a placenta e infecta os fetos. Como resultado, eles podem morrer ou nascer debilitados. A infecção em leitões de até oito semanas de vida causa problemas digestivos, respiratórios e nervosos. Além disso, a doença reduz o ganho de peso dos animais e aumenta as chances de desenvolvimento de outras doenças.

Os leitões infectados também podem apresentar febre (leitões amontoados uns aos outros para se aquecerem), tosse, dificuldades de respirar, diarreia e cegueira.

Diagnóstico


O diagnóstico da toxoplasmose é feito por imunofluorescência indireta. Para isso, deve ser enviado sangue (soro) de 22 animais para análise de anticorpos contra o Toxoplasma gondii. No procedimento, aguarda-se a coagulação do sangue para a liberação do soro. Em seguida, ele é enviado resfriado ao laboratório em caixa de isopor lacrada e identificada. Geralmente, o exame é realizado em dois dias.

Medidas de controle


Medidas de controle contra toxoplasmose são essenciais para reduzir ou impedir a disseminação do Toxoplasma gondii no plantel. Para isso, são adotados programas de biosseguridade, instalando telas nos galpões, para evitar a entrada de gatos. Sem falar na limpeza e desinfecção das instalações e das baias. Embora o Toxoplasma gondii seja resistente a desinfetantes, a solução de amônia a 10% os destrói imediatamente.

Além disso, os suínos devem ser alojados em ambiente seco e sob temperatura adequada, pois o calor e a umidade favorecem a disseminação do agente patógeno.

Conheça os Cursos CPT da Área Suinocultura:

Suínos - Produção e Principais Doenças

Criação de Suínos - Manejo de Reprodutores e Matrizes

Criação de Suínos em Camas Sobrepostas

Fonte: suinoculturaindustrial.com.br

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Doenças Bacterianas e Virais em Suínos - Sintomas, Causas, Prevenção e Tratamento

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!