Criação de rãs: como construir o ranário

O Brasil é um país de destaque na criação de rãs, embora produza um número pequeno

Rã

O Brasil ocupa posição de destaque no ranking de criação de rãs do mundo: o segundo lugar, perdendo apenas para o Taiwan. Porém, apesar desse posto privilegiado, a produção brasileira é pequena. O IBGE aponta que são produzidas 160 toneladas de ao ano no nosso país, o que ainda é bastante discutível devido à imprecisão dos dados.

Samuel Lopes, professor do Curso a Distância CPT Criação de Rãs – Novas Tecnologias, explica que nos últimos anos, foram desenvolvidas novas tecnologias para a criação de rãs, surgindo um novo momento positivo para a ranicultura, inclusive com o aparecimento de novos criadores e reaquecimento do mercado.

No Brasil a criação é feita de forma confinada, enquanto em outros países a criação é feita de forma semi-intensiva. O local onde as rãs são criadas chama-se ranário e deve ser construído para atender a todas as necessidades desses anfíbios.

Confira a seguir informações necessárias para que você possa construir o seu ranário:

Parte hidráulica

Deve-se promover uma distribuição de água individual para cada tanque. PVC é o material recomendado para os canos, uma vez que os de metal podem liberar elementos tóxicos para os girinos.

Parte da alvenaria

Os pisos e tanques de engorda devem ser bem acabados. Qualquer deformidade ou saliência pode causar ferimentos nas rãs, assim como o piso áspero. Recomenda-se que o fundo dos tanques e piscinas possuam 1% a 2% de inclinação, para facilitar a limpeza.

Subdivisão do ranário

- Setor de reprodução;
- Setor de eclosão ou desenvolvimento embrionário;
- Setor de girinagem;
- Tanques de crescimento;
- Tanques de estocagem;
- Setor de pré-engorda;
- Setor de engorda;
- Piscina;
- Abrigo;
- Cochos;

Há ainda, diversas opções de tanques de engorda, cabendo ao ranicultor decidir qual o mais vantajoso para a sua criação.

Cuidados

- Com o ambiente, que deve ser adequado, com água de qualidade e instalações bem acabadas, higienizado e com temperatura ideal para as rãs;

- Com o manuseio dos animais, que deve ser feito de forma a não assustá-los e sem movimentos muito bruscos;

- Com os novos indivíduos, que devem ser examinados para garantir que estão saudáveis;

- Animais doentes devem ser separados e tratados, sempre com auxílio de um técnico capacitado. Animais mortos devem ser removidos, incinerados e enterrados em local apropriado.

 


Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online da Área Piscicultura:

Criação de Rãs – Novas Tecnologias
Nutrição e Alimentação de Peixes
Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura

Fonte: Como Fazer Criação de Rãs – comcvasdf.blogspot.com
por Renato Rodrigues

Cursos Relacionados

Curso Criação de Rãs - Novas Tecnologias Curso Criação de Rãs - Novas Tecnologias

Com Prof. Dr. Samuel Lopes

R$ 520,00 à vista ou em até 12x de R$ 43,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura Curso Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura

Com Prof. Dr. Giovanni Resende

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Nutrição e Alimentação de Peixes Curso Nutrição e Alimentação de Peixes

Com Prof. Dr. Giovanni Resende

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Piscicultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade