WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Equinos e bovinos regurgitam o alimento. Sim ou não?

Não. Uma das principais características dos ruminantes é a capacidade de regurgitar o alimento para uma nova mastigação, mas esse fenômeno não ocorre com os equinos

Equinos e bovinos regurgitam o alimento. Sim ou não?   Artigos Cursos CPT

 

Uma das principais características dos ruminantes é a capacidade de regurgitar o alimento para uma nova mastigação, ou seja, o material engolido durante a ingestão volta à boca para que seja feita uma nova mastigação e um contato mais intenso com a saliva. “Esse fenômeno que auxilia a digestão nos bovinos, entretanto, não ocorre com os equinos”, afirma Eduardo Villela Villaça Freitas, professor do Curso CPT Alimentaçãoo de Equinos.

A ocorrência ou não da ruminação é determinante na classificação dos herbívoros no que se refere à sua digestão: ruminantes e não ruminantes. Essa classificação, tecnicamente, também é feita em relação à localização dos microrganismos que decompõem fibras no sistema digestório, havendo dois grupos: monogástricos e poligástricos.

Como indicado pelo nome, os poligástricos são mais conhecidos por terem vários estômagos, embora tecnicamente falando, este tipo de sistema digestivo tenha, na verdade, um estômago dividido em diversos compartimentos que se comunicam entre si. Alguns destes compartimentos apresentam elevada concentração de microrganismos, capazes de fermentar a celulose.

Quando um animal é classificado como monogástrico, a situação é deferente. Os microrganismos que atuam na digestão da celulose, bactérias, fungos e protozoários são encontradas apenas no intestino grosso, em geral, numa região conhecida como ceco (também chamada de apêndice cecal) e no cólon. Entre os herbívoros monogástricos estão espécies como cavalos, jumentos, zebras, coelhos, capivaras, entre outros. Nesse grupo, o cavalo se destaca por apresentar um ceco ou apêndice cecal repleto de microrganismos, as quais digerem a celulose, a hemicelulose, a pectina e outros componentes da fibra das plantas ingeridas pelo animal.

Vai criar garanhões?   Dicas Cursos CPT Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


Vai criar garanhões? Providencie piquetes individuais!
- Gases, diarreias e cólicas: por que isso é comum nos cavalos?
Vai criar garanhões?   Dicas Cursos CPTQuer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Criação de Cavalos.
Por Silvana Teixeira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Guia Rápido sobre Reprodução de Cavalos

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!