Água salgada artificial para a criação de camarões: como fazer

Para a criação de camarões, o carcinicultor deve ter disponível água salgada e doce, que são misturadas de forma adequada antes de serem fornecidas aos tanques de cultivo

Água salgada artificial para a criação de camarões: como fazer   Artigos Cursos CPT

 

Para a criação de camarões, também conhecida como larvicultura, o carcinicultor (criador) deve ter disponível água salgada e doce, que são misturadas de forma adequada antes de serem fornecidas aos tanques de cultivo. Quando a propriedade situa-se longe da costa, a aquisição da água salgada encarece muito a produção. "Nesse caso, utilizam-se sistemas fechados de circulação, que reciclam a água salobra, que pode ser preparada com a fórmula de água do mar artificial, recentemente desenvolvida no Caunesp (Unesp/Jaboticabal), indicada às propriedades situadas a mais de 600 km do litoral", afirma Dr. Wagner Cotroni Valenti, professor do Curso a Distância CPT Cultivo de Camarões de Água Doce, em Livro+DVD e Curso Online. Para distâncias menores, é mais interessante transportar a água do mar natural.

Preparação de água marinha artificial


1- Coloque cerca de 20 L de água em um balde de polipropileno de 40 litros.
2- Acomode uma pedra de ar no fundo do balde de modo a promover a circulação da água.
3- Adicione o cloreto de sódio de forma gradativa sob agitação até que este se dissolva totalmente (utilize um pedaço de tubo de PVC para agitar).
4- Dissolva separadamente o Sulfato de Magnésio, Cloreto de Magnésio, Cloreto de Cálcio, Cloreto de Potássio e Bicarbonato de Sódio. Coloque-os em béqueres contendo 1 a 2 litros de água. Utilize agitador magnético de for necessário.
5- Adicione ao balde as soluções preparadas acima, separadamente, seguindo a ordem decrescente de concentração na água do mar (Lave as paredes dos béqueres com uma piceta para não deixar resíduos). Agite continuamente e mantenha a aeração.
6- Após todos os sais terem sido adicionados, tranfira a solução para um tanque de armazenagem já contendo cerca de 60 litros de água. Lave as paredes do balde para não deixar resíduos.
7- Complete o volume para 100 L (deve haver uma marca prévia na parede do tanque, indicando esse volume). Agite vigorosamente e meça a salinidade que deve estar por volta de 34%.
8- Deixe 24 horas sob aeração (a pedra de ar deve ser colocada no centro do recipiente, junto ao fundo). O pH deverá se estabilizar ao redor de 8,2.
9- Pese os demais sais e dissolva-os, separadamente, em béqueres contendo cerca de meio litro de água. Adicione as soluções ao tanque de armazenagem, agitando em seguida (Lave as paredes do béquer para não deixar resíduos).
10- Agite vigorosamente a solução e deixe 24 horas sob aeração.

Observações:


1- A utilização de água a 30-35°C para diluições facilita bastante o trabalho.
2- Nossos últimos resultados têm indicado que os quatro últimos sais da lista podem ser excluídos sem reduções significativas na produtividade.
3- Para a preparação de grandes quantidades, substitua o balde pelo próprio tanque de larvicultura e os béqueres por baldes de polipropileno. Dimensione de modo a completar o volume com água doce e obter a água salobra na salinidade desejada, evitando as transferências de tanque.

Fórmula de água marinha artificial usada no CAUNES


Cloreto de Sódio (NaCl): 2760 g/100 L de água
Sulfato de Magnésio (MgSO4.7H2O): 690 g/100 L de água
Cloreto de Magnésio (MgCl2.6H2O): 540 g/100 L de água
Cloreto de Cálcio (CaCl2.2H2O): 140 g/100 L de água
Cloreto de Potássio (Kcl): 60 g/100 L de água
Bicarbonato de Sódio (NaHCO3): 20 g/100 L de água
Brometo de Potássio (Kbr): 2.7 g/100 L de água
Sulfato de Manganês (MnSO4.H2O): 0.4 g/100 L de água
Cloreto de Lítio (LiCl): 0.1 g/100 L de água
Molibdato de Sódio (Na2MoO4.2H2O): 0.1 g/100 L de água
Tiossulfato de Sódio (Na2S2O3.5H2O): 0.1 g/100 L de água

Preparação de água salobra


1) Após a filtragem e a desinfecção da água salgada, coloque uma amostra em uma proveta de 1.000 mL e introduza, lentamente o densímetro. Faça a leitura ao nível da água, lembrando que o aparelho dá 4 casas depois da vírgula e a primeira é sempre zero.
2) Meça a temperatura da água.
3) Com os valores de densidade e de temperatura, determine a salinidade na tabela correspondente.
4) Calcule a proporção de água do mar que deve ser utilizada através da fórmula: % água do mar = salinidade desejada (12%) x 100 dividido por salinidade da água do mar utilizada
5) Misture a água doce e salgada na proporção determinada acima e agite bem. A aeração interna facilitará a homogeneização da água salobra.
6) Confirme o resultado obtido determinando a salinidade da mistura.
7) Se for necessário, acrescente um pouco de água doce ou salgada até obter a salinidade desejada. Para elevar 0,5%, acrescente água salgada na proporção e 3% do volume da mistura. Para abaixar 0,5%, acrescente água doce na proporção de 5% do volume da mistura.

Exemplo:


 

Supondo a preparação de 100 litros de água salobra
a) A leitura realizada com densímetro indicou uma densidade de 1.0210 e temperatura de 20°C para a água do mar.
b) Através da tabela de salinidade, obtém-se o valor 30.
c) A proporção de água usada será: % de água do mar = 12 dividido por 30 x 100 = 40%
d) Misturam-se 40 litros de água do mar a 60 L de água doce.
e) Checa-se a salinidade obtida.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Piscicultura.
Por Silvana Teixeira.

 

Cursos Relacionados

Curso Cultivo de Camarões de Água Doce Curso Cultivo de Camarões de Água Doce

Com Prof. Dr. Wagner Cotroni

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo de Camarões Marinhos Curso Cultivo de Camarões Marinhos

Com Prof. Dr. Prof. Antônio Ostrensky e Prof. Carlos...

R$ 412,00 à vista ou em até 12x de R$ 34,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Vanderlei Luís lamb

14 de nov de 2018

Preciso salinizar 250mil litros de água doce

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de nov de 2018

Olá Vanderlei.

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Basta fazer prorcinal, os valores da matéria estão para 100L, só multiplicar por 250.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

francisco augusto teixeira fonseca

30 de out de 2018

Tenho os tanques. Gostaria de saber antes de adquirir o material, onde adquirir as larvas. Meu interesse é criar camarão distante do mar, ou seja, em cativeiro.

Resposta do Portal Cursos CPT

30 de out de 2018

Olá Francisco,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Vocẽ pode pesquisar no Google, por criadores da sua região, ou pessoas que comercializam.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Joao Signorelli

22 de jul de 2018

No item 3 da receita de preparação da água salobra, bem como no item b do exemplo de 100 litros de preparação, é mencionada uma tabela de correlação Temperatura e Densidade com salinidade. Poderiam providenciar essa tabela?

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de jul de 2018

Olá João.

Essta tabela você pode encontrar no Google, pesquisando a mudança da densidade na aguá salina.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto.

Outros artigos relacionados à área Piscicultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade