WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Piscicultura intensiva e sustentável

A tendência da aquicultura é a busca da qualidade do produto com a preocupação da qualidade de vida

Piscicultura intensiva e sustentável   Artigos Cursos CPT

A nova etapa da piscicultura brasileira é a "industrialização", nela é necessário o uso de tecnologia, e a rentabilidade irá depender muito da produtividade. A tendência da aquicultura em todo o mundo é a busca da qualidade do produto com a preocupação da qualidade de vida na área onde o pescado é produzido.

A nova etapa da piscicultura brasileira é a "industrialização".

Pode-se dizer que a piscicultura passou por um longo período, podendo ser dividida em três etapas: a primeira etapa foi uma fase "amadora", na qual não existia tecnologia para criação de um peixe de bom tamanho que atraisse o consumidor. A carpa e a tilápia não ajudaram a desenvolver a piscicultura porque não eram de fácil comercialização.

A partir do momento em que as instituições começaram a trabalhar com espécie nativas como, por exemplo, o tambaqui, o pacu, o piauçu, matrinxã, pintado e outras espécies, foi que a piscicultura comercial sofreu um grande impulso.

Na década de 80, os pesque-pagues tiveram uma ação muito importante, garantindo mercado para quem produzisse, especialmente espécies nativas. A segunda etapa, seria um "estado de equilíbrio", onde não se tem tantos pesque-pagues como no princípio, ou seja, vai se caminhando para a homogeneização, isto é uma adequação para a situação atual do país.

Começa, agora, a terceira etapa, a da "industrialização", que teve início no Paraná com o filetamento da tilápia. Nesta etapa, tem início grandes investimentos, como conseqüência natural do desenvolvimento da tecnologia. Hoje, existem instalações mais sofisticadas para a produção de larvas e alevinos e algumas criações que já estão iniciando a industrialização de filés, principalmente de tilápias. Realmente, esta é a mais nova etapa que veio para ficar e, nela, é preciso estar preparado para uma competição mais agressiva, onde a rentabilidade irá depender muito da produtividade.

O aumento da produtividade não deverá implicar necessariamente em aumentar os impactos sobre o meio-ambiente. Atualmente, já existem soluções tecnológicas, desde a construção dos viveiros à melhoria da qualidade das rações e, também, o adequado manejo pode proporcionar alta produtividade na piscicultura com redução dos impactos sobre o meio-ambiente por meio da reciclagem dos efluentes sólidos e líquidos, que podem ser utilizados como fertilizantes, tanto em cultivos de solo (resíduos sólidos) como nos hidropônicos (efluentes líquidos), fazendo, assim, uma integração da piscicultura com a agropecuária de uma maneira sustentável.

Professor Doutor Newton Castagnolli
Especialista em criação de peixes
Diretor da Castagnolli Aquicultura

Pensando em você, cliente CPT, o Centro de Produções Técnicas disponibiliza gratuitamente um manual prático sobre criação de tilápias, com especificações sobre as principais espécies, a temperatura e o o pH mais adequados para a sua criação, bem como os tipos de alimentação e as formas de reprodução. Tudo elaborado em linguagem simples e ilustrações para melhor exemplificar o conteúdo.

Portanto, não perca tempo!

 

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Manual sobre Criação de Tilápias

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Isabel de Fatíma Pinheiro da Silva

19 de jan de 2013

Pretendo fazer um curso de piscicultura no Brasil agradecia se me enviassem mais informação detalhada sobre o curso.

Resposta do Portal Cursos CPT

21 de jan de 2013

Olá, Maria Lúcia!

Ficamos felizes por sua visita e comentário em nosso site.

Nossas consultoras entrarão em contato para mais informações sobre os cursos de piscicultura produzidos pelo CPT.

Atenciosamente,

Natália Parzanini Brum

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!