WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Cria cavalos? Garanta colostro a todos os potros com a colostragem

Colostragem é a forma mais eficiente de se garantir a imunidade passiva em potros que, por algum motivo, não conseguiram mamar o suficiente após o nascimento

Cria cavalos? Garanta colostro a todos os potros com a colostragem   Artigos Cursos CPT

 

Cria cavalos? Garanta colostro a todos os potros com a colostragem. Mas, afinal, o que é isto? Simples: a colostragem é a forma mais eficiente de se garantir a imunidade passiva em potros que, por algum motivo, não conseguiram mamar o suficiente após o nascimento.

É importante que os criatórios tenham à disposição um banco de colostro próprio”, afirma Prof.ª Fabiana Garcia Christovão, do Curso CPT Manejo de Potros: Do Parto ao Preparo para a Doma. Os critérios para a seleção de éguas que fornecerão colostro ao banco são:


• Bom escore corporal
• Boa produção de colostro
• Animais tranquilos

A coleta do colostro de éguas doadoras deve levar em consideração o fato de que os equinos não possuem a capacidade de armazenar leite como os bovinos. Desta maneira, não adianta prender o potro com o intuito de quatro horas depois coletar maior volume de colostro, pois isso não acontecerá.

Para coletar o colostro de éguas doadoras é necessário:


• Garantir a mamada do potro em primeiro lugar. Ou seja, a coleta de colostro sempre deve ser feita após a mamada do filhote. O potro que está ao pé deve ser sempre prioridade.
• Após a mamada do filhote, contenha a égua com um cabresto simples, de corda.
• A contenção deve ser feita próxima a um coxo com alimento para a égua.
• Deixe que o potrinho permaneça ao pé da égua para estimular a descida do colostro.
• Não é necessário fazer a higiene do teto, pois o nível de contaminação do teto de éguas é baixo.

O colostro coletado deverá ser transferido para um recipiente estéril, seco, de plástico e de tamanho pequeno (100 ml a 150 ml) para ser imediatamente congelado. O objetivo é fazer o congelamento de pequenas porções individuais que podem durar até mais de 12 meses com todas as propriedades e componentes devidamente conservados.

É interessante reunir o colostro coletado no primeiro dia em um mesmo recipiente ou frasco, fazendo a anotação do dia da coleta. O mesmo deverá ser feito com o colostro do segundo dia e assim por diante, já que as quantidades de imunoglobulina do colostro diminuem consecutivamente com o decorrer do tempo.

O descongelamento das porções de colostro para uso pode ser feito ao natural ou em banho-maria a 37ºC. O colostro deve ser oferecido ao potro em mamadeiras cujo bico deve ser uma “chuquinha” de bebê. É necessário esterilizar as mamadeiras antes e após o uso.

Atenção:


Ao oferecer o colostro ao potro via mamadeira devemos cuidar para que o pescoço do animalzinho não fique esticado ou virado para cima ao mamar. O potro deverá permanecer com a cabeça baixa conforme a sua condição natural de mamada. Desse modo, evitamos o risco de fazer uma segunda via e que o colostro siga em direção ao pulmão ao invés do estômago.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Quer potros saudáveis? Trate bem as éguas gestantes
- Madrinha para desmamar potros? Como assim?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Criação de Cavalos.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!