WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Criação de rãs: como construir o ranário

O Brasil é um país de destaque na criação de rãs, embora produza um número pequeno

Rã

O Brasil ocupa posição de destaque no ranking de criação de rãs do mundo: o segundo lugar, perdendo apenas para o Taiwan. Porém, apesar desse posto privilegiado, a produção brasileira é pequena. O IBGE aponta que são produzidas 160 toneladas de ao ano no nosso país, o que ainda é bastante discutível devido à imprecisão dos dados.

Samuel Lopes, professor do Curso a Distância CPT Criação de Rãs – Novas Tecnologias, explica que nos últimos anos, foram desenvolvidas novas tecnologias para a criação de rãs, surgindo um novo momento positivo para a ranicultura, inclusive com o aparecimento de novos criadores e reaquecimento do mercado.

No Brasil a criação é feita de forma confinada, enquanto em outros países a criação é feita de forma semi-intensiva. O local onde as rãs são criadas chama-se ranário e deve ser construído para atender a todas as necessidades desses anfíbios.

Confira a seguir informações necessárias para que você possa construir o seu ranário:

Parte hidráulica

Deve-se promover uma distribuição de água individual para cada tanque. PVC é o material recomendado para os canos, uma vez que os de metal podem liberar elementos tóxicos para os girinos.

Parte da alvenaria

Os pisos e tanques de engorda devem ser bem acabados. Qualquer deformidade ou saliência pode causar ferimentos nas rãs, assim como o piso áspero. Recomenda-se que o fundo dos tanques e piscinas possuam 1% a 2% de inclinação, para facilitar a limpeza.

Subdivisão do ranário

- Setor de reprodução;
- Setor de eclosão ou desenvolvimento embrionário;
- Setor de girinagem;
- Tanques de crescimento;
- Tanques de estocagem;
- Setor de pré-engorda;
- Setor de engorda;
- Piscina;
- Abrigo;
- Cochos;

Há ainda, diversas opções de tanques de engorda, cabendo ao ranicultor decidir qual o mais vantajoso para a sua criação.

Cuidados

- Com o ambiente, que deve ser adequado, com água de qualidade e instalações bem acabadas, higienizado e com temperatura ideal para as rãs;

- Com o manuseio dos animais, que deve ser feito de forma a não assustá-los e sem movimentos muito bruscos;

- Com os novos indivíduos, que devem ser examinados para garantir que estão saudáveis;

- Animais doentes devem ser separados e tratados, sempre com auxílio de um técnico capacitado. Animais mortos devem ser removidos, incinerados e enterrados em local apropriado.

 


Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online da Área Piscicultura:

Criação de Rãs – Novas Tecnologias
Nutrição e Alimentação de Peixes
Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura

Fonte: Como Fazer Criação de Rãs – comcvasdf.blogspot.com
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Antonio Carlos Ribeiro da Rocha

11 de jun de 2019

Olá, tudo bem? Quero começar um ranário, mas estou preocupado com alimentação da rã adulta. Que tipo de ração devo comprar ou fazer ?

Resposta do Portal Cursos CPT

12 de jun de 2019

Olá Antônio Carlos Ribeiro,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Você encontra as rações em lojas especializadas. Caso opte por fazer a ração em sua propriedade, ela deverá ter 40% de proteína bruta.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!