Peixe Pirarucu, o Gigante Amazônico

Também conhecido como peixe pirosca, o pirarucu é considerado um dos maiores peixes de água doce do mundo

O pirarucu tem o corpo alongado, escamoso, com tom esverdeado e cauda vermelha

Maior peixe de água doce do Brasil, o pirarucu (pira: peixe; urucum: vermelho, devido à cor da cauda) pode chegar a 3 m de comprimento, bem como pesar até 250 kg. Geralmente, encontrado na bacia Amazônica, no Norte do país, esse peixe habita as águas rasas mais calmas das várzeas de rios e lagoas, pois eles sobem à superfície para respirar ar, mais ou menos a cada 20 minutos. Outro aspecto bastante peculiar é que este gigante prefere águas claras e, ligeiramente alcalinas, com temperaturas entre 24 a 37ºC.

Também considerado um dos maiores peixes de água doce do mundo, o pirarucu, ou Bacalhau da Amazônia, alimenta-se de peixes forrageiros, como a tilápia, já que é uma peixe carnívoro. Mas pode se alimentar de caramujos, tartarugas, cobras, gafanhotos, plantas, pequenas pedras, areia, lodo e carvão. As piranhas são os seus predadores naturais. No entanto, o maior risco de extinção da espécie é a pesca ilegal. Quando os pais estão com os filhotes, na superfície, para ajudá-los a respirar, é o momento que os pescadores os capturam. Isso diminui as chances de os filhotes sobreviverem.

 

Características

 

  •   É um peixe predatório que tem origens na era Jurássica;

  •   Possui cabeça achatada e ossificada;

  •   Tem corpo alongado e escamoso (suas escamas podem chegar ao tamanho de um pires de xícara de café);

  •   Tem o corpo esverdeado, com cauda vermelha;

  •   Possui dois aparelhos respiratórios, as brânquias (para a respiração aquática) e a bexiga natatória (para a respiração aérea – funcionando como pulmão, principalmente, durante a seca);

  •   Após fazerem os ninhos, é função do macho proteger a prole – por cerca de 6 meses;

  •   Durante as primeiras semanas de vida, os filhotes nadam em torno da cabeça do pai, que os mantêm próximos à superfície, para exercitá-los à respiração aérea;

  •   A primeira desova ocorre quando o pirarucu atinge 40 kg;

  •   Não apresenta dimorfismo sexual externo. No entanto, em época de reprodução, ele apresenta diferenças nas colorações de suas escamas.

Criação em cativeiro

 

Por ser uma espécie em extinção, devido à pesca predatória, a criação do pirarucu em cativeiro tornou-se uma alternativa para que se mantivesse a espécie, por meio da produção em larga escala comercial. Além disso, é um investimento bastante viável, já que esse peixe pode alcançar 10 kg em apenas um ano. Outro fator relevante é que o pirarucu é bastante rústico e resistente, adaptado a climas tropicais.

 

A primeira criação de pirarucu em cativeiro ocorreu por meio da Embrapa – Amazônia Oriental, em Belém. Os peixes eram criados em viveiros de 100 m² e abastecidos com água de um açude destinado ao banho de bubalinos. No entanto, pode-se citar a consorciação conjunta de pirarucu com suínos, bovinos e aves. Isso gera ganhos econômicos e ambientais, principalmente, se o pirarucu receber uma dieta de ração peletizada. Em um ano, pode-se ter 600 peixes de até 10 kg.

 

Conforme técnicos da EMBRAPA, o peixe pirarucu necessita de 5 a 10 m² de viveiro, por peixe, e um vertedouro d'água, que permita a secagem do tanque para a despesca. Este deve ter uma profundidade média de 80cm, já que o pirarucu prefere águas rasas. As dimensões do tanque determina a velocidade de crescimento desse peixe. Independente desse fator, o pirarucu é um peixe de rápido crescimento.

 

Pirarucu e mitologia indígena

 

Pirarucu era um bravo guerreiro da tribo uiaiá, mas era muito perverso. Era também egoísta e orgulhoso de seu poder, de sua força. Certo dia, quando seu pai, o chefe Pindarô, foi fazer uma visita pacífica às tribos vizinhas, Pirarucu aproveitou a chance, capturou e matou os índios das tribos vizinhas, sem motivo algum.

Os dias passavam e Tupã, deus dos deuses, resolveu punir o cruel guerreiro. Chamou Polo, pedindo para que este lançasse o seu mais poderoso relâmpago em toda a região. Chamou também a deusa das torrentes, Iururaruaçu, ordenando que esta provocasse as mais fortes tempestades sobre Pirarucu, que pescava à margens do rio Tocantins.

Quando Pirarucu percebeu a fúria de Tupã, ele zombou do poder do deus dos deuses, balbuciando palavras de desprezo. Isso enfureceu Tupã, que enviou Chandoré, o demônio que odeia os homens, este lançou um relâmpago, atingindo o coração do guerreiro.

Mesmo nos últimos instantes de vida, Pirarucu recusou-se a pedir perdão a Tupã. Ainda vivo, seu corpo foi levado para as profundas águas do rio Tocantins, transformado em um escuro e gigante peixe.

Aprenda mais sobre peixes, acessando os cursos da área Piscicultura, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

 

Por Andréa Oliveira

 

Cursos Relacionados

Curso Criação de Tilápias Curso Criação de Tilápias

Com Prof. Dr. Manuel Vazquez JR

R$ 358,00 à vista ou em até 10x de R$ 35,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Nutrição e Alimentação de Peixes Curso Nutrição e Alimentação de Peixes

Com Prof. Dr. Luiz Pezzato e Prof. Dr. Newton Castagnolli

R$ 358,00 à vista ou em até 10x de R$ 35,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Criação de Peixes Curso Criação de Peixes

Com Prof. Eduardo Rasguido

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

isaias rosa de ramos

6 de jan de 2017

Gostei da reportagem. Eu quero criar uns 10,000 pirarucu em cativeiro se puderem me ajudar ficarei grato att isaias

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de abr de 2017

Olá Isaias,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Antonio

13 de out de 2016

Bom dia, Gostaria de informações sobre algum curso para a criação de Pirarucu.

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de abr de 2017

Olá Antonio,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os Cursos a Distância na área Piscicultura.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Paula

7 de fev de 2014

Gostaria de saber se existe um curso para criação de Pirarucu!

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de abr de 2017

Olá, Paula!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Para mais informações nossas consultoras entrarão em contato.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Marizete Almeida

16 de jan de 2014

Bom dia! Gostaria de saber se vcs têm curso de criação de pirarucu. Obrigada.

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de abr de 2017

Olá, Marizete!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os Cursos ná Área Piscicultura.

Atenciosamente,

Vilmara Silva.

Guilherme Henrique Sampaio Evangelista

29 de mai de 2013

Queria saber se vcs tem cursos de criação e reprodução do peixe Pirarucu.

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de abr de 2017

Olá, Guilherme!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Para mais informações nossas consultoras entrarão em contato.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Piscicultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade