WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Sistema RAS para peixes: elimine o cloro da água

Os peixes morrem em contato com o cloro, por isso este precisa ser retirado da água antes de entrar em contato com a criação

Sistema RAS para peixes: elimine o cloro da água   Artigos Cursos CPT

 

Os peixes morrem em contato com o cloro, por isso este precisa ser retirado da água antes de entrar em contato com a criação. Deve-se encher o tanque aspergindo a água como um chuveiro, pois isso ajuda a retirar o cloro. “Utiliza-se, também, o tanque de decloração, no qual a água aerada e movimentada auxilia no processo de evaporação do cloro”, afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso CPT Cultivo de Peixes em Sistema de Recirculação de Água – RAS.

Dica
Para retirar totalmente o cloro da água, adicione 6 mg de tiossulfato de sódio para cada litro de água no tanque. Porém, esse método pode se mostrar onerosos quando se trabalha com grandes volumes de reposição diária de água clorada.

Mídias   Mascote Cursos CPT PisciculturaA transparência da água


Mesmo que a água que se for utilizar esteja cristalina não significa que está em ótima qualidade. A água verde significa presença de algas. A maioria das especies de peixes prefere e precisa da água verde com algas. As trutas exigem água cristalina. Se as algas forem manejadas como se deve fazer, elas têm um efeito positivo na criação. As algas são capazes de produzir grandes quantidades de oxigênio através da fotossíntese e ao mesmo tempo consumir o dióxido de carbono e amônia, caso o dia esteja ensolarado.

Mídias   Mascote Cursos CPT PisciculturaAs algas


As algas, por sua vez, consomem amônia e nitrato como fonte de alimento, ajudando a melhoria da qualidade da água. Para as tilápias, elas ainda são fonte de alimento. Contudo, se a população de algas aumentar demais, pode faltar oxigênio e a amônia pode ser produzida em excesso. Esse excesso de amônia, acontecendo repentinamente, pode sobrecarregar o biofiltro e tirá-lo do equilíbrio, piorando a qualidade do tratamento da água.

Então, como fazer o controle?

Simples: as algas crescem à medida que os peixes também crescem. Se elas morrem, por algum motivo anormal, devem ser retiradas imediatamente, pois a tendência é que se depositem no fundo, apodrecendo.

O sistema de filtração ou descarga deve remover este aglomerado de células mortas, permitindo que as saudáveis permaneçam no sistema. O uso de estufas com filmes plásticos leitosos ou escurecidos sobre os tanques reduz a proliferação de algas que vão competir em oxigênio com os peixes. Da mesma forma, a cobertura do filtro biológico vai impedir o crescimento das algas nesse componente.

Atenção!


A água utilizada no Sistema RAS para peixes não pode conter metais pesados, herbicidas, pesticidas ou outros contaminantes, por isso, deve-se ter muito cuidado com a água lixiviada de plantações. Todos esses produtos são muito tóxicos para os peixes, mesmo que seja uma porcentagem ou concentração mínimas.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Por que produzir peixes no Sistema de Recirculação de Água?

Conheça os Cursos CPT da área Piscicultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!