WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como escolher os melhores alevinos para o sucesso na piscicultura?

Como garantir o sucesso na piscicultura através da escolha dos melhores alevinos


Entre os produtores de alevinos identificados no projeto da piscicultura, é importante selecionar aqueles que realmente atendem aos requisitos necessários para garantir o sucesso da produção, explica o Prof. Dr. Giovanni Resende de Oliveira do Curso CPT Produção de Tilápias em Tanques Escavados.


Quatro pontos são fundamentais para o sucesso da piscicultura: qualidade da água, qualidade da ração, manejo correto e qualidade dos alevinos. Portanto, é crucial identificar um bom fornecedor de alevinos.


Os alevinos podem ser classificados em duas categorias: tipo I e tipo II.


Alevinos tipo I:

• Mais utilizados

• Peso de 1 a 3 gramas, medindo de 5 a 7 cm

• Adquiridos de piscicultores e levados para a piscicultura

• Recriados até atingirem peso médio de 50 g antes de serem confinados na fase de engorda


Alevinos tipo II:

• Prontos para confinamento na fase de engorda, com peso médio de 30 g

• Entram mais cedo na fase de engorda, dispensando a recriação na piscicultura

• Permitem o uso de mais tanques na fase final da produção de tilápia, aumentando o potencial produtivo e o giro de capital.


No entanto, existem alguns inconvenientes ao comparar os alevinos tipo II com os tipo I. Nem todos os produtores comercializam o tipo II, e, quando encontrados, seu preço é bem maior. Além disso, o transporte dos alevinos tipo II é mais complicado. Eles requerem mais oxigênio na água, têm uma capacidade de transporte menor, podem apresentar maior taxa de mortalidade e as distâncias seguras para transporte geralmente são menores.


Transporte e soltura dos alevinos.

Os alevinos são embalados em sacolas plásticas contendo aproximadamente 1/3 de água e 2/3 de oxigênio, permitindo sua manutenção por até seis horas. Se o percurso até a piscicultura for superior a seis horas, é necessário utilizar caixas especiais chamadas transfishes, que recebem injeção de oxigênio de um cilindro acoplado.


O ideal é que o transporte ocorra em um momento do dia que permita a soltura dos alevinos fora do horário mais quente, ou seja, até as 10 horas ou após as 15 horas.


Para realizar a soltura, verifique as condições da água do tanque e das embalagens de transporte, que devem ser semelhantes para evitar estresse nos alevinos. A soltura deve ser feita pelo processo de aclimatação, misturando aos poucos a água da piscicultura com a água das embalagens contendo os peixes.


Seguindo essas orientações, você garantirá que os alevinos se adaptem bem ao novo ambiente, promovendo um desenvolvimento saudável e produtivo na sua piscicultura. A escolha correta dos alevinos, aliada a um manejo cuidadoso, é ótimo para o sucesso da criação de peixes.


Como escolher os melhores alevinos para o sucesso na piscicultura?

Alevinos embalados em sacolas plásticas, contendo água e oxigênio, prontos para serem transportados.


A capacitação é fundamental para dominar todas as técnicas e segredos da criação de peixes. O Curso CPT Produção de Tilápias em Tanques Escavados, oferece uma excelente oportunidade de aprendizado nessa área. Não deixe passar essa chance, invista em conhecimento e conquiste reconhecimento no mercado, desenvolvendo um negócio promissor e rentável!

Conheça os Cursos CPT da Área Piscicultura.

Por: Thiago de Faria

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!

Precisa de ajuda?